Monitoramento e educação ambiental: conheça a atuação do Técnico em Meio Ambiente

A preocupação com o meio ambiente está cada vez mais pertinente na gestão de indústrias, órgãos públicos e empresas privadas. Nesse contexto, é necessário que sejam contratados profissionais especializados e com conhecimento técnico para analisar e apresentar soluções para problemas ambientais. É aí que entram os Técnicos em Meio Ambiente. Os profissionais com essa formação são responsáveis por promover formas de uso sustentável dos recursos naturais durante o processo produtivo. Isso inclui, por exemplo, técnicas para reutilização de água em fábricas que têm alta demanda desse recurso e também identificação de soluções para o descarte correto de materiais tóxicos e/ou recicláveis.

A carreira para quem decide se tornar um Técnico em Meio Ambiente pode ser promissora. Além do trabalho em grandes empresas, os Técnicos em Meio Ambiente também atuam com controle da poluição, recuperação de zonas degradadas, educação ambiental, formação de equipes multidisciplinares para resolução de problemas ambientais, entre outras. Para atuar nesta área, o profissional precisa gostar e entender sobre alguns aspectos básicos ligados à natureza, biologia, química e legislação ambiental, como a importância do uso consciente dos recursos ambientais e a preservação do meio ambiente. A média salarial em Santa Catarina, de acordo com o site Salariômetro, é de R$ 1600,00.

Se você está interessado em ingressar nessa carreira, o Senac tem disponível o curso de Técnico em Meio Ambiente. Confira abaixo as Unidades que oferecem essa qualificação:

Senac de Jaraguá do Sul – Quem deseja realizar o curso pode entrar em contato com a Unidade para registro de interesse. Telefone: (47) 3275-8400.

Senac Lages – Quem deseja realizar o curso pode entrar em contato com a Unidade para registro de interesse. Telefone: (49) 3223-3855.

Confira as receitas apresentadas nas aulas-show da SC Gourmet

Entre os dias 17 e 20 de julho, o Senac participou da terceira edição SC Gourmet, feira realizada no Parque Vila Germânica, em Blumenau. No local, foi montada uma “cozinha escola”, onde foram ministradas aulas-show com chefes do Senac e convidados, como Thomas Troisgrois, Erick Jacquim e Heiko Grabolle. O público degustou os pratos com as bebidas harmonizadas pelos sommeliers Valdir Sobierai e Pedro Castilhos, também orientadores da instituição. As receitas apresentadas no evento foram variadas, o que possibilitou a demonstração de técnicas exclusivas.

Todas as receitas das aulas-show apresentadas durante a SC Gourmet estão disponíveis no Slideshare do Senac. Clique para conferir!

Missão Técnica Internacional – aprendendo com os maiores do mercado

O Senac realizará, pelo terceiro ano consecutivo, a Missão Técnica Internacional do Varejo – Nova Iorque. A missão é composta por visitas técnicas a empresas que são referência mundial e a participação na Retail’s Big Show, maior feira de varejo do mundo. O evento proporciona ao participante a ampliação do seu conhecimento a partir da percepção do mercado global e das estratégias que são utilizadas pelo maior centro de varejo mundial. Essas novas percepções fomentam ações direcionadas ao mercado local e colabora com o crescimento e desenvolvimento de novas oportunidades de negócios. A viagem acontece de a viagem acontece de 7 a 17 de janeiro de 2014 e tem como público-alvo os gestores do varejo nacional.

Ainda este ano, o Senac irá realizar outra Missão Técnica Internacional, mas focada no turismo. Em outubro deste ano os participantes terão a oportunidade de conhecer Orlando, na Flórida. A cidade é um case de sucesso pelos excepcionais índices de êxito em qualidade de atendimento, infraestrutura e serviços criados para os turistas e, principalmente, índices de satisfação dos visitantes, o que torna esse destino referência mundial em eventos, entretenimento e lazer. Durante a viagem, os trabalhos do grupo serão coordenados por Tânia Brizolla, uma das técnicas mais respeitadas do turismo nacional. Até 2011, Tânia foi diretora do Departamento de Articulação, Estruturação e Ordenamento Turístico do Ministério do Turismo, sendo responsável pela criação do Salão do Turismo Roteiros do Brasil.

No roteiro dessa missão estão incluídas visitas ao Centro de Convenções de Orlando (Orange County Convention Center), Amway Center (arena esportiva e casa do Orlando Magic, membro da liga americana NBA), Lock Haven Cultural Park (complexo cultural que reúne teatros, museus, exposições de arte etc),  hotéis que possuem centro de eventos, escolas que preparam a mão de obra para a atividade turística (Le Cordon Bleu), empresários do setor de comércio e do receptivo turístico. Também faz parte da programação uma visita ao Magic Kingdom, parque temático emblemático da Disney, acompanhados por Claudemir Oliveira, um dos idealizadores do Disney Institute.

Mais informações e inscrições da Missão Nova Iorque pelo e-mail missaony@sc.senac.br e da Missão Orlando pelos contatos Roberto (Primundo): (47) 3231-3202, (47) 8856-4765 ou roberto@primundo.com.

Mercado de Tecnologia da Informação é o que mais cresce em Santa Catarina

Na contramão da desaceleração econômica, o segmento da Tecnologia da Informação no Brasil deve apresentar alta de 9% a 14% em 2013. Aqui em Santa Catarina essa expectativa é ainda mais positiva: de 20% a 30%, como nos últimos três anos. Atualmente o Brasil é o 5º maior mercado mundial de TI e visa atingir a 3º posição até 2022.

O investimento de empresas brasileiras de outros setores em tecnologia é uma das grandes apostas para este ano: estima-se que os valores alcancem US$ 134 bilhões, representando um aumento de 6% em relação aos US$ 126 bilhões de 2012, de acordo com o Gartner Group. Os investimentos do governo em TI também devem impulsionar a alta prevista em 2013. De acordo com a Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom), nos próximos 10 anos, a estimativa é que o segmento movimente cerca de R$ 430 bilhões. Já o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, aponta que apenas o mercado brasileiro de software, deve crescer 400% no mesmo período. Em Florianópolis, por exemplo, o setor cresce em média 20% ao ano e é a principal economia da Capital.

Quem está pensando em ingressar nesse mercado só tem a comemorar, pois com os investimentos previstos a mão de obra será valiosa. Somado a isso está a média salarial, que em Florianópolis, por exemplo, paga para um profissional de nível técnico na área de TI entre R$ 1 mil e R$ 2.500,00. Atualmente, em Santa Catarina, o Senac possui 813 alunos cursando os técnicos em Informática para Internet e Manutenção e Suporte em Informática. Até dezembro de 2013, irá oferecer, só pelo Pronatec, 225 vagas, distribuídas nesses dois cursos. Há ainda a oferta para cursos pagos e pelo Programa Senac Gratuidade.

A situação do mercado de TI em Santa Catarina, hoje, poderia ser definida como sendo um mercado de trabalho em oferta, visto que existe um excesso de oportunidades de empregos em relação ao número de candidatos. O setor de tecnologia da informação, especialmente aqui no estado, é propício de investimos governamentais, pois é um dos setores que mais crescem. Em Florianópolis, por exemplo, esse segmento fatura mais que os segmentos tradicionais, como a construção civil. De acordo com pesquisa da Brasscom, o mercado de tecnologia carece de profissionais qualificados e a expectativa era que, ao final de 2012, essa carência alcançasse a marca de 100 mil profissionais.

Parabéns, comerciantes!

Comprar, vender, negociar e mostrar boas oportunidades: essas são apenas algumas das atribuições dos comerciantes. É histórico, uma pequena vila ou um bairro começa a se desenvolver de fato a partir do momento em que um comércio chega ao local. Com isso, o dinheiro começa a circular regionalmente, o que gera mais riquezas para o local.

O profissional de comércio é essencialmente um empreendedor. Responsável por levar até as pessoas desde produtos para as necessidades básicas até bens de consumo de alto valor, esses profissionais são também realizadores de sonhos e agentes de transformação. O cliente tem o desejo de consumir e o comerciante precisa estar no lugar certo, na hora certa.

A data de 16 de julho foi instituída como o Dia do Comerciante em homenagem ao aniversário de José Maria da Silva Lisboa, mais conhecido como Visconde de Cairu. Ele foi um grande incentivador da abertura dos portos brasileiros ao comércio. Quando dom João VI passou pela Bahia, o Visconde lhe apresentou as vantagens que o país teria com a abertura dos portos, tendo grande influência sobre a Carta Régia de 24 de janeiro de 1808, que autorizou o comércio entre o Brasil e outros países.

Neste dia tão especial, o Senac parabeniza a todos os profissionais que dedicam sua vida a este ofício, e que diariamente ajudam a desenvolver a economia deste País.

Florestas: um bem natural a favor da vida

Você pode até não lembrar diariamente da existência das florestas, mas deve saber que delas dependem o equilíbrio do meio ambiente. A importância desse ecossistema pode ser explicada em números: segundo o PNUMA – Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, as florestas cobrem 31% (quase um terço, portanto) de toda a área terrestre do planeta, abrigam 300 milhões de pessoas e têm responsabilidade direta na garantia da sobrevivência de 1,6 bilhão de pessoas e de 80% da biodiversidade terrestre.

No Brasil, existem 4 principais ecossistemas florestais, sendo eles a Mata de Cocais, nos estados do Piauí e Maranhão; Floresta das Araucárias, na região sul; a Mata Atlântica, já quase completamente devastada no litoral brasileiro e a maior e mais famosa delas, a Floresta Amazônica. Somente as matas amazônicas cobrem 5,5 milhões de km²  do território nacional e tem cerca de 40 mil espécies de plantas registradas.  Por vezes, esses grandiosos números podem ser um prato cheio para exploradores de todos os tipos, desde madeireiros e extrativistas, que desmatam ilegalmente, até casos de biopirataria, quando cientistas estrangeiros entram na floresta, sem autorização de órgãos brasileiros, para obter amostras de plantas ou espécies animais. Depois, em seus países, pesquisam e desenvolvem substâncias, registram patente e lucram com isso. O grande problema é que o Brasil teria que pagar, futuramente, para utilizar substâncias cujas matérias-primas são originárias do nosso território.

Mesmo diante de tanta importância para o equilíbrio do planeta Terra, as grandes áreas verdes vêm sendo devastadas sem precedentes. A ideia de lucro imediato passada pela extração da madeira ganha frente ao uso consciente dos recursos deste ecossistema, que deveria passar pelo manejo florestal sustentável – extração planejada de madeira e outros produtos, como óleos, frutas, cascas, látex e mel, como uma forma de gerar renda para a população local, sem prejudicar tanto o ambiente.

Aí você pode se perguntar: como eu posso ajudar na preservação, assim de tão longe? De acordo com o estudo Quem se beneficia com a destruição da Amazônia, realizado em 2008 por iniciativa do Fórum Amazônia Sustentável e do Movimento Nossa São Paulo, as populações urbanas são as que mais se beneficiam dos recursos extraídos da floresta.

Você sabia que a carne que você come pode ser fruto do desmatamento? Os produtores de gado precisam cada vez mais de grandes áreas de pastagens para criar seus rebanhos, e derrubar árvores, vender a madeira e plantar pasto para a criação é uma maneira lucrativa de explorar o espaço. E isso acontece também com a soja. Assim, um primeiro passo é procurar saber a origem dos alimentos que consumimos, dos móveis que compramos e questionar sempre as suas escolhas. Como e onde foi cultivado este alimento? Os móveis de sua casa são de madeira certificada? Qual a origem dos materiais usados na reforma do seu imóvel? Você precisa mesmo mesmo de tudo o que compra?

A consciência ambiental ainda pode salvar nosso planeta. Preserve! :)

Fonte: Reciclick.

Foto: Araquém Alcântara

10 de julho: Dia da Pizza!

Nesta quarta-feira é comemorado o Dia da Pizza. A receita é uma paixão brasileira e, por aqui, não falta criatividade para inventar novos sabores e misturas deste prato. A história conta que a receita original da massa da pizza veio dos povos babilônios, hebreus e egípcios, que já misturavam o trigo, o amido e a água para assar em fornos rústicos há mais de 5000 anos. A massa era chamada de “pão de Abraão”, muito parecida com os pães árabes atuais, e recebia o nome de piscea. A transformação e consagração da receita veio tempos depois, em solo italiano. Ao incluir molho de tomate, queijo e manjericão (não por acaso as cores da bandeira daquele país) estava criada a pizza como a conhecemos hoje.

No Brasil, a pizza redonda chegou através dos imigrantes italianos, que espalharam essa cultura principalmente na cidade de São Paulo, onde estavam localizados, em sua maioria. O Dia da Pizza foi instituído em 1985, em São Paulo. A data foi criada pelo então secretário de turismo, Caio Luís de Carvalho, por ocasião de um concurso estadual que elegeria as 10 melhores receitas de muçarela e margherita. Empolgado com o sucesso do evento, ele escolheu a data de seu encerramento, 10 de julho, como data oficial de comemoração da redonda.

A criatividade dos brasileiros fez com que de outros sabores surgissem e fossem também aprovados pelo nosso povo. Veja abaixo uma dessas novas receitas, produzida pelos orientadores do Senac para o curso Pizza: molhos e coberturas.

Pizza de abobrinha e muçarela de búfala ao pesto de manjericão roxo

Ingredientes

  • 1 massa de pizza de 30cm de diâmetro pré-assada
  • 3 colheres de sopa de molho de tomate
  • Pesto (rende cerca de 1 xícara)
  • 1 maço de manjericão roxo
  • ¼ de xícara de chá de azeite extra virgem
  • ¼ de xícara de chá de parmesão ralado
  • ¼ de xícara de chá de nozes
  • 1 dente de alho
  • 1 pitada de sal
  • 1 pitada de açúcar

Cobertura

  • 1 abobrinha grande cortada em fatias finas no sentido do comprimento
  • 1 xícara de muçarela de búfala picada grosseiramente
  • Sal a gosto

Modo de preparo

Pesto

  • Separe os talos mais grossos do manjericão e coloque o restante no liquidificador. Junte os demais ingredientes e bata até ficarem bem encorpados. Reserve.

Cobertura

  • Em fogo médio, aqueça uma frigideira antiaderente e coloque um fio de azeite. Grelhe as fatias de abobrinhas até dourar e tempere com sal. Acomode-as em um prato e reserve.
  • Espalhe o molho de tomate sobre a pizza, disponha as abobrinhas, distribua o queijo, regue com o pesto de manjericão e leve ao forno para dourar. Retire e sirva em seguida.

Moulage: a arte de modelar a criação

Você já passou em frente a lojas de tecidos e viu manequins com roupas que parecem vestidos de festa? E quando dizemos que parecem é porque eles não são de fato vestidos. São sobreposições de tecidos da loja alinhavados e alfinetados para compor um modelo, que é chamado de moulage.

A moulage, criada pela estilista francesa Madeleine Vionnet, é uma técnica de modelagem tridimensional. Fazendo um contraponto à modelagem plana, quando são usados somente moldes de papel com medidas e geometria para desenvolver uma peça, a moulage permite que o criador produza sobre o manequim o modelo pensado. Dessa forma, o tecido é moldado, alfinetado, riscado e cortado para reproduzir o modelo desenhado previamente. Com essa técnica é possível visualizar o resultado da modelagem enquanto ela está sendo feita e conferir os detalhes de caimento dos tecidos e acabamentos possíveis.

A modelagem tridimensional serve para fazer todo tipo de roupa, desde roupas de malha, como as utilizadas para ginástica, até peças de alfaiataria, por exemplo. A diferença desta para a modelagem plana é que em muitos casos não vale a pena utilizá-la, pois pode ser mais demorada. A técnica é melhor aproveitada para fazer roupas que fogem do padrão ou que são muito modeladas no corpo. O processo melhora a qualidade estrutural em todos os setores fabris, além de passar noções sobre as limitações de cada peça ao estilista ou modelista. O profissional que entende a técnica é capaz de traduzir para a peça-piloto com realidade suas idéias.

Essas roupas que fogem do padrão podem ter recortes diferentes dos tradicionais, ou muitos recortes, volumes exagerados ou em lugares inusitados, golas de tamanhos e formatos diferentes, alterações na estrutura do molde, como pregas, franzidos, dobras e torcidos, e qualquer outro detalhe que é mais facilmente visualizado sobre o manequim do que sobre a mesa de modelagem.

A moulage é bastante utilizada por estilistas de alta-costura para o desenvolvimento de vestidos de festa e peças que tenham muitas sobreposições. E se você trabalha com moda e quer aprender melhor esta técnica o Senac está com vagas abertas para o Curso de Moulage, em Florianópolis. Clique e veja mais em nosso site. Confira o vídeo promocional da Dior, que mostra um antigo modelo da marca sendo reconstruído com moulage:

Senac Saúde e Beleza oferece serviços para casamento coletivo

Nos dias 27 e 28 de julho, acontece no CentroSul, em Florianópolis o Casamento Coletivo da Grande Florianópolis. O evento é organizado pela Prefeitura Municipal da Capital e abrange também os municípios de São José, Palhoça, Biguaçu, Santo Amaro da Imperatriz, Governador Celso Ramos, Antônio Carlos, Águas Mornas e São Pedro de Alcântara.

Para contribuir na celebração desse momento, o Senac Saúde e Beleza oferecerá serviços de beleza para homens e mulheres. Nas semanas que antecedem a data, de 02 a 05 e 08 a 12 de julho, serão agendados atendimentos de cabeleireiro, depilação e corte de masculino. Todos os serviços são gratuitos e para que ocorram, é imprescindível que sejam agendados pelo telefone: 3330-9602.

Veja abaixo as datas e os serviços oferecidos.

Cabeleireiro – Corte ou Escova

  • 02/07 – 8h30 | 14h | 18h40
  • 03/07 – 18h40
  • 04/07 – 8h30 | 14h | 18h40
  • 05/07 – 8h30 | 14h | 18h40
  • 08/07 – 8h30 | 14h | 18h40
  • 09/07 – 8h30 | 14h | 18h40
  • 10/07 – 8h30 | 14h | 18h40
  • 11/07 – 8h30 | 14h | 18h40
  • 12/07 – 8h30 | 14h | 18h40

Barbeiro – Corte masculino

  • 05/07 – 19h
  • 08/07 – 19h
  • 12/07 – 19h

Depilação: Virilha ou Meia perna ou Perna inteira ou Buço ou Axila ou Abdome ou Rosto.

  • 02/07 – 8h30 | 10h
  • 03/07 – 8h30 | 10h
  • 04/07 – 8h30 | 10h
  • 05/07 – 9h
  • 08/07 – 13h30 | 15h

Treine o seu cérebro para o sucesso

Você sabia que é possível treinar a mente para aprender mais? Assim como os músculos do corpo humano, o cérebro também pode ser exercitado. Planejar seu dia, manter a mente focada e ser realista são apenas alguns dos treinos. Entenda alguns deles.

1. Planeje o seu dia

A melhor maneira de treinar o seu cérebro para todas as atividades que ele deve cumprir é planejar os seus dias com antecedência. Assim, você pode acordar despreocupado porque os seus compromissos estarão todos agendados e o seu dia de trabalho só vai começar quando você chegar à empresa.

2. Mantenha a mente focada

A falta de foco é um hábito. Você precisa manter a sua mente focada em coisas importantes. Para facilitar, você pode estabelecer metas e prioridades. Esta prática é muito poderosa e você pode desenvolvê-la ao longo do seu dia.

3. Seja realista

Para atingir o sucesso, você precisa desejar coisas plausíveis. Se as suas metas são impossíveis de alcançar, você provavelmente não vai conseguir atingir seus objetivos.

4. Experimente coisas novas

Procurar desafios é uma ótima oportunidade para aprender com as mudanças. Nem tudo na vida é estável, e esses tipos de situações são ótimos treinamentos para o cérebro.

5. Mantenha o controle de sua saúde física e mental.

Se você conhece a si mesmo completamente, você estará ciente de quão longe você pode ir fisicamente, mentalmente e emocionalmente.

6. Crie o hábito de fazer perguntas.

Quanto mais coisas você souber, mais poder você terá. Conhecer novas culturas e questionar decisões e processos ajuda na compreensão e melhora a assimilação e a aprendizagem.

7. Divirta-se

Os momentos de relaxamento são fundamentais para que as energias se renovem e nosso cérebro tenha também uma folga. Contemplar piasagens, assistir a peças e filmes e sair com os amigos são ótimas opções.

Agora que você já sabe como exercitar sua mente, exercite-a. Selecionamos alguns desafios para te ajudar nesta preparação.