Tag: mercado de trabalho

5 aplicativos para exercitar o cérebro

Quem nos acompanha há algum tempo sabe que acreditamos muito no poder do conhecimento. Por isso, adoramos dar dicas para aprimorar o aprendizado de nossos alunos e leitores. Já falamos sobre como o sono pode contribuir para a memorização, dicas para ler mais e melhor, como criar um cantinho de estudos eficiente, entre outros assuntos interessantes para quem busca uma ajudinha para elevar o patamar na área educacional.

Em um mundo cada vez mais tecnológico e conectado, nada mais justo que aproveitar os inúmeros recursos disponíveis para aperfeiçoar a capacidade mental e desenvolver o raciocínio lógico. Que tal passar alguns minutos por dia exercitando o cérebro com seu smartphone? Confira as nossas dicas de aplicativos abaixo e esteja preparado para expandir sua mente de forma rápida e prática.

1. Lumosity

Disponível para: iOS e Android

Baixado por mais de 70 milhões de pessoas em todo o mundo, Lumosity é um app que visa desafiar a memória de seu usuário por meio de 25 jogos cognitivos que se adaptam conforme o seu desempenho pessoal. Criado por um time de cientistas, a ferramenta é utilizada por mais de 40 instituições acadêmicas em todo o mundo, auxiliando pesquisadores na investigação e compreensão de diversos fenômenos neuropsicológicos. Não é bacana?

2. Fit Brains Trainer

Disponível para: iOS, Android e Windows Phone

Com uma interface simples e intuitiva, o Fit Brains Trainer é um aplicativo que busca estimular a memória, a velocidade de raciocínio e a lógica por meio de 360 sessões de treinamentos. Classificado como o aplicativo número um em mais de 90 países, a ferramenta conta com a chancela de publicações renomadas como Wall Street Journal, Women’s Health e Discorver Magazine.

3. Qranio

Disponível para: iOS, Android e Windows Phone

Qranio é um app criado por uma startup brasileira que visa estimular o conhecimento de novos assuntos por meio da gamificação do aprendizado. A cada sessão, o usuário recebe perguntas sobre diversas áreas para testar seu conhecimento, recebendo Qi$ (a moeda virtual do jogo) para cada resposta correta. Ou seja: quanto mais acertar, mais receberá recompensas para trocar por prêmios virtuais.

4. Little Things Forever

Disponível para: iOs e Android

Um aplicativo que ajuda a desenvolver concentração, foco e atenção de forma simples e divertida. O objetivo do jogo é encontrar pequenos detalhes escondidos em cenários amplos – uma espécie de “Onde Está Wally?” com objetos diversos. A pontuação é calculada conforme a velocidade que o usuário finaliza as tarefas. Além disso, o app também auxilia a desenvolver raciocínio rápido.

5. Eidetic

Disponível para: iOs

A proposta do Eidetic é desenvolver uma habilidade neurológica muito específica: a memória. Para tal, ele utiliza a técnica de repetição espaçada, método que consiste em mostrar repetidamente um número, frase ou objeto em tempos específicos para otimizar a memorização do usuário. Ficou interessado no assunto? Leia mais aqui.

Como qualquer músculo, seu cérebro também precisa se exercitar para ficar em forma. Portanto, mantenha corpo e mente saudáveis, isso trará benefícios não só para os estudos e a vida profissional, mas também proporcionará mais qualidade de vida para seu futuro. Afinal, com maior capacidade de memorização e de raciocínio lógico você terá mais agilidade e desenvoltura de pensamento para encarar os desafios do dia a dia. Faça o teste, baixe os aplicativos da nossa lista e comente suas percepções logo abaixo. ;-)

5 dicas para se dar bem em uma entrevista de emprego

Toda conquista que vale a pena começa com muito trabalho duro. Imagine que você irá subir o Monte Everest – a montanha mais alta do planeta. Antes de pegar um avião até o Nepal, você precisa garantir que estará preparado para o desafio, certo? Seguir as instruções criadas por autoridades no assunto, buscar condicionamento tanto físico quanto emocional e adquirir informações sobre as características locais são apenas alguns dos conhecimentos necessários para alcançar o seu objetivo.

No mercado de trabalho, o processo é o mesmo. Conseguir um cargo bacana em uma empresa de prestígio é uma das grandes conquistas da vida adulta e a entrevista é uma das provações que você precisa passar para chegar lá. Por isso, se você está pensando em se candidatar para um processo seletivo, não se preocupe. Temos algumas dicas interessantes para ajudá-lo a se preparar para a sua jornada. Confira!

1. Pesquise!

Nós já afirmamos que, para uma escalada, você buscaria informações sobre as características da montanha em questão. Por que não fazer o mesmo em relação à empresa em que quer trabalhar? Pesquise sua história, ramo de atuação, diferenciais, produtos e serviços, principais clientes, últimas conquistas, etc. Assim você estará preparado para responder (e quem sabe até fazer) perguntas específicas sobre a organização.

2. De olho no futuro

Não estamos querendo que você desenvolva o dom da vidência, mas sim que procure se antecipar. Muitas das perguntas feitas pelos entrevistadores são conhecidas, como “Qual o seu maior ponto forte?”, “Por que você quer trabalhar conosco?” ou até “Conte-me um pouco mais sobre você”. Pesquise as questões mais utilizadas e responda-as para você mesmo. Com esse pequeno exercício, você dificilmente será pego de surpresa na hora da entrevista.

3. Do fundo do baú

Entrevistadores adoram histórias de sucesso. A partir delas, eles conseguem avaliar várias facetas do candidato, como qual é sua abordagem sob pressão, se possui raciocínio lógico, sua predisposição a fazer as coisas de forma diferente, entre outras. Lembre-se de alguma situação que você tenha enfrentado cuja resolução se deu com a sua ajuda. Mas sem floreios ou mentiras – a honestidade ainda é a maior qualidade de um bom empregado.

4. Chegue cedo

Mais vale estar adiantado do que atrasado, certo? Imprevistos sempre podem acontecer. Por isso, tente chegar com 15 a 30 minutos de antecedência. Aproveite o tempinho extra para respirar fundo, espantar o nervosismo e relembrar algumas informações sobre a empresa. Lembre-se: seja sempre educado com recepcionistas, seguranças e outros colaboradores que encontrar. É possível que eles também estejam observando você.

5. Seja você mesmo

Parece clichê, mas não é. Se você foi chamado para uma entrevista, quer dizer que seu currículo já passou por algum tipo de seleção. Portanto, não tente encarnar um personagem – é com você que eles querem conversar. Caso não o chamem posteriormente, não tem problema. Continue procurando até encontrar um lugar que combine com sua personalidade. Você será muito mais feliz assim.

Saber falar de si é uma habilidade importante para qualquer profissional. Além de ajudar a conquistar um novo emprego, o talento com as palavras pode contribuir – e muito – para alavancar sua carreira como um todo. Portanto, se você tem interesse em aprimorar a sua oratória, clique no banner abaixo e inscreva-se em um dos nossos cursos de curta duração.

Senac e Florianópolis: uma parceria Cidade Unesco de Gastronomia

O Rio de Janeiro pode até deter o título de “Cidade Maravilhosa” mas, para nós catarinenses, não existe lugar mais cheio de maravilhas do que Florianópolis. A cidade, conhecida como Ilha da Magia, já recebeu diversas homenagens ao longo da sua história devido à imensidão de belezas naturais. Contudo, em 2014 foi a vez da gastronomia local receber o seu devido reconhecimento, elevando a capital do Estado para a Rede Mundial de Cidades Criativas da Unesco – um grupo seleto composto por 116 membros, em 54 países, cujo objetivo é incentivar a criatividade regional.

Floripa, como é chamada pelos íntimos, foi a primeira cidade brasileira reconhecida por sua culinária (já falamos sobre ela por aqui, lembra?). Para manter o título e estimular o desenvolvimento regional, a Unesco recomenda algumas ações para promover o desenvolvimento sustentável local, como criar um Observatório de Gastronomia, realizar um festival internacional com chefs de outras cidades da rede, desenvolver uma legislação para estimular o setor e promover um laboratório de inovação cultural.

Foco em capacitação

Segundo Anita Pires, presidente da associação FloripAmanhã, que coordena o grupo gestor do programa Florianópolis Cidade Unesco de Gastronomia, a qualificação profissional é um dos grandes pilares do projeto. “Tanto pela importância de qualificar o atendimento e toda a experiência gastronômica nos empreendimentos locais, quanto pelo potencial de geração de emprego e renda que traz esse reconhecimento”, completa Anita. Por isso, o Senac está plenamente envolvido com as ações desenvolvidas, coordenando a câmara temática de capacitação. Atualmente, o conselho realiza um estudo com as instituições de ensino que possuem cursos de gastronomia para mapear a oferta atual e, após uma análise, criar estratégias para o desenvolvimento da formação profissional na área.

Cursos voltados para o mercado

O Senac investe em iniciativas relacionadas à valorização da gastronomia regional. Anualmente, a instituição participa da Fenaostra, com aulas-show de gastronomia e, em 2015, os professores de gastronomia do Senac conduziram as oficinas do Projeto Saberes e Sabores da Cidade Unesco da Gastronomia, preparando as receitas que foram reconhecidas pela entidade internacional. As receitas de sequência de camarão, tainha recheada, risoto de frutos do mar e polvo crocante fizeram sucesso entre os participantes. Também durante o evento, os alunos do curso de cozinheiro da Faculdade de Tecnologia Senac em Florianópolis, Caio Moreno Pimentel Espíndola e Davi Felipe Ross Cavalcante, conquistaram a segunda colocação na categoria acadêmica do Concurso Cultural Gastronômico Fenaostra Creative City, com orientação do professor Arnaldo Toro.

Em diversos cursos do Senac na área de gastronomia, como o curso superior de Tecnologia em Gastronomia, Técnico em Cozinha e Cozinheiro, os alunos aprendem sobre culinária clássica da cozinha brasileira e regional. Além disso, a instituição oferece diversos workshops, como Cozinha Regional – “Manezinha”, que aborda a riqueza da gastronomia típica de Florianópolis. Ficou interessado? Clique no banner abaixo e inscreva-se.

 

 

 

8 tipos de empreendedores que você precisa conhecer

Todo mundo pode ser empreendedor, basta ter a chance de libertar o seu potencial escondido. Esse conceito é defendido por Muhammad Yunus, economista bengalês que ganhou o Prêmio Nobel da Paz em 2006 pelo trabalho social realizado no sul da Ásia. Para ele, a semente empreendedora faz parte das características inatas da espécie humana e, diferentemente do que se acreditou durante muitos anos, não existe apenas um caminho para fazê-la florescer.

No Brasil, o empreendedorismo está na moda. De acordo com a organização Endeavor, 80% dos estudantes universitários e recém formados desejam ter o seu próprio negócio e, segundo a pesquisa “Global Entrepreneurship Monitor”, 34 em cada 100 brasileiros com idade entre 18 e 64 anos possuem um CNPJ próprio ou estão envolvidos com a criação de um. Contudo, apesar desses números bastante expressivos, ainda existe um certo desconhecimento sobre as várias nuances do empreendedorismo.

Para José Dornelas, professor especialista no assunto, não existe um único tipo de empreendedor. Ao analisar as características de grandes empresários brasileiros – como Antônio Ermírio de Moraes (Grupo Votorantim), Sílvio Santos (SBT), Abílio Diniz (BRF), Samuel Klein (Casas Bahia) e Luíza Helena Trajano (Magazine Luiza), entre outros – e compará-las a 399 voluntários, o autor conseguiu traçar oito tipos de perfis empreendedores recorrentes. São eles:

1. O empreendedor nato (mitológico)

É o tipo de pessoa que possui uma história de vida emocionante e, não raro, iniciou sua carreira com dificuldades financeiras. Esse empreendedor geralmente entra para o mercado de trabalho ainda muito jovem, adquirindo grande experiência nas artes de negociação e vendas.

Visionários, os homens e mulheres que atendem a esse perfil são muito otimistas e, mesmo trabalhando um alto número de horas durante a semana, nunca perdem o sorriso do rosto. Geralmente possuem um laço muito forte com a sua família e com a sua religião.

2. O empreendedor que aprende (inesperado)

Bastante comum, esse tipo de empreendedor é uma pessoa que, quando menos esperava, encontrou uma oportunidade de negócio atraente, abraçando-a. Antes de se encontrar nessa situação favorável, esse perfil nunca havia considerado abrir uma empresa, focando toda a sua atenção em seguir carreira dentro de uma grande corporação. Muitas vezes, é uma pessoa que se torna empresário por meio de sociedade e não por iniciativa própria, aprendendo a lidar com os desafios do mercado no decorrer da jornada.

 3. O empreendedor serial (cria novos negócios)

É o tipo de pessoa apaixonada pelo ato de empreender. Por isso, não se contenta em abrir uma empresa e ficar à frente dela até que se torne um sucesso. Quando as coisas começam a se estabilizar, o empreendedor serial opta por procurar o próximo desafio.

Dinâmico, esse empresário está sempre atento a tudo que ocorre ao seu redor. Frequenta muitos eventos do ramo, participa de associações e é mestre do networking. É visto como um líder motivador e um negociador talentoso. Não ter medo do fracasso é a sua melhor qualidade.

 4. O empreendedor corporativo

Esse é um empreendedor que tem sido cada vez mais valorizado devido a sua capacidade de inovar e renovar processos dentro de outras empresas. Trabalha com foco nos resultados, assume riscos e desenvolve estratégias avançadas de negociação. É um comunicador excelente, sabe vender as suas ideias e possui uma vasta rede denetworking. Contudo, devido ao fato de não ser o dono da organização, precisa aprender a lidar com o desafio da falta de autonomia.

 5. O empreendedor social

Sua missão de vida é construir um mundo melhor e mais justo para as futuras gerações. Possui características parecidas com as dos demais empreendedores, mas a diferença é que os resultados dos seus projetos visam trazer benefícios para um grupo necessitado e não para si. Para países em desenvolvimento, como o Brasil, o empreendedor social é de extrema importância, pois auxilia a preencher lacunas deixadas pelo poder público.

De todos os empreendedores, esse é o único que não tem como objetivo principal a criação de um patrimônio financeiro.

 6. O empreendedor por necessidade

O empreendedor por necessidade abre o seu próprio negócio porque não tem alternativa. Muitas vezes ele não possui mais acesso ao mercado de trabalho ou foi demitido, precisando trabalhar por conta própria. O envolvimento com negócios informais é bastante comum nesse perfil, desenvolvendo tarefas simples e prestando serviços em troca de um pequeno retorno financeiro. Um grande exemplo, nesse caso, são mães que trabalham de casa para complementar a renda enquanto cuidam dos filhos.

Para o autor, esse tipo de empreendedor é um grande problema social para os países em desenvolvimento, pois não contribui para a evolução da economia como um todo. Dornelas afirma que, muitas vezes, esse empreendedor é uma vítima do modelo capitalista atual, pois não possui acesso a recursos ou à educação necessária para abrir um negócio de forma estruturada.

7. O empreendedor herdeiro (sucessão familiar)


É a pessoa responsável por continuar o legado da sua família com o desafio de multiplicar o patrimônio herdado. Por ter nascido em um berço empreendedor, muitas vezes esse tipo de empresário inicia seu aprendizado muito cedo e acaba por assumir cargos de direção ainda jovem.

Alguns dos representantes desse perfil têm um forte senso de independência, desejando inovar e mudar as regras nas organizações criadas pelos seus pais e avós. Já outros preferem seguir a velha máxima de “em time que está ganhando não se mexe”.

8. O “normal” (planejado)

Organizado, esse perfil “faz a lição de casa” antes de pensar em empreender. Por saber que os empresários bem-sucedidos geralmente são aqueles que valorizam um bom planejamento estratégico, esses homens e mulheres optam por buscar mais conhecimento por meio de cursos de educação empreendedora.

Seu objetivo é alcançar a sustentabilidade financeira do seu negócio e, por isso, busca sempre analisar detalhadamente todos passos do empreendimento, minimizando os riscos e procurando garantir os melhores resultados.

Empreender é uma atividade importante para o futuro econômico de todos os países e, por isso, deve ser encorajada desde os primeiros anos. Se você, assim como o perfil número 8, também deseja obter o conhecimento necessário para minimizar os riscos de uma nova empreitada, conheça os cursos de Pós-Graduação do Senac.

As 9 linguagens de programação mais utilizadas pelo mercado

Steve Jobs, certa vez, afirmou: “Todo mundo deveria aprender a programar um computador… porque isso ensina a pensar”. Polêmicas à parte, é preciso aceitar que o (ainda mais polêmico) fundador da Apple tinha a sua razão.

O fato é que a programação influenciou a formação do mundo como conhecemos hoje e, para o futuro, as coisas parecem continuar a seguir este caminho. Se agora já parece que tudo o que fazemos tem algum tipo de código envolvido, daqui a 5 ou 10 anos essa sensação deve se tornar cada vez mais evidente.

Por isso, se você tem interesse em aprender uma linguagem de programação, mas não sabe muito bem por qual delas deveria optar, não se preocupe. Para facilitar o seu processo de decisão, criamos uma lista com as principais características das linguagens mais importantes para o mercado atual. Confira!

Criada na década de 90 pela Sun Macrosystems, empresa que foi adquirida pela Oracle Corporation em 2009, Java é uma das linguagens de programação mais usadas no mundo. Seu uso é bastante abrangente, desenvolvendo desde softwares empresariais e sistemas web até aplicativos para tablets e smartphones da plataforma Android

Você sabia que quase todos os sites possuem algum código em Javascript? Para entender o porquê, imagine uma casa. O tijolo e o cimento dão a estrutura, a tinta deixa o aspecto visual mais agradável e a energia elétrica faz as coisas funcionarem lá dentro. Nas páginas da web acontece a mesma coisa: enquanto o HTML as estruturam e o CSS as deixam mais “bonitas”, mas é o Javascript que faz tudo funcionar. Seu objetivo é executar scripts do lado do cliente, sem ter a necessidade de passar pela interpretação do servidor.

Outra linguagem bastante popular. É utilizada principalmente para desenvolver sites dinâmicos e softwares, especialmente na parte back-end. É também a base para a construção de páginas como Facebook e WordPress – então, se você planeja se tornar um programador web, essa é uma das linguagens a dominar.

Uma linguagem rápida e poderosa criada na década de 70, cuja aplicação se dá principalmente na formação de softwares para sistemas embarcados. Diferentemente de outras linguagens mais antigas, o C continua bastante ativo no mercado – especialmente no desenvolvimento de sistemas operacionais, aplicativos e games.

Por funcionar como base para outras linguagens, a sua aprendizagem é bastante recomendada para programadores iniciantes – fica a dica! :-)

Inicialmente projetada para complementar a linguagem acima, C++ ganhou adeptos o suficiente para se emancipar, tornando-se uma das melhores linguagens de programação para desenvolvimento de softwares para desktop e jogos que exigem bastante do hardware.

Em dezembro de 2014 foi lançada uma nova versão, chamada informalmente de C++14.

É uma linguagem desenvolvida pela Microsoft que combina características de C e C++. Sua aplicação vai desde serviços e plataformas web a dispositivos móveis que utilizam a plataforma Windows Phone. Portanto, se você pretende desenvolver alguma coisa para Windows 7, 8, 10, etc. vale a pena aprender C#!

Essa é a linguagem principal para a plataforma da Apple, como iOS e OS X. Possui uma programação flexiva orientada a objeto que usa transmissão de mensagens no estilo Smaltalk e C. Com essa linguagem, é possível desenvolver aplicativos para iPhone, o que tem gerado uma grande demanda por profissionais especializados.

Linguagem dinâmica utilizada em sites e aplicativos para sistemas móveis. Foi projetada para ser simples e fácil de programar, portanto é considerada bastante amigável para iniciantes. Desenvolvida no Japão em 1995, sua popularidade aumentou bastante por meio do framework Ruby on Rails, elevando-a para a 11ª posição na lista de linguagens de programação mais populares do mundo, segundo o Índice Tiobe.

Outra linguagem excelente para quem está aprendendo a programar. Utilizada para desenvolver sites e aplicativos para celulares e tablets, é uma linguagem rápida e versátil que promove a integração de sistemas de forma eficaz. Google, Youtube, Pinterest e Netflix são apenas algumas das empresas que utilizam Phyton para desenvolver tarefas críticas do seu dia a dia – nada mal, não é?

Sabemos que a variedade de linguagens pode gerar confusão. Mas, antes de sair desesperado atrás de mais informações, saiba que aprender uma linguagem não é a coisa mais importante para quem está começando. Antes de qualquer coisa, você precisa compreender a lógica por trás da programação, só assim você estará apto a dominar qualquer das opções acima sem grandes dificuldades. Quer uma mãozinha? Conheça os cursos da área de Informação e Comunicação do Senac e adquira o conhecimento necessário para se tornar um programador profissional. No nosso portal você pode fazer uma busca específica por essa área, indicando a cidade em que deseja estudar. :-)

Lugar de mulher é… na programação

Vamos fazer um teste rápido?
Quem você acha que consome mais tecnologia: o homem ou a mulher?

Se você escolheu a segunda opção, parabéns – você sabe mais sobre o comportamento de consumo feminino do que muita gente por aí. De acordo com uma pesquisa realizada pela rede varejista americana Walmart, 63% das compras de produtos como notebooks, celulares, PCs e respectivos acessórios são realizadas por mulheres.

Quer saber outra curiosidade interessante sobre tecnologia e o público feminino? A primeira pessoa a programar para um computador foi uma mulher. O seu nome era Ada Lovelace, uma matemática e escritora britânica nascida em 1815. Contrariando as expectativas de seu pai, o poeta inglês Lord Byron, cujas crenças afirmavam que “as mulheres deveriam se ocupar com os afazeres domésticos”, Ada escreveu o primeiro algoritmo a ser processado por uma máquina, entrando para a história.

Contudo, apesar dessa ligação histórica entre a mulher e o início da Tecnologia da Informação, a participação feminina na área ainda é bastante limitada. Hoje, segundo pesquisas, as mulheres representam apenas 20% do total de trabalhadores do segmento e nas salas de aula dos cursos de Análise e Desenvolvimento de Sistemas e Engenharia da Computação, elas geralmente são a minoria. Mesmo aqui, em Santa Catarina – estado cuja capital é considerada o “Vale do Silício brasileiro” – a tendência permanece a mesma: apenas 24,3% do empreendedorismo tecnológico é representado por mulheres.

Mas nem tudo está perdido. Se você é mulher e deseja aprender a programar ou conhece alguma com esse sonho, saiba que já existem diversas iniciativas que visam incentivar uma mudança cultural significativa neste mercado, como o Technovation Challenge, a Bolsa Toptal para Mulheres Desenvolvedoras e o grupo Anitas.

Conheça um pouco mais sobre cada uma delas abaixo.

1. Technovation Challenge

Fonte: Technovation Challenge Brasil / Reprodução

Um programa global de empreendedorismo e tecnologia voltado para o público feminino. São criados times de meninas com idade de 10 a 18 anos que, junto aos seus mentores, desenvolvem aplicativos para solucionar problemas sociais.

Em 2015, a iniciativa impactou mais de 2.000 meninas em 21 estados brasileiros.

>> Conheça: http://www.technovationchallenge.org/brasil

2. Bolsa Toptal para Mulheres Desenvolvedoras

Iniciativa que busca capacitar e apoiar mulheres que desejam se tornar engenheiras de software profissionais. As mulheres selecionadas receberão uma bolsa de estudos no valor de US$ 5.000 (o equivalente a cerca de R$ 18.500), cursos semanais de capacitação e o acompanhamento de um engenheiro de software sênior da empresa. O objetivo é auxiliar as vencedoras a alcançarem os seus objetivos profissionais com mais facilidade, equilibrando o mercado de trabalho tecnológico como um todo.

>> Conheça: http://www.toptal.com/press-center/toptal-scholarships-for-female-developers

3. Anitas

Foto: Marco Favero / Agência RBS

Localizado em Florianópolis, Anitas é um grupo de mulheres engajadas no empoderamento feminino na área de tecnologia e empreendedorismo. Com foco em contribuir para a igualdade de gênero nas oportunidades profissionais relacionadas ao ramo da ciência da computação, a iniciativa busca fornecer um espaço seguro para mulheres compartilharem conhecimentos, experiências, dúvidas e ideias por meio de workshops, cursos e palestras.

>> Conheça: http://anitas.com.br/

Seja no mundo da tecnologia ou não, a verdade é que as mulheres podem fazer qualquer coisa que elas quiserem. Se você concorda e tem uma boa história de superação para compartilhar com a gente, escreva nos comentários! ;-)

Pós-graduação Senac: mais valor para o seu currículo

Em um mercado cada vez mais exigente, estar qualificado é primordial. Os desafios, que antes eram realidade apenas nas grandes corporações, hoje são frequentes nas pequenas e médias empresas, aumentando assim a demanda por profissionais com cursos de especialização – como pós-graduação e MBA.

No Senac/SC, as especializações têm como objetivo atender as necessidades do mercado e antecipar as tendências. São 18 opções de cursos disponíveis em cinco áreas de atuação: gestão e negócios, informação e comunicação, produção cultural e design, educação, ambiente e saúde. Confira!

GESTÃO E NEGÓCIOS.png

MBA em Gestão Estratégica Corporativa

Idealizado para profissionais que possuem mais de dois anos de experiência na área de gestão, o MBA (Masters of Business Administration) visa capacitar empresários, gerentes e consultores a estabelecer uma visão global da organização. O objetivo é possibilitar o desenvolvimento e a implementação de estratégias competitivas em nível internacional, bem como a identificação de novas tendências de mercado.

Pós-graduação em Controladoria e Gestão Tributária

Possibilita ao aluno o desenvolvimento de competências para analisar e discutir o papel da controladoria nos resultados financeiros das empresas, sistematizar e aprofundar conhecimentos na área de gestão tributária relacionada às práticas fiscais e colaborar para o processo de tomada de decisão empresarial.

Pós-graduação em Estratégias Financeiras e Custos

Promove o conhecimento necessário para o gerenciamento eficaz de estratégias financeiras e a administração de custos de uma empresa, por meio de análise de investimentos, mecanismos de controles internos e elaboração de planejamentos financeiros, visando à otimização dos resultados da organização.

Pós-graduação em Gerenciamento de Projetos

Busca qualificar os participantes para atuação em gerenciamento de projetos segundo as orientações do PMBOK® (Project Management Body of Knowledge) desenvolvidas pelo PMI® (Project Management Institute). Dessa forma, contribui para o sucesso na implementação das suas diretrizes nas organizações para realização de projetos.

Pós-graduação em Gestão Estratégica Empresarial

Voltada para profissionais que desejam desenvolver suas competências na gestão de negócios, adquirindo o conhecimento de ferramentas estratégicas para o sucesso organizacional. O especialista em Gestão Estratégica será capaz de criar, coordenar e sistematizar o planejamento estratégico da empresa, aplicando métodos de análise e construção de cenários por meio do monitoramento do ambiente competitivo.

Pós-graduação em Gestão Estratégica de Pessoas

A especialização visa formar profissionais qualificados para atuar na gestão de políticas estratégicas de pessoas nas organizações, analisando as mudanças ocorridas no contexto mundial e seu reflexo na gestão de pessoas no mercado empresarial.

Pós-graduação em Gestão da Produção e da Qualidade

Busca desenvolver conhecimentos, habilidades e atitudes para gerenciar a produção de uma empresa, elaborando um plano de produção que contemple todas as etapas do sistema produtivo. Isso inclui a análise da viabilidade e dos investimentos necessários, para que o processo ocorra da forma mais segura, lucrativa e eficaz.

Pós-Graduação em Gestão de Processos de Negócio

Pautado nas diretrizes desenvolvidas pelo Guia BPM CBoK, o curso de pós-graduação em Gestão de Processos de Negócio visa tornar profissionais aptos a utilizar as principais técnicas de levantamento, mapeamento, análise, desenho e implantação de processos aliadas às estratégias organizacionais.

Pós-graduação em Logística: Gestão, Tecnologia e Processos

Voltado para profissionais graduados nas áreas de Administração, Engenharia e Logística, o curso capacita o aluno com as ferramentas essenciais para a solução de problemas e tomada de decisão na administração de um negócio, com o objetivo de levar mais eficiência para os processos logísticos empresariais.

Pós-graduação em Marketing Estratégico

Promove o conhecimento necessário para a elaboração, a implantação e o monitoramento do plano estratégico de marketing de uma organização. Seu foco é a valorização dos diferenciais competitivos da empresa e o desenvolvimento de táticas de conquista, relacionamento e fidelização de clientes.INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO.png

Pós-graduação em Governança de Tecnologia da Informação

Tem por objetivo qualificar profissionais de Tecnologia de Informação para o alinhamento das práticas de TI aos negócios, de modo a promover o gerenciamento dos processos de Governança de acordo com os principais padrões e abordagens mundiais – como COBIT, ITIL, CMMi, PMBOK, RUP, BS7799, ISO 20000, BSC, entre outros.

Pós-graduação em Segurança da Informação

Visa capacitar profissionais graduados na área de Tecnologia de Informação a elaborar, implantar, gerenciar, aplicar normas e políticas de segurança aos ativos e sistemas de uma empresa, analisando os riscos e mapeando suas vulnerabilidades para definir estratégias de segurança da informação.PRODUÇÃO CULTURA E DESIGN.png

Pós-graduação em Criação de Moda

Idealizada para profissionais graduados em moda ou que atuam profissionalmente no segmento, a pós-graduação em Criação de Moda possibilita ao aluno o aperfeiçoamento do processo de planejamento e desenvolvimento de coleções de moda. Além disso, considera os aspectos contemporâneos referentes ao negócio e ao posicionamento da marca no mercado.

Pós-graduação em Moda: Gestão e Marketing

Busca formar especialistas na criação, planejamento e gestão de estratégias de marketing e moda tanto no âmbito da indústria do vestuário quanto da indústria têxtil, estimulando propor soluções estratégicas criativas e eficazes para o setor de desenvolvimento de produto e de comunicação da organização.

Pós-graduação em Gestão da Comunicação em Mídias Digitais

Com enfoque nas novas demandas do mercado, a pós-graduação em Gestão da Comunicação em Mídias Digitais busca desenvolver as competências necessárias para a gestão dos processos que envolvem a comunicação em mídias digitais, fornecendo subsídios para a implantação de ações via web e estimulando a criatividade no ambiente organizacional.AMBIENTE E SAÚDE.png

Pós-graduação em Enfermagem em Centro Cirúrgico

Visa capacitar enfermeiros para atuação especializada na gestão da área de Centro Cirúrgico e Recuperação Anestésica, considerando a sistematização da assistência de enfermagem. O curso possui foco no cuidado integral ao ser humano, considerando os desafios atuais da humanização das políticas de saúde.

Pós-graduação em Psicoterapias Cognitivas

Voltada para psicólogos e médicos psiquiatras, a especialização em Psicoterapias Cognitivas contribui para a formação de conhecimento especializado na prevenção ou no tratamento de transtornos mentais. O profissional pós-graduado poderá atuar em atendimentos individuais ou em grupo, auxiliando os pacientes a elevar a qualidade de vida.

EDUCAÇÃO.png

Pós-graduação em Desenvolvimento Cognitivo

Pautada na Teoria da Modificabilidade Cognitiva Estrutural (TMCE), a pós-graduação em Desenvolvimento Cognitivo visa capacitar professores, pedagogos e educadores em geral a auxiliar na correção de funções cognitivas deficientes, proporcionando a adoção de práticas inclusivas no ambiente educacional e empresarial.

Ficou interessado? Inscreva-se na página da Pós-Graduação Senac/SC e receba um atendimento exclusivo da nossa unidade mais próxima a você.

7 aplicativos para quem quer empreender

Precisamos ser sinceros: empreender não é nada fácil. Mas, acredite, assim como quando você aprendeu a andar de bicicleta, as dificuldades do período de aprendizado não se comparam à liberdade de poder seguir o próprio caminho.

No começo, era difícil manter o ritmo das pedaladas sem cair, certo? Por isso, é bem provável que seus pais tenham equipado sua bike com rodinhas laterais, de modo a ajudá-lo a aumentar a sua autoconfiança. Hoje você pode até não precisar mais desse tipo de acessório, mas ele foi essencial para o início do seu treinamento.

Com o empreendedorismo acontece algo muito parecido. Chega um momento que você se encontra frente a uma estrada de difícil acesso, na qual precisará se equipar com os melhores instrumentos disponíveis para conseguir fazer a trajetória com sucesso. Essa é a hora que você poderá contar com a ajuda de alguns aplicativos criados especialmente para facilitar a sua vida – ou melhor, a vida do seu negócio. Confira:

1. Agendor

Disponível em: iOS e Android

Agendor é um aplicativo de CRM (Customer Relationship Management) Online desenvolvido para otimizar e organizar os processos comerciais da sua empresa – algo que você vai precisar bastante se quiser fazer o seu negócio crescer de forma sustentável. Entre as suas principais funções estão: centralizar o cadastro de clientes, controlar entradas e saídas de estoque e analisar o desempenho da equipe de vendas.

2. Evernote

Disponível em: iOS, Windows Phone e Android

Um aplicativo para você coletar, organizar e armazenar o que quiser. Crie notas, guarde links importantes, grave insights, guarde fotos de contratos de clientes e fornecedores… Enfim, reúna as principais informações ligadas ao seu negócio em um banco de dados virtual que pode ser acessado tanto via mobile quanto web. Prático, não?

3. CamCard

Disponível em: iOS, Windows Phone e Android

Toda reunião que se preza inicia com a troca de cartões de visita. Por isso, depois de alguns meses batendo papo com clientes, parceiros e fornecedores, é muito provável que você seja soterrado por um montante de papel.

Com o CamCard você poderá fotografar cada cartão, capturar os seus dados – nome, telefone, empresa, cargo e e-mail – e os organizá-los na agenda do seu smartphone como um novo contato, tornando todo o processo mais simples e eficiente.

4. Endeavor Vídeos

Disponível em: iOS

Todo empreendedor precisa de um chá de inspiração de vez em quando – um estímulo de quem já passou pelas mesmas situações e conseguiu dar a volta por cima. Por que não receber essa ajudinha de alguns dos principais empresários do nosso país?

É exatamente isso que a Endeavor se propôs a fazer. Neste aplicativo você encontra dicas de grandes nomes, como Abílio Diniz (Pão de Açúcar), Luiz Seabra (Natura), Robinson Shiba (China in Box), Beto Sicupira (Inbev), Alexandre Costa (Cacau Show), Roberto Civita (Abril), entre outros, sobre como tocar o seu próprio negócio.

5. Todoist

Disponível em: iOS e Android

Já deu para perceber que a palavra-chave para ser um empreendedor bem sucedido é organização, certo? Dessa forma, não podíamos deixar de sugerir um gerenciador de tarefas para ajudá-lo a coordenar as atividades da sua nova empresa.

Todoist é uma ferramenta que gerencia listas de afazeres e as organiza por data de entrega. Com ela você pode agendar tarefas, delegar projetos e acompanhar o desenvolvimento da sua equipe, tanto online quanto offline. O aplicativo também possui uma versão para desktop e navegador, facilitando ainda mais o controle de todos os processos operacionais do seu negócio.

6. Sunrise

Disponível em: iOS e Android

Sim, nós sabemos que já existem várias ofertas de calendários para smartphones disponíveis no mercado. Mas, para um novo empreendedor, isso pode não ser suficiente para agendar todos os compromissos da semana.

O Sunrise Calendar reúne os eventos e datas importantes do Facebook, Agenda Google, Evernote e Todoist, tudo em um só lugar, o que permite maior controle sobre os seus compromissos pessoais e profissionais. Além disso, o aplicativo também possui a função “Meet”, cuja função é identificar os períodos livres da sua agenda e compartilhá-los com clientes e fornecedores com apenas um clique.

7. Qipu

Disponível em: iOS, Windows Phone e Android

Criado a partir de uma parceria entre Sebrae e Buscapé, o aplicativo se propõe a ajudar microempreendedores individuais (MEIs) a controlarem as obrigações das microempresas, enviando alertas sobre contribuições fiscais, arrecadações e benefícios, além de facilitar o gerenciamento das operações financeiras do seu negócio. Por meio da ferramenta, você também pode lançar receitas e despesas, fotografar comprovantes e emitir notas fiscais.

Além de todas essas ferramentas, você também pode contar com a nossa ajuda. Matricule-se em um de nossos cursos de pós-graduação na área de Gestão e obtenha o conhecimento necessário para comandar a sua própria empresa. Confira também alguns de nossos outros posts sobre o tema. Temos certeza que eles serão muito úteis nessa desafiadora jornada. :-)

Boa sorte e ótimos negócios!

Criatividade: habilidade natural ou fruto de muita prática?

“Procura-se: (insira a sua profissão aqui)”.

Assim começa o anúncio de uma vaga de emprego encontrada nos classificados online. Ao passar os olhos pelas especificações do perfil profissional, você lê uma frase que parece ser a solução para todos os problemas de uma empresa (e quem sabe do mundo): precisa ser criativo.

É bastante comum ouvir pessoas dizerem que não são criativas, afinal, criatividade é algo inato a grandes gênios como Steve Jobs, Andy Warhol ou Michael Jackson. Certo? Errado!

Criatividade não é algo que está no DNA. Para o professor Brad Hokanson, da Universidade de Minnesota, não são algumas ligações moleculares que resultam nas várias nuances da nossa personalidade, mas sim o meio em que vivemos. Ou seja, mesmo que você não tenha nascido em uma família de músicos, artistas, designers ou malabaristas de circo, nada o impede de desenvolver um pensamento mais criativo.

Mas, o que é criatividade?

Criatividade é criar algo novo. Simples assim. Esse “algo” não precisa, necessariamente, ser ligado à arte. Muitas vezes um programador ou gestor financeiro precisa ser bastante criativo para resolver os problemas do dia a dia. Você mesmo, caso tenha seguido um caminho diferente parar ir para casa hoje ou se começou a ler algum livro diferente, já começou a exercitar a sua imaginação.

Ser criativo é ser desafiado. Toda vez que uma pessoa opta por fazer algo diferente, sabendo que pode falhar em vez de seguir a rotina de sempre, ela está desenvolvendo o seu lado imaginativo. Fácil, não é mesmo? Então, chega de desculpas!

Você não precisa mais temer o estigma de “pouco criativo”. Para ajudá-lo a exercitar ainda mais esse novo jeito de pensar, reunimos algumas dicas para estimular seu cérebro. Confira:

Seja curioso!

1. Seja curioso

Busque novos conhecimentos, eles são o alimento da criatividade. Descobertas levam a novas informações e, consequentemente, ideias inéditas. Conheça outros lugares, leia muitos livros (já fizemos uma lista de sugestões aqui, lembra?) e assista a filmes além dos blockbusters que lotam as salas de cinema. Preencha o seu cérebro com referências variadas e, quando você menos esperar, a criatividade entrará em ação.

Ficar sozinho pode ser bem legal

 2. Ficar sozinho pode ser bem legal

Quem nunca teve uma ideia genial na calada da noite? Ou então no chuveiro pela manhã? Acredite, passar um tempo sozinho com os seus pensamentos pode ser tudo o que você precisa para acender a fagulha da criatividade que vive na sua cabeça.

Estar em grupo pode ser bem legal também

 2 e ½. Estar em grupo pode ser bem legal também

Cerque-se de pessoas criativas. Elas sempre têm alguma novidade para mostrar, seja ela uma nova música, um novo livro ou um novo local para o happy hour da semana. Assim como visto na primeira dica, essas pessoas também podem trazer ótimas referências para as suas ideias. E, falando em ideias…

Coloque as ideias no papel

 3. Coloque as ideias no papel

Há um ditado que diz: “a mente mente”. Sabe quando alguém fala alguma coisa e você decide não anotar, pois imagina que vai se lembrar depois? Então, quantas vezes você conseguiu se lembrar da informação de fato? O cérebro prega peças, portanto sempre escreva seus pensamentos, mesmo que não sejam tão criativos assim. Um dia eles poderão servir como inspiração para alguma coisa.

