Tag: nutrição

Faça o download das receitas ensinadas no Nutriação

Durante todo o mês de novembro, o Senac, Sesc e RBS TV se mobilizaram para desenvolver o projeto Mais Aproveitamento – Mais Alimento, que faz parte da bandeira Nutriação.


Com o objetivo de incentivar a prática de exercícios físicos e principalmente, ensinar receitas de aproveitamento de alimentos para evitar desperdícios de comida, mais de 200 pessoas se envolveram na iniciativa, entre elas orientadores da área de gastronomia e nutricionistas do Senac.

O projeto passou por 7 cidades de Santa Catarina e promoveu atividades como sessões de degustação e orientações sobre como comprar e consumir alimentos mais saudáveis. Ao todo foram realizados mais de 12 mil atendimentos.

Mas se você perdeu alguma parte, não se preocupe. Deixamos disponível para você o download de todas as receitas realizadas no projeto. Baixe a sua e descubra os prazeres de uma vida mais saudável.

Alimentação saudável: variedade com as porções certas

Você provavelmente já tem algum conhecimento sobre quais alimentos trazem mais benefícios para a saúde. Por exemplo, é fácil distinguir que frutas têm uma variedade maior de nutrientes do que frituras. Mas se você realmente busca ter uma alimentação balanceada, pode ser interessante conhecer algumas orientações sobre como devem ser os direcionados hábitos diários. O Ministério da Saúde elaborou o Guia Alimentar da População Brasileira, em que são apresentadas algumas diretrizes alimentares, como estas:

– Estimular o consumo diário de cereais integrais (arroz, pães, farelos) e leguminosas (feijão, lentilha, ervilha, grão-de-bico, soja).

– Reduzir o consumo de frituras e alimentos ricos em açúcares, gorduras e sal.

– Consumir diariamente leite e derivados.

– Propor o consumo diário de carnes (bovina, aves, peixes) ou ovos, em pequenas quantidades.

– Estimular a ingestão de água (6 a 8 copos diários).

– Ler atentamente os rótulos dos alimentos.

– Propor o consumo diário e variado de frutas, legumes e verduras.

Depois de ler essas orientações, se você ainda tem dificuldades em escolher os alimentos, outras dicas também podem ajudar. A nutricionista e orientadora do Senac em Santa Catarina Elizabeth Nappi Correa sugere ter atenção ao “Programa 5 ao dia”, que orienta o consumo de cinco cores diferentes ao dia, preferencialmente na mesma refeição. A vantagem de um prato colorido é que cada cor representa nutrientes diferenciados. Veja abaixo a tabela com indicações de alimentos:


Além das cinco cores, a pirâmide alimentar estruturada pelo Ministério da Saúde também auxilia a população a se alimentar de forma adequada. De acordo com Elizabeth, a pirâmide considera o hábito alimentar dos brasileiros e a disponibilidade de alimentos em nosso país. São recomendações gerais sobre quantas porções de cada alimento devem ser consumidas diariamente, mas que podem ser adaptadas por profissionais conforme as necessidades específicas de cada pessoa.

O que você achou das dicas? Na próxima segunda-feira, 31 de março, é o Dia da Saúde e Nutrição. Então vamos aproveitar a data e seguir essas orientações valiosas! :)

Confira dicas para reforçar a segurança alimentar no verão

Está chegando a estação mais quente do ano. Época de férias escolares, viagem para a praia, casa dos amigos e reuniões de família. É nesse período do ano, também, que costumam ocorrer muitos casos de intoxicação alimentar. Isso pode acontecer devido a algumas mudanças na rotina das refeições, que passam a incluir mais frutas – muitas vezes mal higienizadas –  e porções de alimentos consumidos na rua. Para não cair em armadilhas alimentares, fique atento a algumas dicas básicas da nutricionista do Senac Isaura Clemente.

1. Higienize muito bem frutas e verduras: às vezes, apenas lavar o alimento em água corrente não basta. Por exemplo, um morango que será usado em um suco ou mesmo ingerido in natura, precisa ser lavado em água corrente, esfregando um a um.Depois é necessário colocar água em uma bacia com hipoclorito de sódio – a mistura pode ser comprada no supermercado ou feita em casa com uma colher de sopa de água sanitária para cada litro de água – e deixar de molho por no máximo 15 minutos, depois enxaguar em água abundante. Somente os alimentos que serão fervidos por longo período de tempo não precisam de lavagem prévia.

2. Cuidado com o preparo e armazenamento de sanduíches. Esse lanche deve ser montado com os embutidos (queijo, presunto) bem gelados, depois embalados e colocados em bolsa ou caixa térmicas. Nunca deixe em temperatura ambiente. Caso queira utilizar frango cozido, a dica é desfiá-lo ainda quente, para acelerar o resfriamento (uma ideia é desfiar na batedeira ou no liquidificador – basta colocar os pedaços e utilizar a função pulsar). Evite usar cremes a base de leite ou iogurte, opte por maionese ou azeite de oliva pois não estragam com facilidade. Introduza verduras e legumes para deixar seu lanche mais leve e não esqueça de utilizar pão integral.

3. Higienização das mãos: você pode até não perceber, mas leva as mãos à boca várias vezes por dia, e na maioria das vezes elas estão sujas. As mãos levam e trazem os contaminantes, por isso higienizá-las para preparar ou comer o alimento é tão importante. A forma correta de lavar as mãos é com água corrente e sabonete sem cheiro. Caso isso não seja possível, tente utilizar água em garrafas ou então tenha sempre à disposição uma solução antisséptica (álcool gel) para diminuir a carga microbiana.

Dieta funcional, boa forma de preservar a saúde

Alimentos funcionais são denominados dessa forma porque têm efeito preventivo de doenças. Ou seja, se consumidos diariamente, esses alimentos podem evitar enfermidades como câncer e problemas de coração. Diversos outros benefícios também estão relacionados aos hábitos alimentares com base em produtos e ingredientes funcionais, pois há uma melhora geral na qualidade de vida. Esses alimentos interferem no funcionamento do intestino, no grau de irritabilidade, nas condições do sono, na absorção de cálcio pelo organismo, entre outros.

Diferente do que muitas pessoas imaginam, é possível incluir alimentos funcionais nas refeições diárias com tranquilidade, pois existem diversas opções. A nutricionista do Senac Isaura Clemente sugere o prato de Crepe de salmão com patê de macadâmia e tofu. Nessa receita, o trigo é substituído por produtos funcionais, como quinoa, amaranto e linhaça.

Crepe de salmão com patê de macadâmia e tofu

 Patê de macadâmia

  • 50g de macadâmia
  • 100g de tofu
  • 1 colher de sopa de azeite de oliva
  • 5 azeitonas sem caroço

Modo de preparo: Na véspera (8 horas antes), deixe a macadâmia de molho. Bata no liquidificador o tofu, as azeitonas e azeite de oliva. Acrescente na mistura a macadâmia e triture até ficar homogênea.

Rendimento: Patê para 5 crepes.

Salmão

  • 1 filé de salmão aproximadamente 200g (para o recheio de 2 crepes)
  • 1 talo de manjericão verde

Modo de preparo: coloque o salmão para cozinhar até ficar dourado e suculento. Corte em pedaços ou desfie o salmão e utilize para o recheio do crepe.

Crepe

  • 2 colheres de sopa de flocos de quinoa
  • 2 colheres de sopa de flocos de amaranto
  • 1 folha de manjericão
  • 1 ovo
  • 40 ml de água
  • Sal a gosto

Modo de Preparo: Coloque os ingredientes no liquidificador e bata até a mistura ficar homogênea. Em uma frigideira ou panquequeira, de preferência antiaderente, coloque a massa e doure dos dois lados. Retire e acrescente o patê e o salsão desfiado.