De acordo com Daniel Goleman, psicólogo Ph.D. e autor dos best-sellers Inteligência Emocional e Inteligência Social, por meio de um estudo com mais de 3.000 executivos concluiu que normalmente existem 6 tipos de liderança. La leitura de hoje, você conhecerá cada um deles.

Liderança maternal

Esse estilo de liderança busca criar laços emocionais entre a equipe e a organização, criando um sentimento de ligação e harmonia.

Esse estilo é mais utilizado como forma de motivação da equipe em momentos de estresse ou nos quais é necessário recobrar a confiança na equipe. Nessa liderança poderá ocorrer de faltar pulso firme nas exigências, o que acaba se tornando um ponto de atenção a ser tratado.

Liderança direcionador

O líder direcionador cria desafios e objetivos difíceis de serem alcançados, impondo um padrão de alta performance. Ele exige a excelência de sua equipe e, muitas vezes, normalmente refere-se a si mesmo como referência a ser seguida.

O ponto de atenção nessa liderança, é que normalmente a responsabilidade da baixa performance é voltada ao time e nunca ao líder.

Liderança coercitivo

O líder coercitivo exige o cumprimento de uma ordem imediata, esperando total conformidade naquilo que foi solicitado.
Esse estilo é mais eficaz em tempos de crise ou quando é necessário ou devido a alguma situação mais problemática.

O líder coercitivo necessita ter autocontrole emocional, o que ocasionalmente pode transmitir uma imagem de insensibilidade.

Líder instrutor

O líder instrutor é o coaching que desenvolve a sua equipe para o futuro. Esse estilo funciona melhor quando o líder quer verdadeiramente ajudar os membros de seu time a se tornarem bem-sucedidos individualmente.

No entanto, o estilo instrutor não é eficaz quando o líder não tem proficiência ou os colaboradores não querem mudar ou aprender.

Aceitar fracassos de curto prazo, mesmo que isso implique em um aprendizado futuro é o estilo do líder instrutor. Pode parecer paradoxal mas, mesmo assim, este estilo tem o potencial de aumentar os resultados.

A razão disso é que ele exige uma empatia, autoconsciência e diálogo constante, deixando claro para os subordinados o que se espera deles.

Liderança democrática

O líder democrático constrói o consenso por meio da participação de todos, criando um ambiente de confiança, respeito e liderança participativa. No entanto, deve existir moderação, pois o excesso de ideias e a falta de objetivos concretos podem tornar o consenso ilusório e os resultados distantes. Não é o melhor estilo em situações de emergência, quando o tempo se torna essencial para atingir determinada meta ou os colaboradores não têm informação ou conhecimento suficiente para opinar sobre os problemas e as metas da organização.

Liderança autoritária

O líder autoritário mobiliza a equipe na direção de uma visão comum, concentrando-se nos objetivos finais, mas sem dizer como deve chegar lá, o que de certa forma acaba forçando o indivíduo a busca pelo conhecimento sozinho.

Este é o líder mais visionário, positivo e eficaz, pois mostra de forma clara e analítica que o resultado foi alcançado, deixando a pessoa ciente de sua ação bem sucedida.

Essa abordagem poderá ser mal sucedida se o autoritarismo for em excesso, ocasionando um sentimento negativo, pela equipe.

E você se identificou com algum?

Qual o seu estilo de liderança?

Publicações Relacionadas