Pare de se importar com a opinião dos outros

4. Pare de se importar com a opinião alheia

A opinião mais importante – senão a única que deve ser levada em consideração – é a sua. Quantas vezes, quando criança, você ouviu que algo deveria ser feito de determinada forma? Que o sol tem que ser amarelo, o céu azul e a grama verde? Parece bobo, mas essas pequenas interferências podem ter influenciado a sua forma de ver o mundo, limitando o seu pensamento criativo. Contudo, veja pelo lado positivo: agora que você é um adulto consciente, ninguém pode acabar com a sua criatividade. Por isso, valorize suas ideias, por mais loucas que elas possam parecer.

Seja você mesmo

5. Seja você mesmo, sempre!

Não existe criatividade sem originalidade. Você é livre para se inspirar em todas as referências do mundo, mas jamais para copiar. Seja honesto consigo mesmo, a melhor fonte criativa de todas existe dentro de você.

O cérebro é um músculo que precisa de constante exercício para permanecer saudável. Por que não começar agora?

E, você? Tem alguma outra sugestão para exercitar a criatividade? Conte pra gente!

Profissionais graduados em finanças atuam com informações estratégicas para tomada de decisão

Finanças é um assunto que interessa a empresas de todos os portes e segmentos. Em momentos desfavoráveis, o foco são cortes de custos. Já em períodos oportunos, o planejamento financeiro é direcionado para investimentos. Pela sua complexidade e função estratégica para as organizações, a equipe da área de finanças costuma ser escolhida de forma criteriosa, com profissionais que apresentam qualificação específica e mostram habilidades em questões como percepção de futuro, análise de riscos e racionalização de gastos.

O primeiro passo para quem deseja atuar com finanças é desenvolver as competências exigidas pelo mercado de trabalho. Com esse objetivo, o Senac oferta em Santa Catarina o curso superior de Tecnologia em Gestão Financeira. O profissional que finaliza essa graduação está habilitado para gerir recursos financeiros e aplicar métodos e técnicas econômico-financeiras, a partir de uma visão abrangente do contexto, com a finalidade de maximizar as riquezas da organização.

Durante o curso, são explorados assuntos como planejamento e captação de recursos financeiros para viabilização de projetos e investimentos; análise de demonstrações financeiras e estudo de viabilidade em diferentes cenários e ambientes organizacionais; gerenciamento de informação econômico-financeira, viabilizando a tomada de decisão. Junto aos conhecimentos e habilidades trabalhados na graduação, também é necessário se manter atualizado sobre a situação da economia brasileira e mundial, além de entender produtos e serviços do mercado financeiro.

Depois de formado, o Tecnólogo em Gestão Financeira pode atuar em locais como departamentos financeiros de empresas, bancos, instituições de crédito e organizações do terceiro setor. Também é possível trabalhar como autônomo, oferecendo consultoria na área. De acordo com dados do Ministério do Trabalho, mais de 19 mil gerentes administrativos, financeiros e de riscos atuavam registrados em 2014, com salário médio mensal de R$3.259,67.

Os interessados no curso superior de Tecnologia em Gestão Financeira podem fazer sua inscrição no vestibular Senac 2016 neste link e optar por fazer uma redação ou concorrer pela nota na redação do ENEM.

Formação superior em gastronomia desenvolve competências de produção, gestão e serviços

Se tem algo com o poder de reunir as pessoas e fazê-las curtir um bom momento de confraternização, é a comida. Mais do que uma necessidade básica, a gastronomia pode proporcionar experiências marcantes e fazer parte de mudanças de vida. Nos bastidores desse universo complexo, são necessários profissionais com gosto por servir e agradar as pessoas, atendendo a diferentes paladares por meio de técnicas apuradas e conhecimento nutricional.

O dia a dia de uma cozinha profissional envolve exigências em detalhes e ritmo acelerado. Por isso, quem deseja atuar na área precisa estar habilitado para trabalhar de acordo com as demandas do mercado na área, que disponibiliza ampla oportunidades de trabalho. O curso superior de Tecnologia em Gastronomia, oferecido pelo Senac em Santa Catarina, qualifica o profissional a partir de uma visão abrangente dos processos gastronômicos, o que inclui técnicas de produção, gestão, pesquisa e serviços de restaurante.

Durante o curso, que tem duração de dois anos e meio, o aluno desenvolve competências para executar e controlar produções gastronômicas, conforme normas de higiene e segurança alimentar; planejar e elaborar diferentes tipos de cardápios, observando características como sazonalidade e regionalidade; trabalhar em equipe e coordenar atividades; demonstrar visão sistêmica de processos que envolvem os segmentos de gastronomia.

Depois de formado, o Tecnólogo em Gastronomia pode se especializar em uma gastronomia específica, abrir o próprio negócio ou buscar inserção em estabelecimentos que necessitam de serviços na área, como restaurantes bares, hotéis, bufês, consultorias, eventos, hospitais, entre outros. A carreira para se tornar um chef de cozinha é longa, com desafios e aprendizado. Mas, com muita dedicação e prazer pela cozinha, é só uma questão de tempo para ter o nome como referência em gastronomia.

Os interessados na área podem fazer sua inscrição no vestibular Senac 2016 através deste link.  e optar por fazer uma redação ou concorrer pela nota na redação do ENEM a uma vaga no curso superior de Tecnologia em Gastronomia na Faculdade Senac em Blumenau.

Confira também:

Gastronomia online: 4 canais para aprender a cozinhar
Vestibular 2016: Venha para a Faculdade Senac