5 dicas para fazer uma boa redação de vestibular

dicas_redacao_vestibular_blog

Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /var/www/tiki/blog/wp-content/plugins/easy-social-share-buttons/includes/class-easy-social-share-buttons.php on line 762

Nem só de exatas sobrevive um vestibulando. Além das matérias típicas – como matemática, física e biologia – desenvolver a habilidade com a escrita também é fundamental para conseguir uma vaga em uma boa faculdade. Por meio da redação, o candidato é desafiado a relacionar ideias, criar argumentos e expor seu conhecimento sobre os acontecimentos globais de forma clara e concisa.

Saber fazer uma boa redação não significa saber usar palavras difíceis. O bom texto é aquele que permite uma leitura contínua, prazerosa e de fácil compreensão, apresentando informações relevantes sobre o tema sem floreios ou termos desnecessários. Por isso, não adianta recorrer a fórmulas prontas, muito menos incluir uma receita de macarrão instantâneo em sua prova de vestibular. É preciso se manter atualizado, ler bastante e compreender os elementos básicos da escrita – coisa que você pode conferir em nosso post sobre como escrever bem. Quer conhecer mais algumas dicas para ir bem em sua redação? Confira!

1. Vamos começar pelo básico?

Toda dissertação é composta por três partes essenciais: introdução, desenvolvimento e conclusão. A primeira é onde o tema selecionado é apresentado e geralmente conta com apenas um parágrafo curto. Em seguida, vem o desenvolvimento ou “corpo” do texto, onde as ideias são debatidas de forma crítica, expondo o ponto de vista do autor. É a parte mais importante e longa da redação, contando com dois, três ou quatro parágrafos. No fim, o candidato escreve a conclusão – o fechamento da reflexão criada durante os primeiros tópicos. Mas, lembre-se: apesar de separarmos a estrutura da redação dessa forma, todos esses elementos estão interligados e precisam fazer sentido entre si para manter a…

2. Coerência textual

Escrever para um processo seletivo é diferente de fazer uma crônica, uma matéria jornalística ou uma poesia dadaísta. Cada tipo de texto tem suas particularidades e, no caso da dissertação, é fundamental seguir uma sequência lógica de ideias. Fuja de contradições: sempre inicie e termine uma ideia antes de passar para a próxima etapa de sua redação.

3. Mantenha as coisas simples e objetivas

Por que usar palavras rebuscadas se é possível dizer a mesma coisa de forma mais acessível? Argumente suas ideias de maneira simples, seja organizado e evite a famosa “encheção de linguiça”. Escreva apenas o que é importante para o assunto abordado no texto. Fugir do tema pode implicar na anulação de sua redação de vestibular.

4. A importância do rascunho

Existem pessoas que preferem fazer a redação direto no papel da prova, contudo essa escolha pode ser muito perigosa para o resultado do seu processo seletivo. Já ouviu aquela expressão “é melhor prevenir do que remediar”? Ela se encaixa perfeitamente nesse caso. Ao escrever suas ideias em uma parte separada, você tem a chance de corrigir algum erro de português que tenha cometido, pode rasurar e reescrever quantas vezes quiser, coisas que são proibidas na folha oficial.

5. Escreva sem garranchos

De nada adianta ser um escritor digno de fazer parte da Academia Brasileira de Letras se ninguém consegue entender sua letra. Escreva com calma, principalmente na hora de passar sua redação a limpo. Caso você sofra da síndrome de “letra de médico”, que tal investir em um caderno de caligrafia na hora dos estudos? Ou, quem sabe, mudar de letra cursiva para letra de forma? Pense em soluções para dar mais legibilidade para sua redação, afinal ela só será corrigida se for compreendida pelo examinador.

No Dia do Vestibulando, nada mais justo que ressaltar a importância da redação para o desenvolvimento profissional de um candidato. Aqui, no Senac, nós acreditamos muito nisso e, portanto, tornamos a dissertação a estrela do nosso processo seletivo. Ficou interessado? Conheça mais sobre os cursos de graduação disponíveis no Vestibular Senac 2016/2. Acesse o link e inscreva-se!

    Leia também: