Tag: profissão

O que faz um gestor da qualidade?

Consumidores, assim como as empresas em geral, estão exigindo cada vez mais. Logo, os produtos precisam atender a todos os requisitos da melhor forma possível e é para isso que serve o Tecnólogo em Gestão da Qualidade.

Esse profissional tem uma função de extrema importância dentro de uma companhia. É ele quem acompanha os processos de produção industrial; a rotina de trabalho e como é feita a prestação de serviços; tudo isso prezando a melhora da qualidade e da produtividade.

O Gestor da Qualidade pode trabalhar no comércio em geral, em fábricas, instituições financeiras e empresas que prestam serviços, garantindo que os padrões de normalização e metrologia internacionais sejam cumpridos. Também pode se especializar em auditorias para órgãos internacionais que emitem as certificações de qualidade, como as da série ISO, desenvolver políticas de integração na área de recursos humanos, além de atualizar e reciclar o quadro de funcionários.

As regiões sul e sudeste são as que mais procuram pelo profissional. Em Santa Catarina, o Senac oferece o Curso Superior de Tecnologia em Gestão da Qualidade.

A graduação tem como objetivo formar profissionais capazes de desenvolver uma avaliação sistemática dos procedimentos, práticas e rotinas internas e externas de uma organização, gerindo, aplicando e auditando as normas e padrões referentes aos sistemas certificáveis.

Com duração de dois anos, ao final do curso, o aluno pode planejar, implementar e auditar sistemas de gestão da qualidade e produtividade com base em métricas de análise e viabilidade, entre outras competências. Quer saber mais sobre a graduação? Acesse: http://senac.sc/a4gckG.
Lembrando que o Senac está com as vagas do processo seletivo abertas. Que tal se inscrever? Para mais informações: http://senac.sc/Ox19iy

Por que cursar Gestão em Tecnologia da Informação?

O Brasil é o 12º mercado de software no mundo e tem um crescimento anual de 11%.
Só em Santa Catarina, mais de 3 mil empresas de tecnologia empregam diariamente cerca de 25 mil pessoas, produzindo R$ 1,5 bilhões em bens e serviços, com mais de 80% exportado para outras regiões do país e para o exterior.

Essa é só mais uma comprovação de que o setor tecnológico está se expandindo cada vez mais. Se você gosta do assunto e quer trabalhar na área, chegou a hora de investir na sua carreira e se capacitar.

A graduação em Gestão da Tecnologia da Informação, por exemplo, é ideal para aqueles que desejam se destacar.
Quem opta pelo curso aprende a planejar e a gerenciar projetos de infraestrutura nas empresas; descobre como prestar consultoria na análise de soluções de TI e como administrar as equipes dos projetos. Tudo isso a partir de conhecimentos específicos e consistentes da própria área de atuação – hardware, software, banco de dados e equipamentos.

O tecnólogo é capacitado para diagnosticar disfunções do sistema, solucionar problemas de rede e, até mesmo, escolher os projetos de informática que podem ser adotados na empresa em que trabalha. É ele quem determina as estratégias de como a informática pode ser usada para garantir um bom desempenho em cada setor de uma companhia.

E então, se interessou e acha que Gestão da Tecnologia da Informação tem tudo a ver com o seu perfil? Não perca tempo, ainda mais agora, que você sabe que o mercado brasileiro é favorável. O Senac está com as inscrições abertas para o processo seletivo. Para mais informações acesse: http://senac.sc/06z5F7

Descubra em quais áreas um profissional de Estética e Cosmética pode atuar

  • Atualizado em 09/01/2018

O brasileiro está cada vez mais preocupado em cuidar do corpo e, dessa forma, ter uma vida mais saudável. Não à toa, no ranking mundial da indústria da beleza, nosso país fica em terceiro lugar, atrás apenas dos Estados Unidos e do Japão. Diante desse cenário, esta é uma grande oportunidade para investir na área e optar por um curso profissionalizante em Estética e Cosmética.

Continue lendo

Saiba o que faz um tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Já não é novidade que o mercado tecnológico está cada vez mais em expansão. Se você gosta do assunto e está procurando pela profissão ideal, saiba que o Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas é uma opção a ser levada em conta.

Essa graduação capacita o profissional para analisar, especificar, atualizar e desenvolver sistemas computacionais de informação para setores variados. Tudo isso com base em teorias e técnicas inerentes; pautadas em ergonomia, segurança, qualidade e ética.

Programar computadores e desenvolver softwares está dentro das tarefas deste tecnólogo. É a partir desse conhecimento que ele pode aproveitar as máquinas da melhor forma possível, ampliar a capacidade de armazenamento de dados e aumentar a velocidade do processamento das informações. Ele também pode desenvolver e implantar banco de dados para internet, intranet e sistemas de computação.

Como tudo no mundo digital muda com muita frequência, é importante que o profissional esteja sempre atento e se mantenha atualizado sobre os ambientes operacionais que servem de suporte para aplicativos e sobre as linguagens de programação.

O Senac Santa Catarina também oferece a Graduação em Análise e Desenvolvimento de Sistemas. O curso tem duração de 2 anos e meio e está disponível nas unidades do Senac em Florianópolis e Blumenau. Curtiu a profissão? As inscrições para o processo seletivo estão abertas. Acesse: http://senac.sc/Hxy5CT.

Sucesso além da cozinha: saiba o que faz um Tecnólogo em Gastronomia

Bom gosto, dedicação, uma xícara de concentração e uma pitada de amor. Esses são alguns dos “ingredientes” que constituem um bom profissional da área gastronômica.
O primeiro curso de Gastronomia chegou ao Brasil há 10 anos e, desde então, a profissão vem revelando chefs cada vez mais capacitados.

A partir das técnicas estudadas, o Tecnólogo em Gastronomia pode preparar desde pratos simples a pratos mais elaborados e, também, pode se especializar em outras áreas, como culinária francesa, italiana, alemã e japonesa; confeitaria e panificação; planejar, elaborar e executar diferentes tipos de cardápios, observando a sazonalidade, regionalidade e características nutricionais dos gêneros alimentícios, respeitando as diversidades culturais gastronômicas e as necessidades especiais dos comensais.

Quem atua na profissão pode trabalhar produzindo cardápios para restaurantes internacionais ou nacionais, bufês, companhias aéreas, hospitais, lanchonetes e hotéis. Além disso, dominar os métodos de segurança alimentar, treinar novos funcionários, supervisionar o funcionamento da cozinha, entrar em contato com fornecedores, estabelecer a tabela de preços e desenvolver estratégias de marketing são funções que também estão ligadas ao dia a dia deste profissional.

O site Guia do Estudante listou algumas das áreas em que o Tecnólogo em Gastronomia pode atuar. Confira:

Chef de cozinha: planejar e preparar cardápios em restaurantes comerciais, industriais, hospitalares, bares e bufês.

Chef pâtissier: especializar-se em confeitaria e panificação, na preparação de pratos decorados doces e salgados.

Personal chef: atuar como chef de cozinha em residências particulares, na preparação de cardápios e receitas.

Consultoria: prestar assessoria técnica para a abertura de restaurantes ou para propor melhorias em estabelecimentos já abertos, que pode ser desde uma alteração no layout da casa até a mudança de cardápios e fornecedores.

Segurança alimentar: fazer vistoria em cozinhas industriais e restaurantes para verificar se as regras de segurança alimentar estão sendo cumpridas.

Desenvolvimento de Produtos: criar e preparar pratos usando alimentos fornecidos por determinada indústria.

Gestão do Negócio: administrar todo o funcionamento do restaurante, desde a contratação e treinamento de pessoal até os recursos financeiros e contato com clientes.

Para quem curte a profissão, adora cozinhar e está pensando em fazer o curso, é importante conhecer o mercado gastronômico nacional e internacional, assim como ter conhecimento sobre a estrutura de uma cozinha. Quanto mais bem preparado você estiver, melhor.

Curtiu o curso e acha que se daria bem nessa área? O Senac oferece a graduação em Gastronomia e está com as inscrições abertas para o processo seletivo.
Acesse: http://senac.sc/Hxy5CT.

Onde e como atua o Tecnólogo em Gestão da Tecnologia da Informação?

Se você gosta de gerenciar projetos e se interessa pela área de TI, o Curso Superior de Tecnologia em Gestão da Tecnologia da Informação pode ajudá-lo a construir uma carreira de sucesso.

Os profissionais que atuam nesse segmento são responsáveis por implementar e gerenciar os recursos de TI dentro das empresas. São eles que avaliam a segurança, o banco de dados, o sistema de informação e determinam como a informática será usada para garantir bons resultados dentro de cada setor que estabelece uma companhia.

O Curso Superior de Tecnologia em Gestão da Tecnologia da Informação capacita profissionais para atuar como consultores dentro da área de TI, assim como administradores de equipes e de projetos voltados ao segmento. A graduação tem como base os conhecimentos específicos dentro da Tecnologia da Informação: hardware, software, banco de dados e equipamentos.

Carga horária: 2100 horas
Eixo tecnológico: Informação e Comunicação
Duração: 2 anos e meio

Perfil profissional:

Ao final do curso o aluno apresentará as seguintes competências:

Diagnosticar e analisar a infraestrutura da empresa para implantação de soluções de Tecnologia da Informação e Comunicação;

Elaborar projetos de Tecnologia da Informação e Comunicação (Redes, BD, Aplicações, Equipamentos) articulando a infraestrutura tecnológica com processos, pessoas e informações;

Escolher, avaliar e coordenar soluções e necessidades de aplicativos nos ambientes de negócio;

Gerenciar processos de infraestrutura de Tecnologia da Informação;

Otimizar recursos tecnológicos, propondo soluções para os processos de produção de serviços de Tecnologia da Informação e Comunicação para o negócio minimizando riscos de investimentos fornecendo subsídios na tomada de decisões (custo/benefício) na infraestrutura de Tecnologia da Informação;

Trabalhar em equipe, interagindo em situações de natureza diversificada, de forma contextualizada nas diversas atividades desenvolvidas no seu trabalho, demonstrando criatividade e autonomia na dinâmica estabelecida, propondo novas alternativas e formas adequadas à solução de problemas.

Profissão: fotógrafo

Dia 08 de janeiro é comemorado o Dia do Fotógrafo. A profissão, que antigamente passava de pai para filho, se popularizou nos últimos anos com o desenvolvimento de novas tecnologias para as câmeras fotográficas. Os fotógrafos, além de paixão pela arte, precisam também ter conhecimentos sobre seus aspectos históricos, novas técnicas, iluminação, manipulação e, claro, gestão de negócios para que a fotografia seja rentável. Existem diversas especialidades nas quais os profissionais da imagem podem fazer carreira. Confira abaixo algumas delas.

Fotógrafo de festas sociais: este profissional é especializado em fazer cliques de festas de 15 anos, casamentos, bodas, festas infantis, eventos especiais, etc. Eternizar momentos como esses é uma grande responsabilidade, por isso é preciso ter sensibilidade e percepção para captar os sentimentos dos protagonistas.

Fotojornalista: trabalha em redações de jornais, agências de notícias ou como freelancer. É responsável por retratar a notícia por meio de uma imagem e muitas vezes consegue cliques históricos e que se tornam símbolo de uma época. Trabalham também com registros de eventos cotidianos, eventos esportivos e podem atuar como correspondente em guerras e zonas de conflito.

Paparazzi: são profissionais especializados em seguir pessoas famosas em busca de um flagrante ou comportamento inusitado sem autorização. Capazes de verdadeiras loucuras para conseguir cliques exclusivos, esse tipo de fotógrafo pode passar horas para em um mesmo lugar em busca de um flagra ou entrar em uma perseguição para obter uma boa foto.

Fotógrafo de moda: trabalha em estúdio e também em ambientes externos buscando retratar tendências de moda das mais variadas formas. Para esse profissional é imprescindível estar conectado a referências mundiais de comportamento e moda, ter contato com publicações de diferentes locais e ser criativo.

Fotógrafo publicitário: a imagem é fundamental para a publicidade, muitas vezes somente uma foto será responsável por passar o conceito de uma campanha. O profissional que trabalha com esse tipo de foto precisa de muita criatividade e dominar o Photoshop, pois às vezes o resultado pretendido pelo cliente não é retratado somente com bom material e iluminação.

Parabéns, fotógrafos! :)

Monitoramento e educação ambiental: conheça a atuação do Técnico em Meio Ambiente

A preocupação com o meio ambiente está cada vez mais pertinente na gestão de indústrias, órgãos públicos e empresas privadas. Nesse contexto, é necessário que sejam contratados profissionais especializados e com conhecimento técnico para analisar e apresentar soluções para problemas ambientais. É aí que entram os Técnicos em Meio Ambiente. Os profissionais com essa formação são responsáveis por promover formas de uso sustentável dos recursos naturais durante o processo produtivo. Isso inclui, por exemplo, técnicas para reutilização de água em fábricas que têm alta demanda desse recurso e também identificação de soluções para o descarte correto de materiais tóxicos e/ou recicláveis.

A carreira para quem decide se tornar um Técnico em Meio Ambiente pode ser promissora. Além do trabalho em grandes empresas, os Técnicos em Meio Ambiente também atuam com controle da poluição, recuperação de zonas degradadas, educação ambiental, formação de equipes multidisciplinares para resolução de problemas ambientais, entre outras. Para atuar nesta área, o profissional precisa gostar e entender sobre alguns aspectos básicos ligados à natureza, biologia, química e legislação ambiental, como a importância do uso consciente dos recursos ambientais e a preservação do meio ambiente. A média salarial em Santa Catarina, de acordo com o site Salariômetro, é de R$ 1600,00.

Se você está interessado em ingressar nessa carreira, o Senac tem disponível o curso de Técnico em Meio Ambiente. Confira abaixo as Unidades que oferecem essa qualificação:

Senac de Jaraguá do Sul – Quem deseja realizar o curso pode entrar em contato com a Unidade para registro de interesse. Telefone: (47) 3275-8400.

Senac Lages – Quem deseja realizar o curso pode entrar em contato com a Unidade para registro de interesse. Telefone: (49) 3223-3855.

Quem quer ser blogueira de moda?

Gostar de moda, maquiagem, produtos de beleza, tendências, acessórios e, principalmente, ter vontade de compartilhar tudo isso com as pessoas. Isso é o que fazem as blogueiras de moda. Longe de ser apenas um hobby, as meninas que dedicam-se a essa prática já não são apenas pessoas que querem passar suas opiniões pessoais para os internautas. Os blogs há muito tempo viraram negócio, e em se tratando de moda, viraram referência. Para se ter uma ideia a busca por “blog de moda” cresceu 2.275% nos últimos cinco anos — mil vezes mais do que as buscas por todos os termos da categoria moda, segundo dados do Google Insight.

Usados como parte da estratégia de marketing para diversas marcas, os blogs de moda tem o poder de disseminar informações positivas e negativas a respeito de diversos produtos, serviços e tendências. É normal que grandes marcas presenteiem as blogueiras com “mimos” que vão desde maquiagem e acessórios, até a passagens e convites para assistir desfiles na primeira fila.

No Brasil, assim como em diversos lugares do mundo, ter um site que fala sobre assuntos preferencialmente femininos ou “de mulherzinha” virou profissão. Quando encarado como negócio é muito lucrativo, e algumas meninas ganham mais com seus sites pessoais do que se estivessem inseridas no mercado de trabalho comum. Esse é o caso de Camila Coutinho, do blog Garotas Estúpidas. Em entrevista ao portal IG ela diz que para ter sucesso é preciso tratar o blog realmente como uma micro empresa. “Se você encarar como negócio e se respeitar, não aceitar qualquer coisa, e tiver um conteúdo bom, bomba mesmo. Não vou falar quanto eu ganho senão todo mundo vai pedir dinheiro emprestado pra mim! Mas posso dizer que eu estou muito feliz com a minha renda pra uma menina de 23 anos. Pago minhas contas, pago minhas viagens, meu carro fui eu que paguei, então está ótimo”.

Para as meninas que se empolgaram com essa possibilidade profissional, fica a dica: estude muito. Não só as matérias do colégio ou da faculdade. Faça cursos, conheça pessoas, visite outros blogs, aprenda outro idioma, seja sedenta por conhecimento. Leia muito e escreva bem. Afinal, ninguém vai te dar credibilidade se o seu blog tiver erros de português e linguagem difícil de entender. O ideal também é ter um diferencial, seja regional ou de produtos e serviços que você fale. O mercado é grande, mas exige qualidade e quanto mais conhecimento e contatos você tiver, melhor será para seu negócio. De resto, divirta-se. Esse é o grande barato de poder trabalhar com um assunto que você goste muito.

Cool Hunter: o caçador de tendências

Observar, pesquisar, fotografar, infiltrar-se em grupos de jovens e a partir disso antecipar tendências. Essa é a função de um cool hunter, ou em bom português, um caçador de tendências. Esse profissional precisa ser capaz de reconhecer futuros padrões de comportamento no que diz respeito a produtos de consumo. Ele precisa ser capaz de prever o que será sucesso nos próximos anos e fazer isso baseado em seu conhecimento e naquilo que é capaz de identificar como tendência.

O que a princípio pode parecer um trabalho simples e fácil, na verdade exige muita atenção, concentração e um senso de percepção que a maioria não tem. Das passarelas de moda a um assunto mobilizador de uma mesa de bar: tudo pode servir de brecha para um cool hunter captar o que pode virar uma tendência.

A cool hunter Sabina Deweik, do instituto de pesquisas de tendências de consumo Future Concept Lab, é formada em jornalismo e tem dois mestrados no currículo, um em comunicação da moda e outro em semiótica. Em entrevista ao portal Exame.com ela define a sua profissão: “O cool hunter é um pesquisador que observa em 360 graus o que está acontecendo de novos comportamentos em uma determinada região. Para isso, ele observa várias áreas. Não só moda”.

Sabina também explica como é a sua rotina de trabalho e deixa claro que, mais que uma profissão, ser uma caçadora de tendências é também um estilo de vida. “Cerca de 40% do trabalho é em campo. Não é só tirar foto de vitrine, você precisa levantar hipóteses. Então, tem uma pesquisa anterior. Depois do mapeamento, você desenvolve um relatório com base no que observou. Você não pode fazer interpretações erradas. Não pode afirmar que é uma tendência algo que vai durar apenas um ano”, explica.

O mercado para essa nova área profissional está em formação no Brasil, pois até pouco tempo as empresas recorriam às agências de publicidade e marketing para essa função. Não há ainda cursos de formação específicos para a profissão, mas agências especializadas já estão se dando conta da necessidade brasileira. Para quem deseja seguir nesta carreira é necessário saber que é preciso muita dedicação, estudo, conhecimento, comprometimento e senso crítico para encontrar e transformar em informação valiosa as tendências que flutuam por aí.