Tag: dicas

Seja um empreendedor digital

Comodidade, variedade, preço competitivo e condições de pagamento. Esses são alguns dos motivos que fazem o comércio via internet cada vez mais popular na vida dos brasileiros. A facilidade de encontrar tudo o que se deseja ao alcance de um clique faz com que diariamente diversas lojas on line sejam criadas, vendendo todo tipo de produto e serviço.

Apesar de aparentemente simples, abrir um negócio na web necessita de alguns cuidados. Os empreendedores digitais muitas vezes ficam barrados em burocracias que envolvem licenças e alvarás de funcionamento, tal qual uma loja física. Quem está disposto a entrar nesse mercado precisa  lidar com riscos e estar ciente de que um bom planejamento é fundamental. O e-commerce (comércio eletrônico) está em pleno crescimento e a tendência é de que aumente nos próximos anos.

Se você tem uma ideia inovadora para empreender e não tem muito dinheiro para investir, a internet é o caminho mais indicado. Então, fique ligado nas dicas que a revista Você S.A. selecionou para evitar armadilhas no comércio on line.

1. Trâmites burocráticos

Tirar uma empresa do papel leva tempo. Você deve considerar todos os mecanismos legais para a criação de um empreendimento digital e se preparar financeiramente para os meses anteriores à inauguração do negócio.

2. Pequenos passos

Seja realista e invista em infraestrutura de acordo com a necessidade da empresa. Dê um passo de cada vez e de acordo com o que você tenha condições de bancar.

3. Dedicação exclusiva

Muitas pessoas abrem empresas enquanto ainda estão empregadas. Apesar de ser possível, o desgaste é muito grande e há risco de o novo negócio demorar a engrenar.

4. Área de competência

Você não é um especialista em tudo. Procure cercar-se de pessoas que tenham conhecimentos diferentes dos seus e que possa somar ao novo negócio.

5. Seja Paciente

É necessária muita coragem para encarar um desafio na internet. É um mercado relativamente novo, do qual ainda não há dados suficientes para saber o que dá certo e o que não dá.

6. Erre para aprender

Como tudo na vida, abrir um negócio virtual é um grande aprendizado. Não tenha medo de errar.

Fonte: Você S.A.

Você se deixa dominar pela ansiedade?

Qual a influência da ansiedade na sua vida? Ela não é considerada um problema pelos especialistas, mas sim uma reação normal do organismo. Em algumas pessoas esse pode ser um problema crônico, que origina transtornos psicológicos como síndrome do pânico, fobia social, transtorno obsessivo compulsivo e até depressão. Felizmente, para a maioria da população a ansiedade não tem resultados patológicos, é apenas um sentimento que antecede algum acontecimento especial.

Os sintomas vão desde sudorese exagerada, tremores, dor de barriga, palpitações, tensão muscular e, nos casos mais graves, falta de ar. Mas calma, não há motivo para ficar ansioso agora pensando que você pode desenvolver uma doença por causa disso! Algumas atitudes conscientes e alimentos podem te ajudar a evitar os sintomas e proporcionar uma vida com mais qualidade e mais tranquila.

1. Pare de reclamar. Em um mundo de chefes malas, vizinhos mal-educados e despesas infinitas, não faltam motivos para reclamar, mas passar a semana resmungando só fará você se sentir pior. Pesquisas mostram que 10 minutos de reclamações turbinam a produção de cortisol, o hormônio que causa estresse no organismo, deixando-nos mais irritadiços.

2. Coma amêndoas ou castanhas de caju. Essas oleaginosas contêm magnésio, mineral importante para o bom funcionamento do corpo. Não gosta de nenhuma das duas? Então, asse uma batata e tempere com sal, o efeito é o mesmo. Chamado de “mineral relaxante”, o magnésio acaba com o estresse.

3. Feche o dia com seu vinho preferido – se você for maior de idade. Uma taça ajudará você a se soltar rapidinho depois de toda a correria com a casa, as crianças e o trabalho. Álcool contém betaendorfina, um neurotransmissor que aumenta a sensação de bem-estar. Mas nada de exagero, o álcool em excesso pode causar depressão.

4. Respire fundo. Você talvez tenha percebido que quando o seu corpo está tenso isso influencia a maneira como você respira. O inverso também e verdadeiro: focar na sua respiração é uma técnica comum e eficiente para acalmar os nervos. Deixe a sua respiração e o seu pensamento alinhados, escute os movimentos da sua respiração e isso vai ajudá-lo a se acalmar.

5. Não deixe que as suas preocupações dominem sua vida. Pode parecer difícil fazer isso, mas você não pode deixar as suas ansiedades tomarem conta de quem você é e da maneira como vive. Saiba como separar as coisas importantes do que é desnecessário e, mais que isso, decida pelo que vale a pena se preocupar. Tomando esse tipo de atitude você será capaz de fazer melhores decisões na sua vida e manter a ansiedade longe.

6. Reconheça as verdadeiras emergências. Quando você é uma pessoa ansiosa, qualquer tarefa pode parecer uma emergência, o que coloca você para trabalhar com ainda mais preocupações. Esqueça esse tipo de pensamento e foque-se no que é urgente de verdade, só assim você aprenderá a se manter calmo quando tiver de priorizar alguma coisa.

Fonte: Universia e M de Mulher

Estou formado, e agora?

Quem concluiu um curso de graduação sabe que vários questionamentos vem à tona quando finalmente o diploma está em mãos. Fica a dúvida sobre onde trabalhar, como procurar um emprego, qual área seguir, etc. A responsabilidade que o conhecimento traz e a pressão por uma colocação profissional podem tornar as coisas ainda mais complicadas. Mas com organização e algumas dicas esse período pode ser um pouco menos turbulento.

Confira as dicas!

1. A iniciativa é sua. O primeiro passo deve ser seu. Muitas pessoas falam que é necessário esperar as oportunidades, mas a verdade é que a responsável por encontrá-las, e muitas vezes criá-las, é você.

2. Seja seu próprio representante. Ninguém sabe quem você é, o que fez, quais são suas habilidades e por que você seria a pessoa certa para a empresa. As únicas informações que os recrutadores sabem são aquelas colocadas em seu currículo. Por isso, muita atenção aos detalhes e informações.

3. Vai dar tudo certo. Mesmo com toda a ansiedade que essa fase pode trazer é importante que você não tenha uma visão fechada sobre as circunstâncias a sua volta ou pense que esses problemas só acontecem com você. Entenda que mesmo que você sinta todas as portas fechadas, cada erro e dificuldade contribuem com o seu desenvolvimento e amadurecimento.

4. Não aceite o não das pessoas como a resposta definitiva. Insista, mostre seu esforço, força de vontade e determinação. Eles podem falar mais alto do que qualquer currículo.

5. Converse com todo mundo. Talvez você esteja acostumado a conversar apenas com seu grupinho de amigos na faculdade, mas se está atrás de oportunidades essa é a postura errada. Não importa quem sejam as pessoas, converse com todas. Elas podem, de forma inconsciente, dar ideias e servir de inspiração para os próximos passos que você irá tomar.

6. Faça alguma coisa. Se você percebe que as coisas não estão evoluindo, não espere em casa para que sua vida de recém-formado vá para frente. Seja voluntário, faça um intercâmbio ou curso e mantenha-se ativo.

7. Não se compare com os outros. Assim como as personalidades são diferentes, os caminhos das pessoas também. Só porque o bagunceiro da classe está em uma multinacional não quer dizer que você deve jogar tudo para o alto e mudar de profissão.

8. NUNCA desista. Não importa por quantos problemas você esteja passando, sejam eles profissionais ou pessoais, não desista jamais. O tempo passa, as situações mudam e novas oportunidades aparecem todos os dias para transformar o cenário a sua frente e ao seu redor.

Fonte: Universia Brasil

Você tem pensamento de empreendedor?

É como diz a imagem aí em cima, o emprego dos seus sonhos não existe, você precisa criá-lo. Para quem tem o espírito empreendedor é fácil pensar dessa maneira, mas para aqueles que não nasceram com essa iniciativa, e se veem obrigados a assumir negócios de família, há algumas habilidades indispensáveis para disciplinar o pensamento. Ron Burley, colunista da Revista Inc, listou três delas que são diferenciais competitivos importantes na hora de administrar o seu negócio.

Perseverança

Quando se vê um futuro incerto à frente é normal ter medo. Existem algumas pessoas, que, quando se veem diante daquilo que é duvidoso, escolhem não fazer nada. Nos negócios, perseverança significa olhar sempre em frente, dando um passo de cada vez e enfrentando as dificuldades conforme elas aparecem. Muitas pessoas fracassam durante esse percurso porque desistem logo no primeiro obstáculo. “Toda grande história de empreendedorismo conta com pelo menos um episódio em que a pessoa precisou ser perseverante para superar um desafio”, diz Burley.

Dica: Todos os dias faça pelo menos uma coisa que te coloque mais perto do seu objetivo. Se conseguir cumprir isso, no final do ano, você terá dado quase 400 passos em direção ao seu destino.

Respeito

Existem muitas ideias de negócios que podem ser mudadas ou melhoradas. Mas isso não significa que todas sejam assim. “A roda já foi inventada e funciona muito bem exatamente do jeito que está”, diz Burley. Toda indústria, todo segmento tem uma história. Estude-a. Entenda e respeite o que foi feito antes da sua empresa. Só assim você será capaz de reconhecer novas oportunidades e as deficiências do setor. Além disso, poderá também evitar tomar decisões ou medidas que não deram certo no longo prazo.

Dica: Procure conversar com pessoas que trabalham há mais tempo no ramo em que você deseja atuar. Leve-os para tomar um café e anote tudo o que dizem. O objetivo aqui não é copiá-los, mas sim aprender com suas experiências, erros e sucessos.

Inovação

É claro que você precisa estar pronto quando uma oportunidade “bater à sua porta”. Mas, em tempos econômicos difíceis, você pode estar perdendo tempo esperando. Você devia estar fazendo. Crie a sua própria oportunidade, com um pouco de inovação pessoal.
Para  Burley, inovação é uma forma especializada da criatividade, em que se cria algo novo e, principalmente, útil. “Mandar um bolo de aniversário para o CEO da empresa com a qual você quer fechar negócio pode ser criativo, mas dificilmente será útil. Para ser produtivo e inovador nessa situação, você precisa pensar em uma ideia ou método que te dará todas as chances de alcançar seu objetivo”, diz o colunista.

Dica: Pergunte a você mesmo quais sãos as necessidades dessa pessoa e descubra como você pode solucioná-las de um jeito criativo e inovador.

Fonte: Papo de Empreendedor