Conheça mais sobre o delineamento de sobrancelhas

Ao analisar a anatomia do corpo humano, as sobrancelhas, assim como pálpebras e cílios, têm a função de proteger o globo ocular, funcionando como uma barreira natural para o suor e elementos irritantes que podem chegar até os olhos. Por conta dessa função, as sobrancelhas tendem a ficar mais volumosas e se unirem sobre o nariz. Mas como o olhar também faz parte da composição estética, muitas pessoas, especialmente as mulheres, buscam o delineamento de sobrancelhas como forma de valorizar o visual.

Inicialmente, as sobrancelhas eram completamente retiradas e maquiadas, por isso o procedimento era chamado de depilação. Em 1910, existiam dois padrões predominantes: sobrancelhas curtas para mulheres ingênuas e longas arqueadas para mulheres sensuais. Duas décadas depois, começou a ficar comum a nomenclatura de design de sobrancelha, utilizada até hoje. No entanto, há especialistas que defendem o delineamento como termo mais adequado, já que o trabalho é feito a partir de limitações e demarcações.

O formato da sobrancelha é definido pelo osso frontal e pode ser reta, curta, longa, caída ou levantada. Na atualidade, as sobrancelhas são delineadas valorizando a forma natural e fazendo as correções que tragam harmonia ao rosto. Para realizar o delineamento, o profissional utiliza como apoio o paquímetro, instrumento específico para medir distâncias. No caso das sobrancelhas, a lateral do nariz funciona como parâmetro, tanto para o canto externo, como para o interno.

Além de trabalhar o formato mais adequado, o delineamento também verifica imperfeições e as corrige: em alguns casos é necessário retirar os pelos e, em outros, preencher com lápis específico para sobrancelhas. De acordo com Edson Ribeiro, orientador do curso de Design de Sobrancelhas do Senac, evita-se a retirada completa das sobrancelhas, justamente pela sua função de proteção aos olhos. Ele ainda acrescenta que, em todo o processo, é importante ter cuidado com a higiene, para evitar a transmissão de doenças. “O material utilizado deve ser descartável, inclusive as pinças.”

Logotipos representam essência das empresas

Qualquer empreendedor que busca uma posição satisfatória no mercado precisa investir em uma comunicação visual eficaz. As empresas são representadas por símbolos e tipografias que facilitam a sua identificação pelo público e são chamados de logotipo. Essa ferramenta é de extrema importância na comunicação da essência do negócio e deve estar adequada às tendências da sociedade.

O processo de desenvolvimento de uma logotipo é complexo e geralmente envolve o trabalho de uma agência especializada. O cliente produz um briefing, documento com informações relevantes sobre o projeto, e, depois, inicia a imersão da agência para entender o significado da empresa. Existem metodologias para realizar esse trabalho, que envolvem, por exemplo, mapeamento do público-alvo, estudo sobre o modelo de negócios, entendimento dos diferenciais, entre outros. O resultado do trabalho pode incluir a criação do nome da marca e do símbolo que a representará.

Com o tempo, muitas marcas percebem a necessidade de renovação do logotipo. As mudanças que ocorrem na sociedade e no mercado interferem diretamente na forma como as empresas atuam. Os logotipos acompanham essas transformações e tem como objetivo comunicar de forma simples e inteligente o significado da empresa de acordo com as tendências em vigor.

Depois de um intenso trabalho, o Senac atualizou a sua comunicação visual em 2012. O antigo logotipo, vigente desde 1969, deu espaço a uma nova, mais moderna, que representa inovação e flexibilidade. A nova logomarca traz um avião de papel estilizado que, como uma seta, aponta em direção ao futuro. As cores – azul e laranja – contemplam liberdade, inovação e leveza.

Outras marcas também passaram por processos de renovação do logotipo, como Apple, Microsoft, Starbucks e Volkswagen. Confira abaixo!

 

Senac investe em cursos de MBA com parcerias internacionais

O Senac em Santa Catarina tem como premissa, em sua estratégia corporativa de inovação, ampliar o campo de atuação no mercado e viabilizar cursos para públicos variados. Atualmente, a instituição investe nos MBAs – cursos de especialização voltados a profissionais que já estão no mercado e buscam aprimorar os conhecimentos nas áreas de gestão e negócios. Como forma de propiciar aos estudantes alto valor agregado de conhecimento prático e teórico, o Senac busca orientadores experientes em todo o Brasil e viabiliza parcerias internacionais.

Em 2013, o Senac lançou o MBA em Gestão Estratégica Corporativa, que tem como objetivo ampliar a visão estratégica de empresários, profissionais liberais, consultores, gestores e líderes. O curso trabalha ferramentas e práticas que subsidiam a tomada de decisões por meio de análise de informações do ambiente interno e externo, comportamento inovador e negociações eficazes.

Para o MBA em Gestão Estratégica Corporativa, o Senac conta com a contribuição de duas instituições: Ashland University, dos Estados Unidos, e University of the West of England Bristol, da Inglaterra. Com os parceiros internacionais, os alunos terão a oportunidade de assistir a aulas com professores de diversas regiões do mundo – como Ásia, Índia, China, Estados Unidos e Europa – que fazem parte do corpo docente dessas universidades. As aulas serão presenciais e com tradução simultânea.

Em 2014, o portfólio de MBAs do Senac deve aumentar: já estão em desenvolvimento cursos nas áreas de tecnologia a informação e saúde. Para disponibiliza-los, as colaborações com instituições de outros países serão mantidas e ampliadas.

Imagens incríveis feitas com o Photoshop

O Photoshop é um programa de edição de imagens que permite não só melhorar pequenas imperfeições, modificar cores e acabar com algumas ruguinhas. O programa tem ferramentas que podem criar possibilidades infinitas e proporcionar a produção de imagens incríveis para anúncios publicitários e séries fotográficas de artistas especializados. Para aqueles que imaginam que manipular imagens com o Photoshop é simples, vale a pena conferir abaixo algumas imagens e um vídeo que demonstram o nível de dedicação e especialização que são necessários para realizar alguns trabalhos.

Veja quais ações ajudam a desenvolver uma liderança eficaz

Ao contrário do que muitas pessoas acreditam, a habilidade para liderar equipes pode ser desenvolvida e não está restrita a apenas uma predisposição natural. O ponto de partida para realizar atitudes assertivas é estar comprometido com as mudanças, o que exige dois critérios essenciais: sabedoria e humildade. Veja abaixo algumas ações importantes para uma liderança eficaz, listadas por Rodrigo Lisboa, orientador dos cursos de gestão do Senac.

– Aprender a reaprender

Seja humilde o suficiente para aprender coisas novas e se adaptar às mudanças constantes. O bom líder é aquele que está convicto que nunca sabe de tudo e que precisa estar em constante aprendizado.

– Acompanhe para depois conduzir

Ao falar de liderança, muitas pessoas têm a imagem do chefe na cabeça, mas é importante frisar que nem todo o chefe é líder. O líder não manda, ele primeiro acompanha as pessoas durante a tarefa para depois conduzi-lo, o que gera um sentimento de acolhimento.

– Compartilhe o que você sabe

Quanto vale um baú de ouro nas profundezas do oceano sem que ninguém saiba que ele existe? Pois é, assim são as pessoas que têm conhecimento e não disseminam para os demais – alguns por medo de se expor de maneira errada e outros até por receio de perder o posto na organização. Lembre-se de que você se posicionará como uma referência positiva quando compartilhar o que sabe.

– Elogie os seus liderados

Quem é que não gosta de ser elogiado? Sabemos que a recompensa pelos resultados faz diferença, e isso serve como lição para atuação de líderes. É importante elogiar os colaboradores até mesmo pelos menores progressos, o que os impulsionará a continuar se esforçando.

– Seja fonte de inspiração

Um líder deve ser exemplo para os colaboradores. O resultado da liderança é muito bom quando as atitudes do gestor servem de inspiração para os outros.

Saiba alguns segredos interessantes para quem começa a cozinhar

Quem começa a se aventurar na cozinha, tem muitas dúvidas. Algumas dicas valiosas podem ajudar os iniciantes a preparar os alimentos e encontrar o ponto certo de tempero e cozimento. Primeiramente, é necessário deixar todos os ingredientes separados, evitando parar durante o desenvolvimento da receita.

Se você quer ter sucesso com as panelas, fique atento às dicas do orientador de gastronomia do Senac Carlos Wagner, e experimente!

Arroz soltinho

Para deixar o arroz no ponto certo, deve ser utilizada a proporção de uma xícara de arroz para uma e meia de água fervendo. Primeiro, cozinhar sem tampa em fogo alto até aparecerem furinhos no arroz. Depois, colocar a tampa e deixar secar a água em fogo baixo. O arroz ainda precisa ficar na panela fechada por mais 15 minutos, para que termine de cozinhar com o vapor.

Macarrão

É necessário utilizar bastante água: 6 litros de água para 500g de massa. Não tem necessidade de colocar óleo na água, é mais eficiente colocar um pouco de azeite depois de escorrer o macarrão. Também é interessante, depois de escorrer a água quente, passar água fria, pois evita que fique grudento.

Carnes

As carnes devem ser cortadas no sentido contrário da fibra, com facas próprias e bem afiadas. A faca específica para desossar, por exemplo, pode ser uma boa opção.

Legumes

O tipo de corte dos legumes dependerá da receita, mas todos precisam estar com o mesmo tamanho. Caso um tipo de legume esteja maior do que outro, o sabor se destacará e o tempo de cocção será diferente.

Cenoura

A cenoura pode ser utilizada para equilibrar pratos ácidos, como molhos e saladas.

Feijão

O segredo para fazer um feijão saboroso é escolher grãos novos e macios. Faça um teste: aperte um grão com as unhas e veja se fica marcado.

Batatas fritas

A batata ideal para fritura é a batata rosa, pois tem menos umidade. O primeiro passo é descascar a batata, lavar para tirar o excesso de amido e secar. Depois, fritar pela primeira vez, escorrer em papel toalha e deixar esfriar um pouco. Por fim, fritar novamente até que as batatinhas fiquem douradas.

Ovos

A clara em neve fica mais volumosa se os ovos estiverem em temperatura ambiente. A espuma se forma mais facilidade e fica mais estável.

Temperos

A escolha do tempero é muito pessoal, mas algumas combinações são clássicas: hortelã na carne de cordeiro, limão e coentro nos frutos do mar, além de manjericão com tomate. A pimenta branca é um condimento interessante, pois realça o sabor dos alimentos.

Sal

Prove sempre o que está cozinhando! Tenha cuidado com ensopados, arroz e receitas com molho, pois como a quantidade de água diminui, o sal fica concentrado.

Fogo alto ou baixo?

É importante seguir o que indica a receita. Caso seja um bife grelhado, por exemplo, o fogo deve estar o mais forte possível. Assim, mantem a umidade, o sabor e a maciez da carne.

Jardins de diferentes estilos transformam natureza em arte

Os espaços verdes, cobertos de vegetação, são muito importantes para o meio ambiente. Parques e jardins têm a capacidade de absorver água da chuva, proporcionar sombra, refrescar e ser um espaço de convivência para os moradores do local onde estão instalados. Além disso, existem diversos tipos de jardins que encantam os olhos com seus arranjos e caminhos milimetricamente calculados. É o caso do jardim inglês, do francês e de outros mais. Conheça as características de cada um.

Jardim japonês: um local para ter paz e deixar a espiritualidade vir a tona. Os jardins japoneses são um espaço para contemplar a vida. O paisagismo é amplamente cultivado na cultura japonesa, pois é considerada uma das mais elevadas formas de arte.Por meio desse jardim é possível expressar a essência da natureza em um limitado espaço de forma harmoniosa com a paisagem local.

Jardim tropical: a essência aqui é a descontração. O jardim tropical possui espécies de plantas de variadas cores e formas orgânicas, com caminhos naturais. Criado por Roberto Burle Marx, sua principal característica é a utilização de espécies de regiões tropicais e subtropicais. São os preferidos de aves e insetos coloridos, o que o torna ainda mais bonito.

Jardim italiano: nesse tipo de jardim o elemento água é fundamental para integrar o espaço. O uso de fontes, estátuas, plantas frutíferas e flores completam o ambiente, que fica ainda mais bonito na primavera. Um local de contemplação também não pode faltar, para observar a beleza e o frescor do espaço.

Jardim inglês: considerado uma quebra de padrões comparado a outros jardins, o jardim inglês preza pelas formas naturais, mais curvas e arredondadas. Gramados extensos, relevos e lagos fazem parte deste estilo, que é bastante utilizado em parques e espaços grandiosos. Árvores de grande porte, que se caracterizam por sua sombra são bem vindas nestes locais.

Jardim francês: as formas geométricas e a simetria perfeita são as principais características desse jardim. Também chamado de jardim clássico, o jardim francês tem caminhos largos e arbustos bem definidos. Alguns elementos, como lagos, bancos, colunas e esculturas, podem fazer parte desse estilo, mas precisam estar totalmente integrados ao ambiente.

Confira dicas para reforçar a segurança alimentar no verão

Está chegando a estação mais quente do ano. Época de férias escolares, viagem para a praia, casa dos amigos e reuniões de família. É nesse período do ano, também, que costumam ocorrer muitos casos de intoxicação alimentar. Isso pode acontecer devido a algumas mudanças na rotina das refeições, que passam a incluir mais frutas – muitas vezes mal higienizadas –  e porções de alimentos consumidos na rua. Para não cair em armadilhas alimentares, fique atento a algumas dicas básicas da nutricionista do Senac Isaura Clemente.

1. Higienize muito bem frutas e verduras: às vezes, apenas lavar o alimento em água corrente não basta. Por exemplo, um morango que será usado em um suco ou mesmo ingerido in natura, precisa ser lavado em água corrente, esfregando um a um.Depois é necessário colocar água em uma bacia com hipoclorito de sódio – a mistura pode ser comprada no supermercado ou feita em casa com uma colher de sopa de água sanitária para cada litro de água – e deixar de molho por no máximo 15 minutos, depois enxaguar em água abundante. Somente os alimentos que serão fervidos por longo período de tempo não precisam de lavagem prévia.

2. Cuidado com o preparo e armazenamento de sanduíches. Esse lanche deve ser montado com os embutidos (queijo, presunto) bem gelados, depois embalados e colocados em bolsa ou caixa térmicas. Nunca deixe em temperatura ambiente. Caso queira utilizar frango cozido, a dica é desfiá-lo ainda quente, para acelerar o resfriamento (uma ideia é desfiar na batedeira ou no liquidificador – basta colocar os pedaços e utilizar a função pulsar). Evite usar cremes a base de leite ou iogurte, opte por maionese ou azeite de oliva pois não estragam com facilidade. Introduza verduras e legumes para deixar seu lanche mais leve e não esqueça de utilizar pão integral.

3. Higienização das mãos: você pode até não perceber, mas leva as mãos à boca várias vezes por dia, e na maioria das vezes elas estão sujas. As mãos levam e trazem os contaminantes, por isso higienizá-las para preparar ou comer o alimento é tão importante. A forma correta de lavar as mãos é com água corrente e sabonete sem cheiro. Caso isso não seja possível, tente utilizar água em garrafas ou então tenha sempre à disposição uma solução antisséptica (álcool gel) para diminuir a carga microbiana.

Senac sustentável

O Senac em Santa Catarina tem um compromisso com o meio ambiente em suas rotinas e processos. A sustentabilidade está inserida no dia a dia das Unidades por meio de ações internas e externas. O respeito à natureza e a conscientização de colaboradores e alunos são imprescindíveis para um ambiente em equilíbrio.

Conheça algumas ações que são realizadas no Senac e veja como você pode contribuir.

 Florianópolis e Saúde e Beleza:

As ações são planejadas e executadas pela Comissão Recicle Ideias, que é formada por colaboradores, orientadores e alunos. Entre os projetos realizados estão a coleta de pilhas e baterias, o trabalho sobre compostagem na Associação dos Funcionários Fiscais de Santa Catarina junto ao projeto Jovem Aprendiz e a parceria com a biblioteca para a arrecadação de produtos de higiene e limpeza.

Caçador:

Nessa Unidade todo o papel ofício fotocopiado ou impresso é utilizado para rascunho (inclusive para os alunos) e também para a confecção de bloquinhos de anotação. Os jornais são doados para entidades de reciclagem e as revistas de generalidades são levadas para asilos, hospitais e outras entidades assistenciais que atendam o público. Além disso, são colocadas em prática medidas para a economia de energia e aproveitamento de materiais de eventos.

Blumenau:

Na Unidade de Blumenau todo o material utilizado diariamente é separado para a reciclagem. Também é organizado um passeio ciclístico para a conscientização da população sobre mobilidade urbana, transporte sustentável, meio ambiente e a importância das ciclovias.

Brusque:

Em 2013, a Unidade de Brusque realizou ações socioambientais como palestras e intervenções urbanas. O projeto “Curativos Urbanos”, por exemplo, realizado com os alunos de Design de Interiores do Pronatec, espalhou por ruas, calçadas e árvores da cidade cartazes e curativos confeccionados pelos estudantes.

Rio do Sul:

Na biblioteca dessa Unidade a economia de papel é a ordem. Folhas são impressas dos dois lados, sempre que possível, e todas que ficam como rascunho são reutilizadas. Além disso, a separação dos resíduos é estimulada através de lixeiras específicas.

Joinville:

A Unidade Joinville é ponto de coleta de diversos materiais que não devem ser misturados ao lixo comum. Um deles é o óleo de cozinha, que, para o descarte, deve ser acondicionado depois de frio em uma garrafa pet. Da Unidade, o material segue para empresas licenciadas. Outro material recolhido em Joinville são chapas de raio-x. As películas de raios X possuem metais pesados altamente poluidores que, em contato com o solo, atingem o lençol freático e contaminam a água – podendo entrar na cadeia alimentar. As chapas são coletadas em uma caixa de papelão e recolhidas por uma empresa de Curitiba, que recicla o material produzindo embalagens com os plásticos e utilizando a prata na criação de joias. Além disso, os resíduos da Unidade são separados por tipo de material e uma campanha de conscientização foi feita para que os funcionários trocassem os copinhos de plástico por canecas.

Criciúma:

A biblioteca de Criciúma vende para uma empresa de reciclagem todo o papel que descarta (desde picotados, papeis de impressão, caixas que vem dos fornecedores de livros, etc) e com o recurso da venda, compra livros usados de literatura no sebo. Outros setores da Unidade também contribuem enviando para a biblioteca papéis que seriam destinados para o lixo.

Tubarão:

Na Unidade de Tubarão, todo o papel impresso é utilizado para rascunho e confecção de blocos de anotações, há lixeiras de coleta seletiva, controle do uso de energia, incentivo à caminhada para realização de tarefas de pequena distância e reutilização de envelopes. Para evitar o descarte de material bibliográfico, exemplares são disponibilizados a outras bibliotecas e expostos e mesa de doações. Além disso, no local as torneiras são temporizadas, para a redução do consumo de água.

Xanxerê

Em Xanxerê, foram distribuídos squeezes para cada aluno e colaborador da Unidade. Dessa forma não são utilizados e nem fornecidos copos descartáveis. Outra ação realizada no local é a conscientização dos alunos sobre a importância da reciclagem dos materiais.

Empreendedores do Brasil: educação faz diferença

Se você é inovador, perspicaz, criativo, tem persistência e foco nos seus objetivos, tem um grande potencial empreendedor. A vontade de ter o próprio negócio e a capacidade de identificar oportunidades no mercado são essenciais para quem deseja investir em nichos específicos e ser o próprio patrão. De acordo com a pesquisa “Empreendedores brasileiros: perfis e percepções”, realizada pela Endeavor Brasil em parceria com o Ibope neste ano, aproximadamente 88% da população acredita que “empreendedores são geradores de empregos” e 74% diz que “o empreendedorismo é a base de criação de riqueza, beneficia a todos nós”.

A pesquisa aponta ainda que os empreendedores representam 28% da população brasileira entre 16 e 64 anos. Ao projetar esse percentual sobre a população urbana recenseada em 2010, é possível concluir que atualmente há cerca de 30 milhões de brasileiros que encararam o desafio de gerir o próprio negócio. Como homenagem a esses profissionais, no último dia 5 de outubro foi comemorado o Dia do Empreendedor. A data foi instituída em 1999, quando foi criado o primeiro Estatuto Nacional da Microempresa e Empresa de Pequeno Porte e também o Simples Nacional.

O levantamento da Endeavor Brasil revela outro dado interessante sobre os empreendedores brasileiros, focado especificamente no grau de escolaridade – 11% dos empreendedores cursou até o ensino superior, 35% até o ensino médio e 46% somente até o ensino fundamental. Os empresários que possuem maior nível de escolaridade são os mais bem-sucedidos e mantêm empresas com funcionários. Esse panorama reforça a importância da educação empreendedora no currículo das instituições de ensino, e ressalta o quanto os empreendedores são fundamentais para a geração de riqueza, emprego e renda no país.

Clique aqui para conferir a pesquisa completa.