Tag: carreira

Setor de tecnologia da informação é um dos mais promissores

As profissões ligadas a tecnologia da informação são bastante promissoras, em especial para aqueles candidatos que prezam por qualificação. De acordo com o Ministério do Trabalho – RAIS, só em 2014 as contratações cresceram 10% em Santa Catarina, totalizando mais de 18 mil empregos formais. A média salarial dos profissionais é de R$4.654,79, podendo um gerente de tecnologia da informação ganhar R$6.368,67.

De acordo com o Censo da Educação Superior, o curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas apresentou evolução no número de matrículas entre os anos de 2011 e 2013. Neste último ano, foram 1.514 matrículas. Dados do site Empresômetro apontam que existem mais de 2,3 mil empresas do segmento da tecnologia da informação em SC.

Buscar qualificação de forma continuada é um dos diferenciais para os profissionais que pretendem atuar neste setor. O Senac é uma das instituições de ensino profissionalizante que oferece cursos na área de tecnologia da informação, tendo para o nível de superior o tecnólogos em Análise e Desenvolvimento de Sistemas.

Esse profissional é responsável pela criação de sistemas de informática personalizados, adaptados a realidade do ambiente virtual da cada empresa. Entre as competências ele estão o desenvolvimento de softwares que possibilitem maior aproveitamento de máquinas, ampliação da captação de dados e maior velocidade no processamento das informações. Esses sistemas informatizados fazem parte do nosso cotidiano cada vez que usamos o celular, computador, caixa de mercado, banco, serviços público e muitas outras atividades.

O mercado de trabalho é amplo, podendo este profissional atuar na indústria, comércio, empresas públicas e privadas, ou seja, em todos os setores que necessitam sistemas informatizados para o gerenciamento de seus dados. Por estar em contato constante com tecnologia e suas soluções, o Analista de Sistemas precisa estar atendo as novidades do setor, bem como identificar novos nichos de mercado e desenvolver produtos inovadores.

As inscrições para o Vestibular 2016/1 do Senac já estão abertas e podem ser feitas neste link. Ao longo do período do vestibular, são divulgadas listagens periódicas dos aprovados que terão algumas facilidades na matrícula. O Senac oferece 20% para comerciários, financiamento próprio e bolsa de iniciação científica, além da possibilidade de volta pelo Artigo 170. A forma de ingresso é por meio de redação ou nota da redação do ENEM.

Os cursos superiores de tecnologia ofertados pelo Senac formam profissionais habilitados para atender as demandas do mercado de trabalho. Os tecnólogos são direcionados para uma especialidade, com conteúdo aprofundado em áreas específicas. Por essa razão, tem duração de dois a três anos, com uma metodologia que alia teoria e prática por meio de atividades que simulam situações do dia a dia profissional, além do estudo de cases. No Senac, o alunos atendem a relação entre as disciplinas a partir de trabalhos interdisciplinares e têm a oportunidade de desenvolver um projeto final de curso com empresas reais.

Cinco filmes que ajudarão na vida profissional

Aproveitar o tempo livre para assistir a um filminho é muito bom, não é mesmo? Agora, melhor ainda é quando o filme tem uma trama maravilhosa e, ainda por cima, traz exemplos de como crescer profissionalmente.
O Senac preparou uma lista com cinco filmes para você assistir, se divertir e investir na carreira, entre eles um escolhido por nossa Orientadora, Ana Maria Imhoff. Confira!

Menina de Ouro
No longa Hillary Swank interpreta Maggie, uma boxeadora que se dedica ao esporte com muita determinação. Para se tornar uma grande desportista, ela conta com a amizade e o apoio do treinador Frankie, personagem interpretado por Clint Eastwood – também diretor do filme. O drama mostra como é importante ter claro seus objetivos e, que mesmo ouvindo alguns nãos, não se deve desistir.

Patch Adams – O Amor é Contagioso
Um dos filmes mais emblemáticos do ator Robin Willians. Em Patch Adams, Hunter entra na faculdade de medicina e utiliza métodos pouco convencionais para tratar seus pacientes. No longa-metragem é interessante ver o quanto o personagem é apaixonado pelo que faz e que o amor pela profissão pode levá-lo a confiar mais em si e ao sucesso.

Larry Crowne – O Amor Está de Volta
Tom Hanks interpreta Larry Crowne, um homem que precisa voltar para a universidade e obter o diploma para mudar sua vida. Segundo a Orientadora do Senac Santa Catarina, Ana Maria Imhoff, apesar do filme ser romântico, ele aborda temas como a necessidade de se atualizar e a sociabilidade que resulta de um ambiente educacional, e como isto se reflete na sua vida como um todo.

O Homem que Mudou o Jogo
Billy Beane, o novo gerente do time de baseball Oakland Athletics e, com pouco dinheiro em caixa, ele e Peter Brand desenvolvem um programa de estatísticas para o clube, fazendo com que o time fique entre as principais equipes do esporte nos anos 1980. O filme mostra como é importante trabalhar em equipe, definir estratégias, inovar e se empenhar.

O Lobo de Wall Street
O longa-metragem conta a história de Jordan Belfort, um ambicioso corretor de títulos da Bolsa norte-americana e muito persuasivo, mas que acaba indo para a prisão devido às suas atitudes ilegais. O Lobo de Wall Street mostra o quanto é necessário ter cuidado para não cair em armadilhas e prova que é sempre bom desconfiar dos ganhos que vêm facilmente.

Agora que você já conheceu nossas opções de filmes, prepare a pipoca, assista e depois nos conte como foi. =)

Plano de negócios: faça o download de um roteiro e utilize na sua empresa

Quer entrar no mundo do empreendedorismo? Criar um plano de negócios é fundamental para tirar a sua ideia do papel. É a partir desse documento que um empreendedor define todo o planejamento de sua empresa, como os objetivos e o passo a passo de como alcançá-los.

O plano é importante para transformar uma oportunidade de negócio em um projeto concreto e, também, para identificar erros e evitar que eles sejam cometidos dentro do mercado. O documento ajuda a identificar os pontos fortes e fracos do seu negócio e a descobrir se sua ideia realmente é possível.

A orientadora do Senac em Santa Catarina Silvana Toriani explica que o plano de negócios não tem a obrigação de tornar o projeto viável, mas serve para mostrar a realidade ao empreendedor. Ainda que a ideia não seja possível, o resultado acaba sendo positivo, já que dessa forma se evita a perda de tempo e dinheiro.

Ainda segundo a orientadora, como as oportunidades e os desafios são muitos, deve-se planejar antes de fazer escolhas. “Os sonhos podem ser do tamanho que imaginamos, mas a execução do sonho precisa ter o tamanho da nossa capacidade de implementação e execução.”

Não há um plano de negócios específico para ser seguido. Cada empresa possui um modelo de acordo com suas características, mas é importante começar planejando quais são as atividades que devem ser desenvolvidas, os prazos e as metas.

Se você ficou interessado e quer fazer um plano para a sua empresa, disponibilizamos um roteiro que explica o passo a passo de cada item que compõe o documento. Faça o download e coloque suas ideias em prática!

[DOWNLOAD] Método Canvas: qual a sua importância para analisar modelos de negócios?

  • Atualizado em 23 de janeiro de 2018

Se você planeja empreender e já começou a estudar sobre o assunto, provavelmente já leu sobre a necessidade de adotar um modelo de negócios. As opções são as mais variadas, mas entre elas, destaca-se o método Canvas (Business Model Canvas). No entanto, você sabe o que é isso e por que ele é tão importante para a sua empresa?

Continue lendo

Jogos digitais em expansão

O mercado de jogos digitais cresce a cada dia. A popularização dos dispositivos móveis – smatphones e tablets – faz com que a demanda por aplicativos de games cresça de maneira proporcional ao aumento dos downloads. No último mês, o Flappy Bird, jogo desenvolvido por um programador vietnamita independente, teve – de acordo com seu criador – faturamento de 50 mil dólares por dia somente com os anúncios inseridos no jogo. Trabalhar com entretenimento que pode ser acessado de maneira fácil, em qualquer lugar e independente de consoles e tomadas, está se tornando cada vez mais popular e promissor.

Diante desse cenário, a busca por profissionais qualificados é constante e a especialização faz toda a diferença na hora da contratação. Para se ter uma ideia do tamanho desse mercado, a cada ano a indústria de games supera a gigante máquina de fazer cinema, muitas vezes transformando em games roteiros produzidos em Hollywood. Essa convergência de mídias fortalece as marcas envolvidas e traz novas demandas por profissionais especializados.

Em Santa Catarina, o cenário segue a tendência nacional e internacional no que diz respeito ao crescimento do mercado, por isso o Senac oferece qualificações específicas para quem deseja ingressar na área de jogos digitais. O curso Técnico em Programação de Jogos Digitais é a opção para estudantes que finalizaram o ensino médio e querem aprender a elaborar layout para websites, formatar imagens vetoriais, criar e desenvolver jogos 2D, entre outros. Os profissionais que já possuem o nível superior, como Ciências da Computação, Sistemas da Informação e Engenharia da Computação, podem cursar a Pós Graduação em Desenvolvimento de Jogos Digitais, com duração de 384 horas. Ao final desse curso, o aluno será capaz de analisar, projetar e implementar jogos eletrônicos comerciais nas plataformas Windows e Android, trabalhando em equipe de forma colaborativa, de forma autônoma ou em empresas do ramo.

O que é melhor: franquia ou negócio novo?

Muitas pessoas, em determinado ponto da carreira, optam por não mais trabalhar como funcionários e investem suas economias em um negócio próprio. Dentro de sua área de atuação, ou não, os empreendedores precisam, antes de tudo, analisar e decidir por um modelo de operação: franquia ou empresa nova. Existem muitas diferenças entre as duas categorias e o investidor precisa saber quais são para ter segurança no planejamento da empresa. Confira abaixo algumas diferenças entre franquia e negócio novo e veja o que se encaixa melhor em seu perfil.

Marca

Franquia: quando você se torna franqueado de uma marca, automaticamente recebe o direito de utilização da imagem e do nome da empresa. A identificação visual do logo e slogan facilitam a identificação do público.

Negócio novo: é preciso pesquisar nomes que se encaixem com seu tipo de negócio. Depois disso, é necessário registrar a marca, processo que pode demorar e trazer decepção, pois é possível que o nome que você escolheu já exista no registro de marcas. Para isso, vale uma pesquisa aprofundada de local, público-alvo e modelo de negócio.

Treinamento

Franquia: o treinamento de equipe e gestão do negócio fica a cargo da empresa franqueadora. Você pode começar de imediato a gerir sua equipe com a experiência passada pela empresa franqueadora.

Negócio novo: a administração e o modelo de gestão ficam por conta do dono do negócio, que pode ou não, ter experiência nesta área. O treinamento de colaboradores e também se dará através dos conhecimentos do novo gestor.

Publicidade

Franquia: você deve usar as peças desenvolvidas pela empresa franqueadora. O franqueado recebe os materiais de divulgação prontos e usa de acordo com a exigência de layout da loja. Geralmente o franqueado recebe orientações sobre a disposição e uso dos materiais no ponto de venda.

Negócio novo: o dono da marca é responsável pela criação da marca e material de divulgação, arcando com os custos de produção, periodicidade e seleção dos canais de comunicação. A vantagem é que o material pode ser feito de acordo com as preferências do empresário.

Ponto comercial

Franquia: precisa da aprovação do franqueador, que pode determinar qual a localização adequada para a loja, especificar os ambientes de operação e vendas;

Negócio novo: está livre para escolher o local de abertura. O empreendedor precisa estar atento a questões como público-alvo, circulação de pessoas e concorrência para escolher o lugar de sua loja.

Investimento

Franquia: o franqueado paga algumas taxas para ter direito ao uso da marca. Ao optar pela franquia, o empreendedor também opta pela expertise e know how da franqueadora, e arca com os custos desse conhecimento. Entre os valores envolvidos no franqueamento estão a taxa de franquia, instalação, capital de giro, royalties e taxa de publicidade, que variam de acordo com cada marca.

Negócio novo: o empreendedor arca com todos os custos, desde a criação da marca, treinamento, impressão de materiais, montagem de visual merchandising, etc. Nesse caso o empresário não paga taxas fixas como na franquia, com liberdade para criar novos produtos e fazer promoções de acordo com as exigências de seu mercado.

Moda: gestão e marketing para empreender melhor

O mercado de moda está consolidado no Brasil. Grandes estilistas levam o nome do país às mais importantes passarelas do mundo criando uma identidade nacional para o que é produzido por aqui. Mas enquanto os nomes consagrados gerenciam suas marcas mundo a fora, todos os dias, dentro do Brasil, profissionais de moda buscam seu lugar ao sol criando peças autorais e administrando seu próprio negócio muitas vezes com pouca ou nenhuma orientação.

Já foi o tempo em que a moda precisava apenas de criadores. Para ter sucesso em um empreendimento nesse ramo, além de criatividade, é necessário ter conhecimentos sobre gestão, marketing, administração e gerenciamento de equipes. Em Santa Catarina,os cursos de moda são voltados, em sua maioria, para o desenvolvimento do produto de moda, com pequeno foco em gestão. De acordo com a orientadora do curso de pós-graduação em Moda: gestão e marketing do Senac, Jacqueline Keller, entender sobre gestão é fundamental para os negócios de uma forma geral, mas para a moda, é extremamente importante. “A indústria têxtil é composta por um número grande de micros e pequenos negócios e inúmeros jovens empreendedores, que precisam dominar os processos de gestão que vão desde o planejamento estratégico até a seleção de equipe para atuar junto às mesmas, dentre outros sistemas e processos que devem ser conhecidos”, explica.

Nem sempre os estudantes que buscam o curso de graduação em moda tem a intenção de trabalhar diretamente na área de criação. Entender todas as etapas que envolvem o desenvolvimento de um produto é fundamental para gerenciar com precisão um negócio ligado a indústria de moda, seja dedicado à área de marketing, compras, criação, negociação, etc. No curso de pós-graduação oferecido pelo Senac, o objetivo é ensinar aos profissionais o uso de ferramentas de gestão e marketing para alavancar seus negócios ou os setores onde atuam. Conhecimento para empreender melhor é fundamental.

Saiba mais sobre AutoCAD, programa para desenvolvimento de diversos projetos

Falar sobre arquitetura, engenharia civil e mecânica, design de interiores e demais áreas relacionadas a projetos construtivos sem falar do AutoCAD é praticamente impossível. O software para computador foi lançado em 1982 e representou um avanço na visualização de projetos. Antes dele, as projeções eram feitas em papel, sob pranchetas e com auxílio de acessórios como canetas de nanquim, esquadros, régua “T”, entre outros.

O programa é capaz de fazer projeções em 2 e 3 dimensões, permitindo que profissionais e clientes finais consigam ver com precisão a proporção de altura, largura e profundidade de suas peças. Ainda assim, o software não substitui os conhecimentos de desenho técnico, que é essencial para que arquitetos, engenheiros, projetistas e demais profissionais trabalhem com mais clareza no programa.

O AutoCAD é utilizado para projetar casas, prédios, estruturas metálicas, peças e acessórios para a indústria automobilística, móveis, design de interiores, entre outros. O Senac em Santa Catarina possui cursos específicos sobre o programa e também utiliza o AutoCAD em qualificações como Técnico em Design de Interiores.

 

Profissão: fotógrafo

Dia 08 de janeiro é comemorado o Dia do Fotógrafo. A profissão, que antigamente passava de pai para filho, se popularizou nos últimos anos com o desenvolvimento de novas tecnologias para as câmeras fotográficas. Os fotógrafos, além de paixão pela arte, precisam também ter conhecimentos sobre seus aspectos históricos, novas técnicas, iluminação, manipulação e, claro, gestão de negócios para que a fotografia seja rentável. Existem diversas especialidades nas quais os profissionais da imagem podem fazer carreira. Confira abaixo algumas delas.

Fotógrafo de festas sociais: este profissional é especializado em fazer cliques de festas de 15 anos, casamentos, bodas, festas infantis, eventos especiais, etc. Eternizar momentos como esses é uma grande responsabilidade, por isso é preciso ter sensibilidade e percepção para captar os sentimentos dos protagonistas.

Fotojornalista: trabalha em redações de jornais, agências de notícias ou como freelancer. É responsável por retratar a notícia por meio de uma imagem e muitas vezes consegue cliques históricos e que se tornam símbolo de uma época. Trabalham também com registros de eventos cotidianos, eventos esportivos e podem atuar como correspondente em guerras e zonas de conflito.

Paparazzi: são profissionais especializados em seguir pessoas famosas em busca de um flagrante ou comportamento inusitado sem autorização. Capazes de verdadeiras loucuras para conseguir cliques exclusivos, esse tipo de fotógrafo pode passar horas para em um mesmo lugar em busca de um flagra ou entrar em uma perseguição para obter uma boa foto.

Fotógrafo de moda: trabalha em estúdio e também em ambientes externos buscando retratar tendências de moda das mais variadas formas. Para esse profissional é imprescindível estar conectado a referências mundiais de comportamento e moda, ter contato com publicações de diferentes locais e ser criativo.

Fotógrafo publicitário: a imagem é fundamental para a publicidade, muitas vezes somente uma foto será responsável por passar o conceito de uma campanha. O profissional que trabalha com esse tipo de foto precisa de muita criatividade e dominar o Photoshop, pois às vezes o resultado pretendido pelo cliente não é retratado somente com bom material e iluminação.

Parabéns, fotógrafos! :)

Saiba mais sobre a carreira de Análise e Desenvolvimento de Sistemas

A especialidade de um profissional formado em Análise e Desenvolvimento de Sistemas é criar sistemas de informática personalizados, adaptados à realidade do ambiente virtual de cada empresa. Entre as competências compreendidas por um analista de sistemas está o desenvolvimento de softwares que possibilitem maior aproveitamento de máquinas, ampliação da captação de dados e maior velocidade no processamento de informações. Para os leigos, pode ser difícil compreender essas competências, mas faça um exercício mental: pense em quantos sistemas informatizados você usa por dia. Celular, computador, o caixa do mercado, banco, serviços públicos e outras muitas atividades utilizam softwares criados por analistas e desenvolvedores desta área.

O mercado de atuação desse profissional é bastante amplo, podendo atuar na indústria, comércio, empresas públicas e privadas, enfim, em todos os setores que necessitem de sistemas informatizados para gerenciamento de dados. De acordo com Sindicato dos Trabalhadores em Processamento de Dados e Tecnologia da Informação do Estado de São Paulo, o salário inicial deste profissional é de R$ 1.082,00. A profissão também está incluída no quadro de profissionais de informática, que, segundo o Ministério do Trabalho, têm renda média mensal de R$2.992,02 em Santa Catarina.

Por estar em contato direto com tecnologia e suas evoluções, o analista de sistemas precisa estar sempre atento às novidades do setor, até mesmo para poder identificar novos nichos de mercado e desenvolver produtos inovadores para as demandas de seus clientes. O estudante do curso de Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, que é oferecido pelo Senac em Santa Catarina, precisa ter afinidade com as ciências exatas e raciocínio lógico.

Empreendedores do Brasil: educação faz diferença

Se você é inovador, perspicaz, criativo, tem persistência e foco nos seus objetivos, tem um grande potencial empreendedor. A vontade de ter o próprio negócio e a capacidade de identificar oportunidades no mercado são essenciais para quem deseja investir em nichos específicos e ser o próprio patrão. De acordo com a pesquisa “Empreendedores brasileiros: perfis e percepções”, realizada pela Endeavor Brasil em parceria com o Ibope neste ano, aproximadamente 88% da população acredita que “empreendedores são geradores de empregos” e 74% diz que “o empreendedorismo é a base de criação de riqueza, beneficia a todos nós”.

A pesquisa aponta ainda que os empreendedores representam 28% da população brasileira entre 16 e 64 anos. Ao projetar esse percentual sobre a população urbana recenseada em 2010, é possível concluir que atualmente há cerca de 30 milhões de brasileiros que encararam o desafio de gerir o próprio negócio. Como homenagem a esses profissionais, no último dia 5 de outubro foi comemorado o Dia do Empreendedor. A data foi instituída em 1999, quando foi criado o primeiro Estatuto Nacional da Microempresa e Empresa de Pequeno Porte e também o Simples Nacional.

O levantamento da Endeavor Brasil revela outro dado interessante sobre os empreendedores brasileiros, focado especificamente no grau de escolaridade – 11% dos empreendedores cursou até o ensino superior, 35% até o ensino médio e 46% somente até o ensino fundamental. Os empresários que possuem maior nível de escolaridade são os mais bem-sucedidos e mantêm empresas com funcionários. Esse panorama reforça a importância da educação empreendedora no currículo das instituições de ensino, e ressalta o quanto os empreendedores são fundamentais para a geração de riqueza, emprego e renda no país.

Clique aqui para conferir a pesquisa completa.