Quer empreender na gastronomia? Aposte em delivery

empreender_delivery_blog

Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /var/www/tiki/blog/wp-content/plugins/easy-social-share-buttons/includes/class-easy-social-share-buttons.php on line 762

Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /var/www/tiki/blog/wp-content/plugins/easy-social-share-buttons/includes/class-easy-social-share-buttons.php on line 762

Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /var/www/tiki/blog/wp-content/plugins/easy-social-share-buttons/includes/class-easy-social-share-buttons.php on line 762

Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /var/www/tiki/blog/wp-content/plugins/easy-social-share-buttons/includes/class-easy-social-share-buttons.php on line 762

Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /var/www/tiki/blog/wp-content/plugins/easy-social-share-buttons/includes/class-easy-social-share-buttons.php on line 762

Sexta-feira à noite. Você sai do trabalho pensando em fazer um jantarzinho gostoso e saudável para você e seu companheiro. O cardápio? Frango na mostarda e legumes refogados. Porém, após passar duas horas preso no trânsito para chegar à academia e fazer exercício por mais uma hora e meia, tudo o que você consegue pensar é pedir uma pizza de calabresa pela internet. A cena parece familiar? Não se sinta culpado. Essa é a realidade de grande parte da geração atual.

Conciliar casa, trabalho, estudo, família, periquito e papagaio é muito difícil. Por isso, cada vez mais pessoas têm buscado alternativas para sua alimentação. Segundo uma pesquisa realizada pelo IBGE em 2010, a segunda maior despesa da família brasileira é com comida, sendo que 35% desses gastos ocorrem com alimentação fora de casa. Em 2020, a previsão é que essa porcentagem aumente para 50%, tornando o setor muito atrativo para investidores e empreendedores em geral, especialmente quando o assunto é delivery.

Além de levar mais praticidade e comodidade para o consumidor final, o serviço de entrega também pode ser bastante vantajoso para o empresário que optar por esse caminho. Com menos investimentos em infraestrutura (espaço, estacionamento, localização privilegiada), colaboradores (garçons) e decoração, o foco do negócio fica concentrado no produto final – a comida. Além disso, esse tipo de iniciativa evita o desperdício de alimentos, pois as refeições são feitas somente sob demanda.

A popularização da internet e do e-commerce colaboraram e muito para a expansão do mercado gastronômico digital. Hoje, por meio de sites e aplicativos de smartphone, os clientes podem escolher, fazer o pedido, pagar e até avaliar o serviço sem precisar se preocupar em falar diretamente com um atendente, trazendo mais comodidade e agilidade para o processo.

Ficou interessado em saber mais? Conheça alguns cases e inspire seu lado empreendedor. ;-)

China in Box

    Robinson Shiba já teve muitas aventuras no ramo de restaurantes. Entre seus negócios estiveram choperias, costelarias, restaurantes de kebab, lanchonetes e até um restaurante especializado em cuscuz. Contudo, foi o China in Box que alavancou o empresário para o sucesso. Criada na década de 90, a ideia para a cadeia de restaurantes começou a partir de uma viagem para os Estados Unidos, quando Shiba trabalhou em um restaurante de comida chinesa. Lá, ele observou que os pratos eram servidos em caixinhas e, quando voltou, percebeu que havia uma boa aceitação por esse tipo de comida em restaurantes físicos e shoppings – faltava apenas o delivery. Foi a oportunidade que ele precisava para investir no negócio e se diferenciar dos demais.

    Bistrot Fitness

      Leonardo Karpinski é atleta de fisiculturismo e sentia a necessidade de uma alimentação mais saudável em seu dia a dia. Ele e a esposa começaram a prepara refeições com baixo teor de gordura e sódio em casa para poder levar para o trabalho durante a semana. Em pouco tempo, com o apoio dos amigos, eles começaram a fazer pratos congelados para vender. Hoje, o Bistrot Fitness é um delivery de comida saudável congelada que está presente em mais de 40 cidades do país e em 12 estados. A empresa produz mais de 50 mil pratos por mês e, desde 2013, vem crescendo cerca de 125% ao ano. Não é incrível?

      Let’s Picnic

        Inspirado em modelos de negócio existentes no exterior, o Let’s Picnic surgiu para levar mais comodidade e glamour para um dos costumes preferidos dos curitibanos nos fins de semana: o piquenique. Ao observar como a atividade se desenvolvia, a empresária Gabriela Alberti percebeu uma oportunidade de negócio. Inaugurado em 2015, hoje o site conta com cinco opções de cestas para a escolha do cliente e mais três em desenvolvimento – uma voltada ao público alérgico a lactose e ao glúten, outra para crianças e uma terceira para quem deseja seguir o estilo de vida fitness.

        Feijoada City

          Depois de tentar empreender em dois negócios sem sucesso, o empresário Normando Andrade Filho optou por investir no ramo de alimentação – mais precisamente em delivery de comida brasileira. Criada em 2013, a Feijoada City atende mais de 400 bairros de São Paulo e vem faturando R$300 mil ao ano. O sucesso é tanto que Normando deve abrir um escritório em Nova York ainda em 2016, visando levar o tempero brasileiro para o país do Tio Sam. Entre as opções oferecidas pelo restaurante, o destaque fica para o combo feijoada, torresmo, arroz, couve, farofa, bisteca, laranja e pimenta. Além disso, a empresa também conta com uma opção de baixa caloria e outra vegetariana.

          GO Pizza

            Sediada em Florianópolis, a GO Pizza foi criada em 2012 por Murilo Mafra Filho, empreendedor experiente na cena gastronômica local. Após reconhecer a carência de boas pizzarias delivery na cidade, o empresário decidiu investir em pizzas a pronta entrega com alta qualidade e preço baixo. O crescimento foi rápido e, com ele, nasceu o sistema de franquias. Em 2013 eram três lojas franqueadas na capital do Estado. No ano seguinte, surgiram mais sete lojas, expandindo o serviço para as cidades de Balneário Camboriú, Criciúma, Lages e Chapecó.

            Como visto acima, abrir um negócio em gastronomia pode ser bastante rentável. Contudo, antes de dar esse passo importante, é preciso saber cozinhar como um chef e ter visão de negócio. Se você tem interesse em profissionalizar suas habilidades culinárias e empreendedoras, conte conosco! Conheça os nossos cursos técnicos, graduação e cursos de curta duração na área.

            Leia também: