Autor: blogsenac

A revolução online e o surgimento dos bancos digitais

O celular revolucionou muito além das formas de comunicação, já que os smartphones trouxeram inúmeras facilidades com a internet móvel. No âmbito financeiro, os bancos surgiram com diversas facilidades no ambiente online. Hoje conseguimos transferir dinheiro, pagar contas, fazer empréstimos, tudo por meio de aplicativos que mudaram a relação dos clientes com os bancos. 

Além disso, surgiram novos empreendimentos que estão tomando conta desse mercado financeiro: os bancos digitais. Um dos maiores diferenciais é que os bancos digitais não cobram nenhuma taxa de manutenção das suas contas, a maioria não possui nem taxa de transferência, ou aqueles que cobram é um valor bem reduzido.

A agilidade, o conforto, a disponibilidade, a facilidade e a interatividade são algumas das qualidades que mais atraem os clientes, principalmente o público jovem. De acordo com a agência Cantarino Brasileiro, 59% dos usuários dos bancos digitais possuem até 29 anos. Com essas novas propostas e tecnologias, os bancos digitais estão tomando conta do mercado financeiro digital e conquistando cada vez mais clientes. Entenda um pouco mais por que eles estão fazendo tanto sucesso:

1) 100% digital

Um dos diferenciais dos bancos digitais é que eles não possuem agências físicas, todo o relacionamento é online. Ou seja, esqueça as filas imensas e a burocracia para realização de serviços. Isso afeta diretamente em alguns pontos, como tarifas menores em relação ao mercado, taxas de juros pequenas, cartões de crédito sem anuidade e outras vantagens.

2) Marketing digital

Além dos atrativos monetários, os bancos digitais apostaram no marketing digital. Seu ambiente é o digital, a internet, então nada mais justo do que investir nela para conquistar novos clientes. Algumas empresas emplacaram também um design diferenciado em sua marca e seus produtos, chamando a atenção do público-alvo pelas cores ousadas e formatos ainda não utilizados em outros cartões. 

3) Atendimento personalizado

Como muitos desses bancos funcionam por aplicativos, tornou-se fácil coletar dados, analisar e determinar padrões de comportamento sobre os clientes. Sendo assim, os bancos conseguem oferecer um atendimento diferenciado. Isso facilita a tomada de decisão dos bancos digitais, que conseguem maiores taxas de adesão e redução nos custos pelo investimento em propostas que trazem um retorno efetivo. 

4) Inovação

Além dessas estratégias, os bancos digitais investem cada vez mais em inovação com inteligência artificial, analytics, machine learning, big data e chatbots. Um grande exemplo a ser citado é a NuBank, a empresa foi criada em 2013 e hoje é considerada a 3ª empresa mais inovadora da América Latina. A cultura de negócios deles valoriza muito a autonomia de seus funcionários. Eles não possuem um setor de inovação, a empresa inteira tem carta branca para inovar e isso é incentivado em todos os membros da corporação. Além disso, a Nubank se posiciona muito no mercado e possui uma relação muito próxima aos seus clientes, sendo o atendimento um dos grandes diferenciais apontados pelos usuários. 

Uma pesquisa realizada pela consultoria Deloitte mensurou que até 2020 as instituições financeiras no mundo devem investir 10 bilhões de dólares em inovação. No mercado brasileiro alguns dos bancos digitais mais conhecidos atualmente são:  NuBank, Banco Inter, Banco Original, Agibank, Next e Neon. 

Se você gosta dessa cultura inovadora e quer entender melhor o assunto, conheça a Missão Técnica Vale do Silício, uma viagem que leva você ao polo mundial da inovação e da tecnologia. Saiba mais sobre esta Missão do Senac SC em: http://senac.sc/e8wJBs

Faça o quiz sobre chocolate e descubra qual você seria


Acessibilidade e tecnologia: importantes aliadas na inclusão dos profissionais no mercado de trabalho

Cerca de 25% da população brasileira tem algum tipo de deficiência, mas somente 1% tem carteira assinada dentro do mercado de trabalho, segundo dados do IBGE. Aos poucos, as empresas estão modificando seus processos de recrutamento para que sejam mais inclusivas e atraiam pessoas com deficiência para as vagas de emprego.

O Linkedin produziu um conteúdo com os principais ideais de recrutamento de grandes empresas. O relatório concluiu que 78% dos profissionais da área de RH acreditam que a diversidade é a principal tendência para atrair novos colaboradores. Além disso, empresas com maior diversidade nas equipes executivas têm 33% mais propensão à rentabilidade.

Existem diversas maneiras de aprimorar a acessibilidade nas empresas. Uma delas é por meio da tecnologia. Com o crescimento de aplicativos voltados para facilitar os mais diversos tipos de rotina, as pessoas com deficiência têm acesso a algumas facilidades na palma da mão. Confira algumas delas:

Guia Rodas: é um guia colaborativo destinado a avaliação e consulta de lugares acessíveis para pessoas com dificuldade de locomoção. Com um teste, o app avalia a acessibilidade de diversos estabelecimentos, criando uma rede de colaboração.

Spread the Sign: é um aplicativo que traduz para diversas línguas gestuais. Possui mais de 2 mil gestos e 26 idiomas.

Hand Talk: é um tradutor de bolso para libras, que facilita a comunicação para pessoas com deficiência auditiva.

BioMob: é um guia digital para web e mobile com dicas de locais acessíveis, como restaurantes, bares, teatros, hotéis, praças, museus, e outros lugares. A plataforma tem mais de 1.000 endereços avaliados. O usuário também pode contribuir com fotos para auxiliar outras pessoas.

CittaMobi Acessibilidade: o aplicativo é acessível e ajuda na previsão de chegada do ônibus em tempo real, tudo isso baseado na estimativa da localização do ônibus.

WheelMap: um mapa online que marca lugares acessíveis para cadeirantes. Qualquer pessoa pode contribuir com informações dentro do aplicativo.

Be My Eyes: o aplicativo realiza uma conexão remota entre os usuários, onde uma pessoa com visão pode auxiliar uma pessoa cega por meio de uma chamada de áudio e vídeo. A pessoa com deficiência aponta a câmera para o que ela deseja saber e a pessoa com visão ajuda em diferentes situações, como combinar cores ou preparar uma refeição, realizando descrições e fornecendo indicações sobre aquilo que precisa saber.

LetMeTalk: é um aplicativo de comunicação que acontece por meio de toque em imagens na tela. Ele apoia a comunicação em todas as área da vida, fornecendo uma voz para o usuário. São mais de 9 mil imagens de fácil compreensão. Além disso, o app permite que você acrescente imagens que podem ser tiradas com o próprio tablet.

Viu como a tecnologia pode facilitar o seu dia a dia? Seja em tarefas rotineiras ou para auxiliar na comunicação, a tecnologia dá cada vez mais suporte à acessibilidade.

Como o aumento da população idosa vem criando novas oportunidades no mercado de trabalho

No Brasil, a população idosa aumentou 73% nos últimos 16 anos. Segundo dados do IBGE, os brasileiros acima de 65 anos somam 19,2 milhões, mas esse número deve chegar a 58,2 milhões em 2060, ou seja, o triplo do contingente atual. O aumento da população idosa também impacta na quantidade de brasileiros ativos economicamente, que hoje são 144,7 milhões, mas o número deve cair para 136,5 milhões em 2060. 

Com esse fenômeno, os empregos voltados ao cuidado do idoso cresceram bastante no mercado de trabalho, a começar pelos cuidadores de idosos. A profissão cresceu cerca de 547% nos últimos dez anos, de acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho. 

Diante desse cenário, o turismo, por exemplo, é mais uma das áreas que também vem crescendo com o avanço da população idosa no país. Nesse segmento, temos os profissionais de turismo que organizam viagens focadas para o público idoso, promovendo o lazer e entretenimento para a terceira idade. Mas existe uma nova profissão, a de acompanhante de viagens. Muitos idosos gostam de viajar, porém precisam de assistência em algumas situações da viagem, como para fazer checkin de voos e hotéis, locomoção em alguns passeios, por exemplo.

Já na área da saúde, algumas profissões cresceram e são valorizadas para a saúde do idoso, como a enfermagem. Em alguns casos, é necessária a presença de um profissional com habilidade técnica para cuidar de um idoso que precisa de uma atenção maior com sua saúde. 

E A área que estuda o processo de envelhecimento do corpo humano, visando os impactos na saúde mental, vida social e aspectos biológicos do idoso é a gerontologia. O profissional que atua nessa área planeja e organiza projetos que promovem o bem-estar e a qualidade de vida do idoso, pode trabalhar no setor privado ou público. 

Outra profissão que vem ganhando destaque é a de cuidador de idosos. Conheça um pouco mais: 

Cuidador de Idosos

O cuidador de idosos busca dar autonomia e independência para o idoso, oferecendo suporte em atividades diárias como alimentação, higiene pessoal, educação, além de prezar pelo seu lazer, cultura e bem-estar. O objetivo desse profissional é proporcionar qualidade de vida ao idoso dentro do âmbito familiar, nas instituições de saúde e outros locais que ele possa frequentar. Todo esse trabalho deve ser desenvolvido com propósito de oferecer um envelhecimento saudável. 

A profissão está crescendo com a regulamentação, que foi aprovada em maio deste ano, e agora é necessário cumprir uma série de requisitos para atuar na área, como ter um curso de qualificação. O cuidador de idosos pode trabalhar em residências, ambientes de hospedagem, residências terapêuticas, spas, clubes, clínicas e hospitais. 

Foi pensando nesse segmento que o Senac SC oferece o curso de Cuidador de Idoso. Ficou interessado? Solicite mais informações para uma de nossas Unidades: http://senac.sc/P04A62

Dicas de boas práticas do design gráfico para bombar suas redes sociais

Sabemos que estar presente nas redes sociais é fundamental para uma estratégia de marketing digital bem sucedida. Ter uma boa divulgação aliada a um design interessante, atrativo e criativo, pode tornar suas redes um diferencial diante da concorrência. Confira algumas dicas que podem te ajudar a melhorar seu design gráfico:

1) Identidade Visual 

Antes de começar qualquer estratégia nas redes sociais, é bom ter uma identidade visual condizente com o seu negócio. Faça uma pesquisa na concorrência, busque inspiração e pense no que realmente deseja transmitir e que posicionamento adotar nas redes sociais.  

Se já começou suas publicações nas redes sem uma identidade visual, calma! Nunca é tarde para começar. O ideal é contar com o conhecimento e experiência de um profissional da área do design que possa contribuir   com esse tipo de criação. Se você curte essa área e quer entender melhor a importância de  uma identidade visual para uma marca pode conferir um pouco mais em nosso blog sobre o tema

2) Padronização das redes

Mantenha um padrão nas redes. Por exemplo, estabeleça uma linha criativa das imagens  das publicações das suas redes sociais, isso gera reconhecimento da sua marca mesmo quando o cliente acessar diferentes canais de comunicação. Outra dica importante é sempre respeitar a o padrão de formato das postagens, isso é fundamental para que suas imagens não fiquem cortadas, desfocadas e acabem prejudicando a qualidade do seu perfil.

3) Criatividade

Use e abuse da criatividade, procure referências do tipo de posts que você gostaria de publicar na sua rede, isso é bom para começar a definir um estilo a seguir. Mas, deixe a liberdade criativa fluir, isso é imprescindível para o processo de criação e pode ser  surpreendente com apresentação de peças ousadas e diferentes.

Além disso, criatividade nas redes sociais é um elemento que tende a despertar o interesse dos usuários no seu perfil, que estão sempre em busca de novidades e de posts para viralizar na timeline. O público gosta de estímulos visuais, seja ousado e reconhecido por isso. 

4) Layout

. É importante manter uma organização estética dos elementos das suas postagens. Por exemplo, você pode delimitar uma unidade dentro do layout por meio de uma cor para sempre estar presente nas peças,um ícone, tipografia ou um filtro, por exemplo. A forma como você fará isso fica a seu critério, mas é importante se atentar a esse detalhe para criar um layout organizado e padronizado em suas redes sociais.
Curtiu essa dica para alavancar sua presença nas redes sociais?  Experimente aplicá-las e veja como isso pode aprimorar as suas redes.

Como ações estratégicas podem aumentar suas vendas

Com o avanço das novas tecnologias e a inovação da internet, o modo de vender e comprar não é mais o mesmo. Os clientes tornaram-se muito mais ativos no processo de compra e são influenciados diariamente com anúncios de novos produtos e serviços. Além disso, a opinião de outros compradores influencia na percepção de novos clientes sobre o negócio.

A grande sacada atual do mercado é como aproveitar esses avanços tecnológicos para aumentar as vendas. Veja algumas dicas que podem ser implementadas no seu negócio:

Análise de Dados

Na área do marketing digital essa estratégia é bastante utilizada, e dentro do varejo isso se mostra  ainda mais essencial. O objetivo é coletar os dados, analisar e prever algumas tendências que vão otimizar sua estratégias de vendas, confira alguns exemplos:

  • Prever tendências de consumo através dos dados coletados;
  • Otimizar os preços em baixa temporada de vendas;
  • Antecipar demandas de acordo com as épocas de maior movimento;
  • Atrair novos clientes com estratégias de comunicação mais assertivas para o seu público.

Inteligência Artificial

A  inteligência artificial no varejo pode ser inserida em diferentes momentos, desde aprimorar a experiência dos consumidores até a inovação em processos que refletem no conhecimento do  comportamento de consumo. , A aplicação de inteligência artificial em setores de controle interno do negócio podem facilitar e muito a sua rotina, por exemplo, ao gerenciar o seu estoque, você consegue monitorar de forma mais fácil a quantidade de produtos disponível e, no futuro, utilizar esses dados para realizar pedidos a fornecedores de forma mais inteligente, com controle dos produtos sem períodos de excesso ou falta de itens no estoque

A experiência do cliente é outro ponto onde a inteligência artificial é utilizada, pois ajuda a construir uma experiência de compra cada vez mais prazerosa, ágil  e qualificada.  Aproxima a relação do comprador com a sua loja. Um dos exemplos de aplicação de inteligência artificial  são os chatbots, que são amplamente utilizados para resolver problemas ou tirar dúvidas dos clientes. Num futuro não muito distante suas vendas podem ser impulsionadas devido a rapidez e disponibilidade 24h da ferramenta para o atendimento ao cliente.  

Flash Sales

Você já foi impactado com algum anúncio bombástico de uma oferta que dura por algumas horas? Essa é a ideia do Flash Sales, estratégia que oferece grandes descontos num curto período de tempo. A ideia de tempo limitado – do compre agora ou perca – é cada vez mais recorrente e tem se mostrado uma ação positiva para alavancar as vendas.

Você pode utilizar isso em épocas de menor movimento para incentivar as vendas ou até utilizar essa estratégia para queimar algum produto em estoque.

E se você deseja estruturar de maneira planejada suas estratégias de vendas  e demais áreas que possam ser melhor aproveitadas no seu negócio conheça os programas do  Atendimento Corporativo do Senac SC. Nossos programas trabalham com diagnósticos, orientações que  analisam e propõem inovações para apresentar novas estratégias de gestão e vendas de acordo com o nicho do seu negócio. Conheça as oportunidades: http://senac.sc/31v4E0

Dicas de marketing pessoal para profissionais autônomos

Trabalhar como autônomo já exige uma organização grande para administrar a demanda de acordo com sua capacidade de trabalho. Além disso, essa gestão é de extrema importância, o trabalho pode ter temporadas com maior volume de demandas e outros períodos mais escassos. Por isso o marketing pessoal é importante para que você conquiste novos clientes e consiga se estabelecer no mercado.

Mas como desenvolver isso? Para começar, vamos estabelecer a diferença entre marketing empresarial e o pessoal, no segundo, além de promovermos o trabalho, é preciso valorizar o profissional, afinal ele será o produtor do ofício, logo, também deve ser um destaque como atrativo para novos clientes.

Alcançando metas com o marketing pessoal

O objetivo principal do Marketing Pessoal é fortalecer o profissional, transformá-lo em uma marca e divulgá-lo utilizando os meios de comunicação. Através dessa divulgação o profissional gera um sentimento de confiança que é fundamental nesse relacionamento entre ele  e o cliente.

Uma das dificuldades encontrada por profissionais autônomos é que não há alguém específico para cuidar do marketing pessoal. Essa função, na maioria dos casos,  é exercida por eles, em que são responsáveis por desenvolver as estratégias, e executá-las. Nem sempre é fácil enxergar quais são as qualidades que os diferenciam dos demais no mercado, a dica é pedir ajuda para amigos e profissionais da área que possam lhe orientar como destacar suas habilidades.

Dicas de Marketing Pessoal

1) Defina os valores da sua marca

 

Mesmo que você seja a sua marca, é importante separar entre pessoal e profissional. Desenvolva sua missão, visão e valores, isso vai nortear a comunicação com seu público e ajudar a definir suas estratégias de trabalho.

2) Trace objetivos

Para comunicar da melhor forma possível e realizar um bom marketing pessoal é preciso ter objetivos, saber o que sua marca deseja.  Qual o seu objetivo? Conquistar mais clientes? Oferecer seu produto ou serviço? São várias possibilidades, mas ter isso bem definido vai ajudar a traçar uma boa estratégia de comunicação.

3) Conheça seu público

Saiba definir bem quem é seu público, isso é fundamental para planejar sua estratégia de marketing pessoal. Definir a linguagem que você irá usar no conteúdo, o formato que mais atrai, temas e assuntos que são relevantes para seu público-alvo são ações importantes para reforçar a sua  marca no inconsciente de seus potenciais clientes.

4) Conheça a concorrência

Pesquise e conheça o seu mercado, veja como seus concorrentes trabalham, quais são os diferenciais entre a sua marca e a deles, sabendo disso você pode trabalhar melhor esses pontos diferenciados e conquistar novos clientes.

5) Estratégia de comunicação

Aqui estamos falando sobre como seus clientes em potencial serão captados, e existem diversas formas: anúncios, conteúdos, e-mail, entre outros. Os formatos são os mais diversos, procure explorá-los, faça testes e avalie a eficácia dele com o seu público.

Comece a utilizar essas dicas e observe as diferenças, faça sua carreira alavancar como autônomo!

Pinhão: conheça algumas receitas práticas para incrementar o cardápio da sua festa junina

O pinhão é um ingrediente bastante presente na culinária do Sul. A semente da araucária é muito apreciada, principalmente, no inverno que é a época de consumo. O costume de comer pinhão veio das tribos indígenas que habitavam a região,  animais também se alimentam da semente, principalmente pássaros.

Muito tradicional nas festas juninas, o pinhão pode ser cozido ou assado. Além disso, é possível utilizá-lo para outras receitas como bolos, paçoca, doces, sopas, e acompanhamento de pratos e sobremesas. São diversas as utilizações do pinhão e nós trouxemos algumas receitas que podem servir de inspiração para sua festa, acompanhe:

Farofa de Pinhão

8044105877_3b18c363c0_o

Ingredientes

  • 200g de pinhão cozido
  • 100g de manteiga
  • 1 cebola
  • 2 dentes de alho
  • 200g de farinha de mandioca

Pique os pinhões cozidos em cubos grandes e reserve. Em uma frigideira derreta a manteiga e frite a cebola picada. Quando a cebola ficar transparente, acrescente 2 dentes de o alho amassado. Coloque a farinha de mandioca, tempere com sal e pimenta. Finalize com cheiro verde e deguste com outros pratos, a dica aqui é misturar a farinha com algum tipo de carne, a combinação fica deliciosa.

Suflê de Pinhão

cheese souffle

Ingredientes

  • 1 colher de sopa de manteiga
  • 1 cebola pequena
  • 2,5 ½ xícaras de chá de pinhão (1 xícara cozido e processado e 1,5 xícara cozido e cortado em rodelas)
  • 1 xícara de chá de leite
  • 2 colheres de sopa de farinha de trigo
  • 4 ovos
  • 4 colheres de sopa de queijo parmesão ralado
  • Salsa (ou salsinha) a gosto
  • Cebolinha-verde a gosto
  • Sal a gosto
  • Pimenta-do-reino a gosto

Modo de preparo

Aqueça a manteiga em uma frigideira, frite a cebola deixando murchar e dourar. Acrescente o pinhão cozido, processado e cortado em rodelas, deixando-o refogar. Tempere com sal, pimenta-do-reino, salsa e cebolinha picados. Deixe esfriar. No liquidificador ou batedeira, bata o leite, a farinha de trigo e as gemas, as claras devem ser batidas separadamente em neve. Incorpore aos poucos o pinhão já refogado, acrescentando o queijo ralado. Junte suavemente as quatro claras batidas em neve. Despeje na forma para suflê, não esqueça de untar. Asse em fogo moderado (170 ºC a 190 ºC) por cerca de 20 minutos.

Arroz com Pinhão

pinion paçoca in the white plate

Ingredientes

  • 250 gramas de arroz
  • 500 gramas de pinhão cozido e descascado
  • 1/4 xícara de chá de azeite de oliva
  • 2 xícaras de chá de água
  • Sal a gosto

Modo de preparo

Lave o arroz em água corrente e escorra. Em uma panela, aqueça o azeite e refogue o arroz até começar a grudar na panela. Junte os pinhões picados, refogue por mais 1 minuto e tempere com sal. Adicione água quente, mexa bem e tampe a panela. Se necessário, acrescente mais água quente. Desligue o fogo e sirva em seguida.

Gostou das nossas receitas? Então, que tal experimentar servi-las na sua festa junina e compartilhar conosco a sua experiência?

Slow Fashion: entenda esse novo conceito dentro do mundo da moda

Agilidade e rapidez são as palavras que norteiam a maioria dos trabalhos atualmente, queremos tudo para ontem! Mas, alguns movimentos sociais surgiram justamente para fugir dessa lógica e empregar novas maneiras, novas formas mais “calmas” de enxergar a vida. Esse é um dos objetivos do Slow Fashion.

Shot of a Tailoring Mannequin that Stands in a Bright and Sunny Studio. Various Sewing Items and Colorful Fabrics Laying around, Mannequins Standing, and Sketches Pinned to the Wall.

 

Criado em 2008 por pela inglesa Kate Fletcher, o movimento é uma alternativa criada para unir moda e sustentabilidade e diminuir o consumismo, desperdícios e poluição. Essa tendência foi inspirada no Slow Food, e assim como em relação à comida, fala sobre ter maior consciência dos produtos que consumimos, tendo maior conexão com a forma que são produzidos e valorizando a diversidade e riqueza das nossas tradições.

Para ter uma ideia do quão elevado o consumo fashion pode ser, em 2014, a produção da indústria têxtil chegou a cerca de 6 bilhões de peças em todo o mundo, sendo o Brasil o dono do 4º lugar dos países que mais contribuíram para esse alto número. Produzimos todos os anos mais de 175 mil toneladas de resíduos têxteis, e apenas 4% deles é reciclada.

Essa produção massiva, além de incentivar o consumo desenfreado, nem sempre garante qualidade nas peças, o que gera um ciclo vicioso de compras. Isso também afeta o uso das matériasprimas, porque extraímos cada vez mais recursos para produzir mais roupas, e o descarte desses resíduos também é maior devido à alta produção.

A moda Slow Fashion propõe o oposto disso, veja algumas propostas:

  • Produção mais lenta e manual
  • Mais qualidade e exclusividade nas peças
  • Uso de produtos orgânicos como matéria-prima

O Slow Fashion busca reduzir o impacto negativo da produção em massa, seja na sociedade ou no meio ambiente. Incentiva pequenos negócios, ou negócios locais, onde é possível adquirir roupas feitas à mão, ou além de bazares, designers independentes e outros profissionais. Isso fomenta a economia local, que só tem a crescer cada vez mais com o estímulo comercial.

    

Beautiful young woman helping to choose clothes to her customer while working in the fashion boutique

Beautiful young woman helping to choose clothes to her customer while working in the fashion boutique

Uma das desvantagens para o consumidor é o preço das peças. A mão de obra empregada (muitas peças são feitas à mão) e a matériaprima acabam encarecendo o produto final, mas, ao fazer as contas, uma peça Slow Fashion compensa mais por conta de sua durabilidade, além de serem mais exclusivas.

O movimento Slow Fashion é mais uma das tendências do mercado da moda. Atualize-se e conheça essa e outras na Graduação em Design de Moda do Senac SC: http://senac.sc/24q8fF

Tainha recheada: conheça uma das receitas mais tradicionais do litoral catarinense

Inverno é sinônimo de frio, e em Santa Catarina isso também quer dizer que é a temporada de tainha. O peixe, muito consumido nesta época, é tradição em algumas famílias e restaurantes do litoral catarinense. Confira a tradicional receita de tainha recheada com farofa para saborear em casa:

Trout fish freshly baked in a foil with lemon slices and vegetables in an electric oven

Ingredientes para a tainha

  • 1 tainha de 2kg
  • Sal
  • Pimenta-do-reino
  • Alho
  • Limão

Ingredientes para a farofa

  • Ovas de tainha em pedaços
  • 2 ovos cozidos e picados
  • 1 tomate picado
  • 1/2 cebola picada
  • 2 dentes de alho picados
  • 1/2 xícara de azeitonas picadas
  • 2 colheres (sopa) de azeite
  • Sal e pimenta
  • Farinha de mandioca a gosto
  • Batatas cozidas para decorar

Preparo

Para temperar o peixe, misture o sal, a pimenta-do-reino, alho e o suco do limão; faça furinhos no peixe com uma faca e espalhe o tempero por todo peixe. Reserve por 30 minutos.

Enquanto o peixe descansa com o tempero, aproveite para fazer a farofa que será usada para rechear a tainha. Aqueça o azeite em uma frigideira, frite o alho e a cebola. Acrescente os temperos, sal e pimenta, com o tomate e as ovas em pedaços. Quando as ovas estiverem bem cozidas, coloque os ovos e azeitonas picados. Por último, adicione a farinha de mandioca e misture bem. A quantidade de farinha de mandioca depende do seu gosto, mas o ideal é a que a farofa fique úmida para dar mais sabor ao peixe.

Forre uma assadeira com papel alumínio e coloque a tainha, acrescente o recheio e feche as beiradas com palitos de dente. Cubra tudo com o papel alumínio e leve ao forno por 50 minutos. Para acompanhar, adicione batatas cozidas e retorne ao forno até dourar.

Agora é só testar a receita em casa para se deliciar com uma tainha recheada neste inverno!

Ensino híbrido: entenda sobre essa nova metodologia de ensino

 

O ensino híbrido, ou blended learning, mescla o ensino tradicional e o ensino a distância, potencializando a aprendizagem através da combinação dos aspectos positivos de ambos. Esse formato acrescenta a tecnologia como um recurso de estudo e coloca o aluno como protagonista do próprio aprendizado, valorizando todos os ritmos e formas de aprendizagem.

As formas de aplicar o ensino híbrido, onde a questão principal é o planejamento, devem ser muito bem preparadas para integrar o digital ao presencial sempre que necessário ou benéfico para o contexto do conteúdo. Alguns modelos de ensino híbrido já são utilizados no meio acadêmico:

  1. Rotação por estações: o trabalho é dividido em estações e cada uma tem um objetivo diferente, porém, todas estão conectadas para atingir o propósito final da aula. Os alunos devem passar por todas as estações, mas elas funcionam de forma independente e cada uma deve produzir a sua conclusão.
  2. Rotação individual: muito semelhante à metodologia anterior, porém agora cada aluno tem um roteiro de estações personalizado e cabe a ele decidir quais são as mais relevantes de acordo com a sua forma de aprendizado.
  3. Laboratório rotacional: nesse modelo as turmas são divididas em duas e cada uma é encaminhada para uma atividade. Por exemplo, em uma aula de física, metade da turma vai para um espaço aprender de forma prática o conteúdo, enquanto a outra vai para um laboratório de informática para aprender a teoria. Depois, as turmas trocam os ambientes e assim passam pelos mesmos conteúdos de formas diferentes.
  4. Sala de aula invertida: nessa metodologia os alunos estudam o conteúdo antes da aula, permitindo que sejam mais ativos na busca de conhecimento. Após a pesquisa, toda a turma compartilha seus conhecimentos.

O ensino híbrido é muito interessante pois estimula que o aluno pense de forma mais ampla e crítica, envolvendo-os no processo de aprendizado e facilitando a assimilação de conhecimentos. Para os professores, as possibilidades são inúmeras. O plano pedagógico, o ambiente e a gestão do tempo podem ser usados para favorecer a interação, colaboração e envolvimento dos alunos com o tema. Utilizando a tecnologia para inovar a metodologia de ensino, as aulas tendem a ser muito mais interativas já que o uso de outros formatos, como vídeos, exercícios online, podcasts, entre outros é adequado.

Segundo pesquisadores, o ensino híbrido deve ser o futuro da educação e, aos profissionais da área, cabe se reinventar e promover esse método para fomentar cada vez mais a aprendizagem onde professor e aluno sejam figuras ativas em todo processo.