A diferença entre um programador back-end, front-end e full-stack

0103-blog

Escolher uma carreira para seguir nem sempre é uma decisão fácil. Normalmente, ao pesquisar um pouco mais a fundo sobre uma área de atuação, nós descobrimos diversos segmentos que podem causar certa confusão e dificultar esse processo de escolha. Com a programação não é diferente: você sabe a diferença entre um programador back-end, front-end e full-stack?

Essa é uma das principais dúvidas daqueles que estão interessados em programar e desenvolver sites e aplicativos. Pensando nisso, o Senac SC ajuda você a saber um pouco mais sobre o potencial que essa área possui. Não sabe por onde começar? Vem com a gente!

Diferenças entre programador back-end, front-end e full-stack

  • Front-end

O programador front-end lida diretamente com o usuário. É ele quem programa as telas de interfaces de navegação. Ou seja, ao acessar o site, tudo que você vê é feito por esse profissional.

Em geral, o conteúdo é inserido com a utilização de códigos HTML. Mas, entender de HTML não é suficiente. Para que o usuário navegue na página, é preciso também uma identidade visual – que é introduzida pelo CCS.

Além disso, outra linguagem de programação muito utilizada por programadores front-end é o JavaScript, responsável por trazer vida às páginas – desde slides e animações até ações baseadas em eventos.

Quer iniciar na área de desenvolvimento front-end? Não deixe de aprender HTML, CSS e JavaScript!

  • Back-end

Ao contrário do front-end, o programador back-end trabalha com o servidor. Por exemplo, quando o usuário digita um endereço, é o profissional dessa área quem processa o endereço e envia os dados para o front-end apresentar na tela.

É uma área bastante abrangente, com diversas linguagens, frameworks e tecnologias. Entre as voltadas para web, estão PHP; Ruby on Rails; Node.js; Phyton. Por outro lado, as focadas em soluções desktop, são a C; C#; C++; Java; etc. Por serem muitas as opções, na hora de escolher qual aprender, é importante avaliar o seu objetivo profissional.

Todo aplicativo, site ou serviço da área de tecnologia precisa de um programador back-end. Já dá para imaginar as oportunidades que um profissional desses possui, não dá? ;)

  • Full-stack

O programador full-stack é o famoso tudo em um! Ele atende tanto às solicitações voltadas ao trabalho com os servidores (back-end) quanto ao que se refere aos browsers (front-end). Por ser uma função que engloba as duas áreas mencionadas acima, é uma carreira que está bastante em alta nos últimos anos.

Conseguimos tirar as suas principais dúvidas? Já sabe qual das áreas escolher na hora de começar a programar? Compartilhe com a gente!

O Senac SC possui diversos cursos na área de programação e tecnologia. Se você quer aprofundar seus conhecimentos ou quem sabe mudar de carreira, essa é a sua chance! Conheça nossas opções e garanta já a sua vaga! ;)

Leia também: