Florestas: um bem natural a favor da vida

Você pode até não lembrar diariamente da existência das florestas, mas deve saber que delas dependem o equilíbrio do meio ambiente. A importância desse ecossistema pode ser explicada em números: segundo o PNUMA – Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, as florestas cobrem 31% (quase um terço, portanto) de toda a área terrestre do planeta, abrigam 300 milhões de pessoas e têm responsabilidade direta na garantia da sobrevivência de 1,6 bilhão de pessoas e de 80% da biodiversidade terrestre.

No Brasil, existem 4 principais ecossistemas florestais, sendo eles a Mata de Cocais, nos estados do Piauí e Maranhão; Floresta das Araucárias, na região sul; a Mata Atlântica, já quase completamente devastada no litoral brasileiro e a maior e mais famosa delas, a Floresta Amazônica. Somente as matas amazônicas cobrem 5,5 milhões de km²  do território nacional e tem cerca de 40 mil espécies de plantas registradas.  Por vezes, esses grandiosos números podem ser um prato cheio para exploradores de todos os tipos, desde madeireiros e extrativistas, que desmatam ilegalmente, até casos de biopirataria, quando cientistas estrangeiros entram na floresta, sem autorização de órgãos brasileiros, para obter amostras de plantas ou espécies animais. Depois, em seus países, pesquisam e desenvolvem substâncias, registram patente e lucram com isso. O grande problema é que o Brasil teria que pagar, futuramente, para utilizar substâncias cujas matérias-primas são originárias do nosso território.

Mesmo diante de tanta importância para o equilíbrio do planeta Terra, as grandes áreas verdes vêm sendo devastadas sem precedentes. A ideia de lucro imediato passada pela extração da madeira ganha frente ao uso consciente dos recursos deste ecossistema, que deveria passar pelo manejo florestal sustentável – extração planejada de madeira e outros produtos, como óleos, frutas, cascas, látex e mel, como uma forma de gerar renda para a população local, sem prejudicar tanto o ambiente.

Aí você pode se perguntar: como eu posso ajudar na preservação, assim de tão longe? De acordo com o estudo Quem se beneficia com a destruição da Amazônia, realizado em 2008 por iniciativa do Fórum Amazônia Sustentável e do Movimento Nossa São Paulo, as populações urbanas são as que mais se beneficiam dos recursos extraídos da floresta.

Você sabia que a carne que você come pode ser fruto do desmatamento? Os produtores de gado precisam cada vez mais de grandes áreas de pastagens para criar seus rebanhos, e derrubar árvores, vender a madeira e plantar pasto para a criação é uma maneira lucrativa de explorar o espaço. E isso acontece também com a soja. Assim, um primeiro passo é procurar saber a origem dos alimentos que consumimos, dos móveis que compramos e questionar sempre as suas escolhas. Como e onde foi cultivado este alimento? Os móveis de sua casa são de madeira certificada? Qual a origem dos materiais usados na reforma do seu imóvel? Você precisa mesmo mesmo de tudo o que compra?

A consciência ambiental ainda pode salvar nosso planeta. Preserve! :)

Fonte: Reciclick.

Foto: Araquém Alcântara

10 de julho: Dia da Pizza!

Nesta quarta-feira é comemorado o Dia da Pizza. A receita é uma paixão brasileira e, por aqui, não falta criatividade para inventar novos sabores e misturas deste prato. A história conta que a receita original da massa da pizza veio dos povos babilônios, hebreus e egípcios, que já misturavam o trigo, o amido e a água para assar em fornos rústicos há mais de 5000 anos. A massa era chamada de “pão de Abraão”, muito parecida com os pães árabes atuais, e recebia o nome de piscea. A transformação e consagração da receita veio tempos depois, em solo italiano. Ao incluir molho de tomate, queijo e manjericão (não por acaso as cores da bandeira daquele país) estava criada a pizza como a conhecemos hoje.

No Brasil, a pizza redonda chegou através dos imigrantes italianos, que espalharam essa cultura principalmente na cidade de São Paulo, onde estavam localizados, em sua maioria. O Dia da Pizza foi instituído em 1985, em São Paulo. A data foi criada pelo então secretário de turismo, Caio Luís de Carvalho, por ocasião de um concurso estadual que elegeria as 10 melhores receitas de muçarela e margherita. Empolgado com o sucesso do evento, ele escolheu a data de seu encerramento, 10 de julho, como data oficial de comemoração da redonda.

A criatividade dos brasileiros fez com que de outros sabores surgissem e fossem também aprovados pelo nosso povo. Veja abaixo uma dessas novas receitas, produzida pelos orientadores do Senac para o curso Pizza: molhos e coberturas.

Pizza de abobrinha e muçarela de búfala ao pesto de manjericão roxo

Ingredientes

  • 1 massa de pizza de 30cm de diâmetro pré-assada
  • 3 colheres de sopa de molho de tomate
  • Pesto (rende cerca de 1 xícara)
  • 1 maço de manjericão roxo
  • ¼ de xícara de chá de azeite extra virgem
  • ¼ de xícara de chá de parmesão ralado
  • ¼ de xícara de chá de nozes
  • 1 dente de alho
  • 1 pitada de sal
  • 1 pitada de açúcar

Cobertura

  • 1 abobrinha grande cortada em fatias finas no sentido do comprimento
  • 1 xícara de muçarela de búfala picada grosseiramente
  • Sal a gosto

Modo de preparo

Pesto

  • Separe os talos mais grossos do manjericão e coloque o restante no liquidificador. Junte os demais ingredientes e bata até ficarem bem encorpados. Reserve.

Cobertura

  • Em fogo médio, aqueça uma frigideira antiaderente e coloque um fio de azeite. Grelhe as fatias de abobrinhas até dourar e tempere com sal. Acomode-as em um prato e reserve.
  • Espalhe o molho de tomate sobre a pizza, disponha as abobrinhas, distribua o queijo, regue com o pesto de manjericão e leve ao forno para dourar. Retire e sirva em seguida.

Moulage: a arte de modelar a criação

Você já passou em frente a lojas de tecidos e viu manequins com roupas que parecem vestidos de festa? E quando dizemos que parecem é porque eles não são de fato vestidos. São sobreposições de tecidos da loja alinhavados e alfinetados para compor um modelo, que é chamado de moulage.

A moulage, criada pela estilista francesa Madeleine Vionnet, é uma técnica de modelagem tridimensional. Fazendo um contraponto à modelagem plana, quando são usados somente moldes de papel com medidas e geometria para desenvolver uma peça, a moulage permite que o criador produza sobre o manequim o modelo pensado. Dessa forma, o tecido é moldado, alfinetado, riscado e cortado para reproduzir o modelo desenhado previamente. Com essa técnica é possível visualizar o resultado da modelagem enquanto ela está sendo feita e conferir os detalhes de caimento dos tecidos e acabamentos possíveis.

A modelagem tridimensional serve para fazer todo tipo de roupa, desde roupas de malha, como as utilizadas para ginástica, até peças de alfaiataria, por exemplo. A diferença desta para a modelagem plana é que em muitos casos não vale a pena utilizá-la, pois pode ser mais demorada. A técnica é melhor aproveitada para fazer roupas que fogem do padrão ou que são muito modeladas no corpo. O processo melhora a qualidade estrutural em todos os setores fabris, além de passar noções sobre as limitações de cada peça ao estilista ou modelista. O profissional que entende a técnica é capaz de traduzir para a peça-piloto com realidade suas idéias.

Essas roupas que fogem do padrão podem ter recortes diferentes dos tradicionais, ou muitos recortes, volumes exagerados ou em lugares inusitados, golas de tamanhos e formatos diferentes, alterações na estrutura do molde, como pregas, franzidos, dobras e torcidos, e qualquer outro detalhe que é mais facilmente visualizado sobre o manequim do que sobre a mesa de modelagem.

A moulage é bastante utilizada por estilistas de alta-costura para o desenvolvimento de vestidos de festa e peças que tenham muitas sobreposições. E se você trabalha com moda e quer aprender melhor esta técnica o Senac está com vagas abertas para o Curso de Moulage, em Florianópolis. Clique e veja mais em nosso site. Confira o vídeo promocional da Dior, que mostra um antigo modelo da marca sendo reconstruído com moulage:

Senac Saúde e Beleza oferece serviços para casamento coletivo

Nos dias 27 e 28 de julho, acontece no CentroSul, em Florianópolis o Casamento Coletivo da Grande Florianópolis. O evento é organizado pela Prefeitura Municipal da Capital e abrange também os municípios de São José, Palhoça, Biguaçu, Santo Amaro da Imperatriz, Governador Celso Ramos, Antônio Carlos, Águas Mornas e São Pedro de Alcântara.

Para contribuir na celebração desse momento, o Senac Saúde e Beleza oferecerá serviços de beleza para homens e mulheres. Nas semanas que antecedem a data, de 02 a 05 e 08 a 12 de julho, serão agendados atendimentos de cabeleireiro, depilação e corte de masculino. Todos os serviços são gratuitos e para que ocorram, é imprescindível que sejam agendados pelo telefone: 3330-9602.

Veja abaixo as datas e os serviços oferecidos.

Cabeleireiro – Corte ou Escova

  • 02/07 – 8h30 | 14h | 18h40
  • 03/07 – 18h40
  • 04/07 – 8h30 | 14h | 18h40
  • 05/07 – 8h30 | 14h | 18h40
  • 08/07 – 8h30 | 14h | 18h40
  • 09/07 – 8h30 | 14h | 18h40
  • 10/07 – 8h30 | 14h | 18h40
  • 11/07 – 8h30 | 14h | 18h40
  • 12/07 – 8h30 | 14h | 18h40

Barbeiro – Corte masculino

  • 05/07 – 19h
  • 08/07 – 19h
  • 12/07 – 19h

Depilação: Virilha ou Meia perna ou Perna inteira ou Buço ou Axila ou Abdome ou Rosto.

  • 02/07 – 8h30 | 10h
  • 03/07 – 8h30 | 10h
  • 04/07 – 8h30 | 10h
  • 05/07 – 9h
  • 08/07 – 13h30 | 15h

Treine o seu cérebro para o sucesso

Você sabia que é possível treinar a mente para aprender mais? Assim como os músculos do corpo humano, o cérebro também pode ser exercitado. Planejar seu dia, manter a mente focada e ser realista são apenas alguns dos treinos. Entenda alguns deles.

1. Planeje o seu dia

A melhor maneira de treinar o seu cérebro para todas as atividades que ele deve cumprir é planejar os seus dias com antecedência. Assim, você pode acordar despreocupado porque os seus compromissos estarão todos agendados e o seu dia de trabalho só vai começar quando você chegar à empresa.

2. Mantenha a mente focada

A falta de foco é um hábito. Você precisa manter a sua mente focada em coisas importantes. Para facilitar, você pode estabelecer metas e prioridades. Esta prática é muito poderosa e você pode desenvolvê-la ao longo do seu dia.

3. Seja realista

Para atingir o sucesso, você precisa desejar coisas plausíveis. Se as suas metas são impossíveis de alcançar, você provavelmente não vai conseguir atingir seus objetivos.

4. Experimente coisas novas

Procurar desafios é uma ótima oportunidade para aprender com as mudanças. Nem tudo na vida é estável, e esses tipos de situações são ótimos treinamentos para o cérebro.

5. Mantenha o controle de sua saúde física e mental.

Se você conhece a si mesmo completamente, você estará ciente de quão longe você pode ir fisicamente, mentalmente e emocionalmente.

6. Crie o hábito de fazer perguntas.

Quanto mais coisas você souber, mais poder você terá. Conhecer novas culturas e questionar decisões e processos ajuda na compreensão e melhora a assimilação e a aprendizagem.

7. Divirta-se

Os momentos de relaxamento são fundamentais para que as energias se renovem e nosso cérebro tenha também uma folga. Contemplar piasagens, assistir a peças e filmes e sair com os amigos são ótimas opções.

Agora que você já sabe como exercitar sua mente, exercite-a. Selecionamos alguns desafios para te ajudar nesta preparação.

Vem aí, Senac em Palhoça!

A cidade com a maior taxa de crescimento populacional do estado, Palhoça, está prestes a receber mais uma unidade do Senac. O município cresceu 3,4%, seguido de Florianópolis (2,3%) e São José (2,10%). Alguns fatores que podem explicar estes valores são os incentivos governamentais, as condições de vida mais acessíveis, fomento à industria, comércio, entre outros.

Com uma população de mais de 140 mil habitantes, Palhoça está entre as 30 cidades do Estado com maior renda familiar (R$2.699,19). O aumento no número de empresas na cidade entre 2008 e 2011 também é significativo. Em 2008 eram 5.182 empresas, enquanto em 2011 esse número chegou a 6.722. Quando o referencial são os empregos criados, os dados também impressionam. Em 2008 foram criados mais de 22 mil empregos e em 2011 este número chegou a quase 60 mil.

Os setores de comércio e serviços são os que lideram o ranking dos que mais geram empregos na cidade. Ao todo, Palhoça possui 2.973 empresas voltadas para o comércio, responsável por 44% dos postos de trabalho e, 2.237 voltadas para o setor de serviços, oferecendo 33% das vagas de emprego. Por isso e com o objetivo de continuar promovendo a educação e disseminando o conhecimento com excelência, para o desenvolvimento das pessoas, organizações e sociedade, alinhada com as necessidades dos setores que atua, o Senac vai instalar uma Unidade em Palhoça. Com uma estrutura de 4.436,76m² de área construída, a Unidade vai contar com 53 espaços pedagógicos, entre salas de aula, laboratórios e ambientes administrativos.

Em 2012, o Senac recebeu 870 alunos, que informaram Palhoça como sua cidade de residência. Destes, 469 se qualificaram de forma gratuita, sendo 88 pelo  Pronatec e 381 pelo Programa Senac Gratuidade. Com a instalação da nova Unidade, o objetivo é que esses números aumentem.

Confeitaria artística: lucros a vista

O que festas de aniversário, casamento e datas especiais tem em comum? O bolo! Dificilmente alguma comemoração acontece sem ele, que além de ser um dos protagonistas gastronômicos da festa, pode ser também o centro da atenções pela beleza que apresenta. E em vista desta importância, as confeitarias têm, cada vez mais, se especializado em fazer bolos artísticos personalizados e criativos.

Quem já atua neste ramo sabe que o mercado está cada vez mais competitivo, pois está em plena expansão. Foi o que constatou o estudo da Associação Brasileira da Indústria de Panificação e Confeitaria. De acordo com a pesquisa, somente em 2011, foram gerados 21 mil novos empregos na área.

Para ser um profissional é preciso, antes de tudo, qualificação. O aquecimento do setor pede boleiros com criatividade, técnicas inovadoras e expertise no assunto. É preciso entender sobre os processos produtivos, receitas saborosas e também mercado, para gerenciar equipe e lucros. Se você já tem alguma experiência na área e deseja aprimorar os seus conhecimentos o Senac está abrindo turmas para o curso de Bolos Artísticos II, em Florianópolis. As aulas acontecerão de 23 a 26 de julho, das 13:30 às 17:30. O investimento é uma única parcela de R$ 445,00. Esperamos por você!

Descarte consciente de lixo eletrônico

O que você costuma fazer com seu celular antigo quando o troca por um novo? Ou o que você faz com as pilhas do controle remoto quando elas descarregam completamente? Se a sua resposta foi “jogo no lixo”, então você precisa rever seus conceitos. O lixo eletrônico é um sério problema ambiental. Baterias, celulares, microondas, TV’s, rádios, monitores e CPU’s são apenas alguns dos aparelhos eletrônicos que, quando trocados, não devem ser depositados em lixo comum. Muitos componentes desses produtos contém metais pesados, que ao serem descartados em lixões podem infectar pessoas que trabalham na separação dos materiais e contaminar a água e o solo.

O destino correto a ser dado para o lixo eletrônico são os pontos de coleta específicos. Recentemente o Senac Criciúma promoveu uma ação em parceria com a Prefeitura Municipal e a empresa TF Sul Lixo Eletrônico, para coletar os descartes da cidade. Na Grande Florianópolis diversas empresas prestam este serviço para a comunidade, e além disso, consertam e possibilitam a reutilização dos aparelhos que ainda estão em condições de uso.

O que você pode fazer como consumidor frequente de facilidades tecnológicas é se informar e, em hipótese alguma, descartar seus aparelhos eletrônicos no lixo comum. Ter consciência na hora de adquirir um aparelho de celular mais moderno ou um computador de última geração também é necessário para não gerar ainda mais lixo eletrônico. Repense suas atitudes e todos teremos um ambiente ainda melhor.

Organize seus livros em uma linda estante

Você tem muitos livros e nunca sabe como organizá-los? Nós podemos te ajudar nessa tarefa. Em primeiro lugar você precisa de um local adequado para guardá-los. Este local precisa ser bem arejado, limpo e, o mais importante, estar em um lugar de fácil acesso. Nesse contexto, pensamos em uma estante móvel, que pode estar no seu quarto, na sala, em um quarto de estudos.

Para produzir esta estante você vai precisar de:

  •  4 caixotes de feira
  •  Lixa para madeira
  •  8 rodinhas articuladas
  •  Tinta branca
  •  Tinta colorida
  •  Verniz spay

Modo de fazer:

  • Lixe as caixas até que fiquem lisinhas, sem farpas.
  • Dê uma demão de tinta branca em todas as caixas para cobrir possíveis imperfeições e espere secar. Se necessário repita este procedimento.
  • Após a tinta branca estar bem sequinha, aplique a tinta colorida. É possível que você tenha que repetir a aplicação, para a madeira ficar totalmente coberta.
  • Depois da tinta seca pregue as rodinhas articuladas.
  • Aplique o verniz spray.

Dica para organizar seus livros: se você é do tipo que adora livros e está sempre adquirindo um novo título, você pode aproveitar as divisórias naturais das estantes para separar seus livros em categorias. Por exemplo: livros novos, livros já lidos, livros para reler e livros emprestados. Dessa forma você mantém tudo organizado, de maneira fácil de entender.

Veja na galeria outras inspirações.

Conhecimento que gera bons negócios

Pessoas com espírito empreendedor geralmente tem boas ideias para novos modelos de negócios, mas nem sempre tem coragem, dinheiro ou conhecimento para colocar a ideia em prática. A cautela no momento de decisão sobre o investimento, ou não, em seu próprio negócio é importante para que a empresa tenha futuro.

Saber quem é o seu público, quem são seus concorrentes e quais as possibilidades reais de sucesso são apenas alguns aspectos a ser considerados na hora de empreender. Este tipo de conhecimento pode ser adquirido em salas de aula, e fazer toda a diferença para os futuros empresários.

E isto foi exatamente o que aconteceu com Airton Weber, da Way Auto Peças, de São Miguel do Oeste. Depois de 22 anos de experiência em uma empresa de autopeças, Weber percebeu que havia mercado para abrir seu próprio negócio. Orientado pelo professores do curso de Gestão Comercial do Senac, o empresário realizou uma pesquisa de mercado para confirmar as possibilidades de abrir uma nova loja, reconheceu as necessidades, identificou os clientes e os produtos precisos. Depois de muitas análises, Weber deixou seu trabalho e passou a se dedicar à implantação de seu próprio negócio.

Após 2 anos a Way Autopeças já conta com 11 colaboradores. “No começo passamos por algumas dificuldades, principalmente na compra de produtos. Pensei  em desistir. Mas, com apoio dos clientes e persistência, dei sequência às atividades. Hoje, estou satisfeito com essa escolha, a empresa está crescendo, tanto na linha de produtos como no quesito número de clientes. Acredito que tudo aconteceu no momento certo”, destaca Weber.

Se você também tem boas ideias e muita vontade de ter o próprio negócio, inscreva-se no Processo Seletivo Senac. São diversos cursos nas áreas de empreendedorismo, negócios, serviços e tecnologia. As inscrições seguem até o dia 23 de junho. Clique e saiba mais.