Tag: empreendedorismo

Descubra o que é a técnica Pomodoro e como ela pode ajudar no dia a dia

A técnica Pomodoro é ótima para quem tem dificuldades para se concentrar ao realizar determinada tarefa, ou até mesmo, para aqueles que não conseguem se organizar. Criada por Francesco Cirillo nos anos 1980, o método é bem fácil de ser usado e leva esse nome por causa do timer de cozinha, que tem muitas vezes o formato de um tomate.

Cirillo desenvolveu a técnica porque estava preocupado com sua forma de estudo um tanto quanto bagunçada e se propôs a focar totalmente em seu objetivo durante 10 minutos. Para isso, ele procurou algo que pudesse alertá-lo com relação ao tempo e achou um cronômetro de cozinha no formato de um tomate – pomodoro em italiano.

A partir desta técnica é possível focar melhor nas tarefas, evitando distrações e descobrir em quais atividades você é menos produtivo. Desta forma você poderá desenvolver estes pontos e superá-los.

Para usar o método no dia a dia é preciso seguir os passos abaixo:

1 – Escolha a tarefa que precisa ser executada;
2 – Ajuste o alarme para 25 minutos = 1 pomodoro;
3 – Foque na tarefa até o alarme tocar, depois disso, registre-a com um “x”;
4 – Faça uma pausa de 5 minutos;
5 – A cada “4 pomodoros” ou 4 tempos de 25min, faça uma pausa de 15 a 30 minutos.

Viu como é fácil? Lembre-se que planejar, controlar o tempo, registrar e visualizar os resultados são fundamentais para a técnica dar certo. Priorize as tarefas que devem ser feitas naquele dia, assim você consegue evitar distrações e resolver pendências de uma forma mais rápida e sem interrupções.

Se você não quer usar o despertador ou um timer, este site www.tomato.es também faz a mesma função. ;)

Confira 10 softwares gratuitos e livres que podem ajudar empreendedores

Na maioria dos casos, os donos de grandes ou pequenas empresas têm que pagar por programas de computador usados no trabalho. Mas, se você quer economizar e continuar a trabalhar com qualidade, há alguns softwares livres e gratuitos disponíveis na web. Confira 10 deles:

GIMPshop: este programa é utilizado para edição de fotos. O GIMPshop possui filtros, além de ferramentas para inserir texto e criar camadas.

Inkscape: permite a criação e edição de arquivos gráficos e possibilita o trabalho com ilustrações.

Openoffice.org: este software está disponível em português e é usado para redigir documentos, criar planilhas e apresentações em slides.

MediaCoder: é usado para converter arquivos de mídia de um determinado formato para outro.

Audacity: precisa editar arquivos de áudio? O Audacity é um software que você pode cortar, mixar e remover ruídos, por exemplo, de arquivos em WAV, AIFF, MP3 e outros.

ClamWin Free Antivirus: este é um antivírus leve, que oferece diversas funcionalidades , assim como os demais e consome pouca memória RAM. Com ele você pode agendar limpezas e, caso o programa encontre algum vírus, pode alertá-lo por e-mail.

Xobni: se você recebe muitos e-mails, o Xobni irá ajudar na organização deles. Ele é eficiente para o Outlook e serve para encontrar informações sobre contatos, e-mails enviados e perfis em redes sociais.

Dropbox: este programa permite que os arquivos sejam compartilhados entre diferentes computadores. A opção gratuita conta com 2 GB de espaço para compartilhar ou sincronizar arquivos entre os usuários.

7-Zip: este software é indicado para aqueles que precisam compactar grandes arquivos.

K-Meleon: navegador livre, feito de usuário para usuário.

Plano de negócios: faça o download de um roteiro e utilize na sua empresa

Quer entrar no mundo do empreendedorismo? Criar um plano de negócios é fundamental para tirar a sua ideia do papel. É a partir desse documento que um empreendedor define todo o planejamento de sua empresa, como os objetivos e o passo a passo de como alcançá-los.

O plano é importante para transformar uma oportunidade de negócio em um projeto concreto e, também, para identificar erros e evitar que eles sejam cometidos dentro do mercado. O documento ajuda a identificar os pontos fortes e fracos do seu negócio e a descobrir se sua ideia realmente é possível.

A orientadora do Senac em Santa Catarina Silvana Toriani explica que o plano de negócios não tem a obrigação de tornar o projeto viável, mas serve para mostrar a realidade ao empreendedor. Ainda que a ideia não seja possível, o resultado acaba sendo positivo, já que dessa forma se evita a perda de tempo e dinheiro.

Ainda segundo a orientadora, como as oportunidades e os desafios são muitos, deve-se planejar antes de fazer escolhas. “Os sonhos podem ser do tamanho que imaginamos, mas a execução do sonho precisa ter o tamanho da nossa capacidade de implementação e execução.”

Não há um plano de negócios específico para ser seguido. Cada empresa possui um modelo de acordo com suas características, mas é importante começar planejando quais são as atividades que devem ser desenvolvidas, os prazos e as metas.

Se você ficou interessado e quer fazer um plano para a sua empresa, disponibilizamos um roteiro que explica o passo a passo de cada item que compõe o documento. Faça o download e coloque suas ideias em prática!

Startups de tecnologia em plena ascensão

O mercado de tecnologia da informação está bastante aquecido, e, com frequência, são publicadas notícias sobre o surgimento de novos produtos e softwares.  A área é uma boa opção para empreendedores iniciantes e tem sido explorada para criação de startups – empresas com origem em pesquisas de produtos, processos ou serviços inovadores. Geralmente, são encabeçadas por jovens, que estão concluindo cursos superiores em que desenvolveram pesquisas com potencial de execução.

As startups podem ser das mais variadas áreas, mas possuem características semelhantes. De acordo com Francisco Moredo, orientador de cursos superiores do Senac em Santa Catarina, essas empresas têm estrutura pequena e poucos recursos, com trabalho essencialmente técnico e focado em um projeto que se destaca pela inovação. A trajetória de uma startup é dividida em fases, e segue até que o negócio seja consolidado no mercado, tornando-se autossustentável.

O início da vida de uma startup pode ser complicado, assim como de muitas empresas. Francisco destaca que, em um primeiro momento, existe dificuldade em obter capital para investimento no projeto, então é comum buscar apoio familiar para desenvolver o protótipo. Os empreendedores também podem contar com políticas de fomento estaduais e federais e os chamados investidores-anjo. Além disso, existem as incubadoras: condomínios, virtuais ou físicos, que recebem startups e disponibilizam infraestrutura tecnológica e suporte de gestão.

A área tecnológica se destaca na criação de startups por causa da quantidade de projetos inovadores desenvolvidos e pelo estímulo a empreendedores especializados em profissões do ramo, como ciência da computação e engenharia de software. Para que as empresas sejam viabilizadas, uma questão é imprescindível: aliar qualidade técnica a uma gestão eficiente. Muitas empresas de sucesso na área de tecnologia iniciaram como startups: é o caso do Facebook e do Twitter, por exemplo.

Confira uma lista de livros voltados a quem deseja empreender

Empreender é o sonho de muitos profissionais, mas nem sempre é fácil começar. Algumas vezes falta coragem, em outras é necessário buscar mais informações. Mas diversas questões podem ser esclarecidas a partir de bons livros. É muito comum que empresários de sucesso tenham autores que inspiraram suas carreiras.

Se você deseja investir no próprio negócio, confira abaixo sugestões de leituras interessantes para a área:

“De Onde Vêm as Boas Ideias”, de Steven Johnson

Para o autor, grandes ideias surgem em ambientes propícios e não resultam apenas de talentos individuais. No livro, ele explica quais são as características desses ambientes e quais processos estimulam a criatividade.

A Startup Enxuta”, de Eric Ries

Este livro indica o passo a passo de uma metodologia para criação de uma startup. Seguindo as dicas de Eric Ries, o empreendedor reduz as chances de fracasso do seu empreendimento.

“O maior vendedor do mundo”, de Og Mandino

Escrito em 1968 e considerado um dos grandes best sellers de todos os tempos, esse livro é indicado para quem busca motivação. A história conta como Hafid, um pobre guardador de camelos, consegue alcançar a riqueza.

“Pioneiros e Empreendedores: A Saga do Desenvolvimento no Brasil”, de Jacques Marcovitch

Quer conhecer casos de sucesso no empresariado brasileiro? Então procure por esse livro escrito por Jacques Marcovitch. São descritos histórias de nomes como Francisco Matarazzo, Ramos de Azevedo, Jorge Street, Julio Mesquita, família Prado, entre outros.

“Satisfação Garantida”, de Tony Hsieh

A  gigante americana Zappos é reconhecida, atualmente, como a empresa que tem o melhor relacionamento com o cliente do mundo. Conheça nesse livro a história de Tony Hsieh na construção dessa rede de sucesso.

“A Menina do Vale – Como o Empreendedorismo Pode Mudar Sua Vida”, de Bel Pesce

Conhecida como “menina do Vale”, Bel Pesce conta nesse livro como tem sido a sua trajetória como empreendedora e cita diversos cases de sucesso. Para ela, empreender é colocar a mão na massa e ter sempre como foco a busca de conhecimentos sobre como se constrói uma empresa.

Método Canvas – faça o download para analisar modelos de negócios

Se você planeja empreender, provavelmente já ouviu falar que precisará adotar um modelo de negócios. É uma ferramenta estratégica que possibilita compreender o mercado em que a empresa se encontra e, dessa forma, conceber um negócio mais atrativo e sólido. A orientadora do Senac em Santa Catarina Maria Augusta Orofino sugere a utilização de um método em que seja possível visualizar os principais pontos de intersecção de uma empresa, possibilitando avaliar qual o modelo mais adequado.

Nessa perspectiva, o empreendedor tem a opção de utilizar o Canvas (Business Model Canvas), metodologia descrita por Alexander Osterwalder para facilitar a criação e análise de modelos de negócios. No Canvas, é utilizada uma tabela dividida em 9 blocos, em que o empresário descreve os principais aspectos da empresa – parceiros-chave, atividades-chave, recursos-chave, proposta de valor, relacionamento com os clientes, canais e segmento de clientes. De acordo com Maria Augusta, o método traz a vantagem de identificar erros de forma ágil e, dessa forma, construir uma empresa inovadora e sustentável.

Para quem ficou interessado em utilizar o método Canvas, disponibilizamos a tabela para download. Sugerimos a impressão em tamanho A3 para melhor visualização e o preenchimento a partir das perguntas colocadas em cada bloco.

O que é melhor: franquia ou negócio novo?

Muitas pessoas, em determinado ponto da carreira, optam por não mais trabalhar como funcionários e investem suas economias em um negócio próprio. Dentro de sua área de atuação, ou não, os empreendedores precisam, antes de tudo, analisar e decidir por um modelo de operação: franquia ou empresa nova. Existem muitas diferenças entre as duas categorias e o investidor precisa saber quais são para ter segurança no planejamento da empresa. Confira abaixo algumas diferenças entre franquia e negócio novo e veja o que se encaixa melhor em seu perfil.

Marca

Franquia: quando você se torna franqueado de uma marca, automaticamente recebe o direito de utilização da imagem e do nome da empresa. A identificação visual do logo e slogan facilitam a identificação do público.

Negócio novo: é preciso pesquisar nomes que se encaixem com seu tipo de negócio. Depois disso, é necessário registrar a marca, processo que pode demorar e trazer decepção, pois é possível que o nome que você escolheu já exista no registro de marcas. Para isso, vale uma pesquisa aprofundada de local, público-alvo e modelo de negócio.

Treinamento

Franquia: o treinamento de equipe e gestão do negócio fica a cargo da empresa franqueadora. Você pode começar de imediato a gerir sua equipe com a experiência passada pela empresa franqueadora.

Negócio novo: a administração e o modelo de gestão ficam por conta do dono do negócio, que pode ou não, ter experiência nesta área. O treinamento de colaboradores e também se dará através dos conhecimentos do novo gestor.

Publicidade

Franquia: você deve usar as peças desenvolvidas pela empresa franqueadora. O franqueado recebe os materiais de divulgação prontos e usa de acordo com a exigência de layout da loja. Geralmente o franqueado recebe orientações sobre a disposição e uso dos materiais no ponto de venda.

Negócio novo: o dono da marca é responsável pela criação da marca e material de divulgação, arcando com os custos de produção, periodicidade e seleção dos canais de comunicação. A vantagem é que o material pode ser feito de acordo com as preferências do empresário.

Ponto comercial

Franquia: precisa da aprovação do franqueador, que pode determinar qual a localização adequada para a loja, especificar os ambientes de operação e vendas;

Negócio novo: está livre para escolher o local de abertura. O empreendedor precisa estar atento a questões como público-alvo, circulação de pessoas e concorrência para escolher o lugar de sua loja.

Investimento

Franquia: o franqueado paga algumas taxas para ter direito ao uso da marca. Ao optar pela franquia, o empreendedor também opta pela expertise e know how da franqueadora, e arca com os custos desse conhecimento. Entre os valores envolvidos no franqueamento estão a taxa de franquia, instalação, capital de giro, royalties e taxa de publicidade, que variam de acordo com cada marca.

Negócio novo: o empreendedor arca com todos os custos, desde a criação da marca, treinamento, impressão de materiais, montagem de visual merchandising, etc. Nesse caso o empresário não paga taxas fixas como na franquia, com liberdade para criar novos produtos e fazer promoções de acordo com as exigências de seu mercado.

Moda: gestão e marketing para empreender melhor

O mercado de moda está consolidado no Brasil. Grandes estilistas levam o nome do país às mais importantes passarelas do mundo criando uma identidade nacional para o que é produzido por aqui. Mas enquanto os nomes consagrados gerenciam suas marcas mundo a fora, todos os dias, dentro do Brasil, profissionais de moda buscam seu lugar ao sol criando peças autorais e administrando seu próprio negócio muitas vezes com pouca ou nenhuma orientação.

Já foi o tempo em que a moda precisava apenas de criadores. Para ter sucesso em um empreendimento nesse ramo, além de criatividade, é necessário ter conhecimentos sobre gestão, marketing, administração e gerenciamento de equipes. Em Santa Catarina,os cursos de moda são voltados, em sua maioria, para o desenvolvimento do produto de moda, com pequeno foco em gestão. De acordo com a orientadora do curso de pós-graduação em Moda: gestão e marketing do Senac, Jacqueline Keller, entender sobre gestão é fundamental para os negócios de uma forma geral, mas para a moda, é extremamente importante. “A indústria têxtil é composta por um número grande de micros e pequenos negócios e inúmeros jovens empreendedores, que precisam dominar os processos de gestão que vão desde o planejamento estratégico até a seleção de equipe para atuar junto às mesmas, dentre outros sistemas e processos que devem ser conhecidos”, explica.

Nem sempre os estudantes que buscam o curso de graduação em moda tem a intenção de trabalhar diretamente na área de criação. Entender todas as etapas que envolvem o desenvolvimento de um produto é fundamental para gerenciar com precisão um negócio ligado a indústria de moda, seja dedicado à área de marketing, compras, criação, negociação, etc. No curso de pós-graduação oferecido pelo Senac, o objetivo é ensinar aos profissionais o uso de ferramentas de gestão e marketing para alavancar seus negócios ou os setores onde atuam. Conhecimento para empreender melhor é fundamental.

Empreendedores do Brasil: educação faz diferença

Se você é inovador, perspicaz, criativo, tem persistência e foco nos seus objetivos, tem um grande potencial empreendedor. A vontade de ter o próprio negócio e a capacidade de identificar oportunidades no mercado são essenciais para quem deseja investir em nichos específicos e ser o próprio patrão. De acordo com a pesquisa “Empreendedores brasileiros: perfis e percepções”, realizada pela Endeavor Brasil em parceria com o Ibope neste ano, aproximadamente 88% da população acredita que “empreendedores são geradores de empregos” e 74% diz que “o empreendedorismo é a base de criação de riqueza, beneficia a todos nós”.

A pesquisa aponta ainda que os empreendedores representam 28% da população brasileira entre 16 e 64 anos. Ao projetar esse percentual sobre a população urbana recenseada em 2010, é possível concluir que atualmente há cerca de 30 milhões de brasileiros que encararam o desafio de gerir o próprio negócio. Como homenagem a esses profissionais, no último dia 5 de outubro foi comemorado o Dia do Empreendedor. A data foi instituída em 1999, quando foi criado o primeiro Estatuto Nacional da Microempresa e Empresa de Pequeno Porte e também o Simples Nacional.

O levantamento da Endeavor Brasil revela outro dado interessante sobre os empreendedores brasileiros, focado especificamente no grau de escolaridade – 11% dos empreendedores cursou até o ensino superior, 35% até o ensino médio e 46% somente até o ensino fundamental. Os empresários que possuem maior nível de escolaridade são os mais bem-sucedidos e mantêm empresas com funcionários. Esse panorama reforça a importância da educação empreendedora no currículo das instituições de ensino, e ressalta o quanto os empreendedores são fundamentais para a geração de riqueza, emprego e renda no país.

Clique aqui para conferir a pesquisa completa.

Histórias inspiradoras: lições da vida real nos cinemas

O que você espera quando assiste a um filme? Diversão, medo, drama ou uma história bacana que possa inspirar você? O cinema pode proporcionar diversas sensações para seus espectadores: estimular reflexões a respeito da vida, trazer a tona memórias de infância e também transformar a maneira como você se relaciona com as pessoas.

Nas bibliotecas do Senac em Santa Catarina, você encontra diversos títulos que podem ser inspiradores para sua carreira acadêmica e profissional. Selecionamos algumas produções que contam histórias reais de profissionais e personalidades famosas que transformaram a realidade a sua volta. Três dos títulos abaixo você encontra nas bibliotecas do Senac. Confira!

1. O Diabo veste Prada – disponível nas bibliotecas do Senac. O filme conta a história de Andy Sachs, uma jornalista recém formada que vai para Nova Iorque em busca de emprego. Mesmo sem nunca ter ouvido falar na badalada revista de moda Runway Magazine, consegue uma entrevista e o cargo, ao lado da editora. Trabalhando com a obcecada Miranda Priestly, Andy transforma sua vida em função de seu trabalho.

2. Coco antes de Chanel: A película conta a história de Coco Chanel, fundadora da poderosa grife Chanel, que se tornou uma referência no quesito elegância feminina. A estilista revolucionou a moda de seu tempo, abolindo os espartilhos e adereços exagerados típicos da época e passando a incluir na indumentária feminina peças do vestuário masculino.

3. Antes do anoitecer: A história do escritor cubano Reynaldo Arenas é retratada neste filme. O longa conta a vida de Arenas desde a infância pobre até o exílio em Nova York, passando pelo horror e preconceito sofrido ainda em Cuba, pelo fato de ser homossexual. Clique aqui para ver o trailer. 

4. O discurso do Rei – disponível na bibliotecas do Senac: Falar em público é difícil para muitas pessoas, mas em alguns casos é impossível fugir dessa tarefa. É o que acontece com o Rei George, que mesmo sendo gago, se vê obrigado a falar para os súditos, após seu irmão abdicar ao trono.

5. O homem que mudou o jogo – disponível nas biblioteca do Senac: Este filme mostra que é possível superar obstáculos, mesmo financeiros, com criatividade. O gerente de um time de baseball com a folha de pagamento limitada, desenvolve, junto aseu assistente, um sofisticado sistema de estatíscas para a equipe. Com isso, eles passam a integrar o rol dos principais times do esporte nos anos 80. Brad Pitt faz parte do elenco.

Contabilidade para não contadores

A contabilidade é essencial para uma empresa. Seja em um pequeno negócio local ou uma multinacional global, a correta gestão desse serviço proporciona aos empreendedores tranquilidade para que o trabalho seja desenvolvido com sucesso. Ter conhecimento sobre esse assunto e saber a maneira como funciona pode ser decisivo na gestão dos negócios. Ao entender sobre todos os aspectos que a contabilidade envolve, é possível traçar um  planejamento de equilíbrio entre receitas e despesas, evitando transtornos ligados aos planos econômico e financeiro.

Para o público em geral que deseja saber mais sobre contabilidade e agregar conhecimentos de finanças à sua vida, o Senac oferece o curso de Contabilidade Para Não Contadores. O objetivo do curso é desenvolver os participantes na aplicação dos princípios de contabilidade e na interpretação das operações contábeis e financeiras. Essa é uma ótima oportunidade para quem, futuramente, pretende investir na profissão ou para empresários que desejam conhecer melhor essa importante área para administração dos recursos da empresa.

Com o curso, que tem carga horária de 28h, os alunos terão uma noção básica de contabilidade, conhecendo conceitos como ativo e passivo, balanço patrimonial e demonstrações contábeis. Os conhecimentos adquiridos na capacitação será possível apurar a situação de uma empresa a partir de análise crítica, realizada após o cálculo dos indicadores de desempenho contábil e financeiro. Se você tem uma pequena empresa e ainda fica confuso com os números que o contador apresenta, essa é a chance para você entender os detalhes financeiros básicos de seu próprio negócio, e assim, fazê-lo crescer ainda mais.