Massagens alternativas para quem quer relaxar e cuidar do corpo

100

Quando você está vivendo um período estressante de sua vida, ou teve um dia complicado no trabalho, nada melhor do que terminar o dia com uma boa massagem. Seja para relaxar, muitas vezes aliviar dores e até mesmo, modelar o corpo, a partir de técnicas tradicionais e alternativas e materiais variados como bambus, pedras quentes, velas e pindas, vários objetivos podem ser atingidos. A orientadora do Senac, Lucilaine Regina Stein, explica algumas dessas técnicas:

Massagem com velas

Desenvolvida em 2004, nos Estados Unidos, a vela corporal que é usada nas massagens é composta por manteigas vegetais, cera de abelha ou soja e óleos vegetais. A desintoxicação do organismo, prevenção de estrias, melhorias no fluxo intestinal, assim como a nutrição e hidratação da pele estão entre os benefícios da massagem com velas. A técnica é recomendada principalmente para idosos e quando as velas são acesas, derretem a uma temperatura menor do que às tradicionais, não correndo o risco de queimar o cliente.

Massagem com bambus

A bambuterapia melhora a circulação sanguínea, ajuda a desintoxicar o organismo, aliviar dores, a tonificar músculos, entre outros. A técnica foi desenvolvida pelo fisioterapeuta francês Gill Amsallem, com o objetivo de criar uma massagem que ajudasse a relaxar. Os bambus em diferentes larguras e tamanhos serviriam como uma espécie de “prolongamento dos dedos”. As hastes de bambu maiores proporcionam um relaxamento em uma área maior, enquanto os menores trabalham pontualmente a musculatura.

Massagem com pedras quentes

Segundo Lucilaine, usar pedras quentes em massagens é algo que já vem sendo feito há mais de 3 mil anos. No início eram usadas pedras vulcânicas – ricas em ferro e com maior retenção de calor. No Brasil as mais comuns são pedras de rio e quartzos. A seleção ocorre de acordo com a zona do corpo onde a massagem será aplicada. A técnica é ideal para combater o estresse, aliviar sintomas de TPM, celulite, fadiga e prisão de ventre.

Massagem com pindas

Pindas são trouxinhas feitas com plantas, ervas, alguns alimentos e temperos em um tecido de algodão. Geralmente estes elementos estão moídos ou secos e, a escolha dos componentes, depende do objetivo da massagem – camomila, calêndula e capim-limão são calmantes e anti-inflamatórios, por exemplo. A técnica geralmente é realizada com pindas quentes no corpo e frias no rosto. As quentes proporcionam relaxamento muscular, melhora quadros de dor e aumenta a nutrição de tecidos, já as frias diminuem a inflamação e tonificam a pele.

Leia também: