Dicas de gestão de negócios que você pode aprender com La Casa de Papel

0208

Provavelmente você já assistiu ou ouviu falar na série espanhola La Casa de Papel. Mas, talvez não tenha passado pela sua cabeça o que ela pode nos ensinar sobre questões de negócios

A série rendeu até um livro, “7 Lições De Negócios De La Casa De Papel”, escrito por Fábio Bandeira de Mello, que fala sobre liderança, estratégia, negociação, inovação, vendas, marketing e comunicação.

A série já está na sua terceira temporada e segue arrebatando o público com seu enredo envolvente. Mas, para ir além do fascínio pela ficção, resolvemos trazer alguns aprendizados que os personagens podem nos ensinar sobre os negócios. 

Sobre o que se trata, mas sem spoilers

Vestidos com macacões vermelhos e máscaras, ao som de Bella Ciao – num refrão que não sai da cabeça -, oito ladrões se trancam com reféns na Casa da Moeda da Espanha para um assalto. Tudo é planejado pelo personagem chamado de “Professor”. 

O perfil dos personagens da série é bem característico, eles não têm praticamente nada em comum, a não ser um único objetivo: imprimir e saírem de lá com muito dinheiro!

Afinal, o que os personagens da série nos ensinam sobre os negócios?

Planejamento

    O ponto chave é a participação do Professor, responsável por planejar todo o assalto. A série mostra vários desdobramentos, e quando parece  que as coisas não vão dar certo, descobrimos que ele já tinha pensado em tudo!

    Apesar de ter planejado o crime minuciosamente durante anos, quando ele reúne as pessoas que vão participar do assalto, todos estudam cada detalhe da operação juntos. Qual a relação disso com a sua equipe de negócios? Tudo! É muito importante que cada membro da sua equipe reconheça o seu papel e o que é necessário para alcançar as metas do negócio ou do grupo. Exatamente como é o caso da série, em que são designadas funções para cada integrante com uma finalidade específica.

    Contratempos

      As coisas podem sair um pouco do planejamento inicial, aí que entra a questão: E agora, o que fazer?

      O Professor previu vários problemas, tanto que em muitos momentos as respostas para os contratempos estavam lá. Não era apenas um plano A ou B, ele tinha o alfabeto inteiro na manga.

      Os assaltantes estudaram as mais diversas situações que poderiam colocar tudo a perder. Conforme as coisas iam acontecendo, eles mudavam a rota para chegar no objetivo final. Mesmo com planejamento, todos os planos são suscetíveis a risco. É importante adaptar-se a situações não previstas, administrar conflitos em sua equipe quando as coisas saem do planejado e assumir erros dentro de um negócio. Estratégias e novas alternativas podem ser a solução dos problemas, imaginar o que fazer em determinadas situações resulta numa preparação ainda maior da equipe para eventuais contratempos. 

      A equipe

        Rio, Berlim, Moscou, Nairóbi, Tóquio, Denver, Helsinque e Oslo, todos chamados por nomes de cidades espalhadas pelo mundo, foram escolhidos de forma minuciosa pelo Professor.

        Para a ideia realmente dar certo, foram escolhidos integrantes com habilidades diferentes, ou seja, funções específicas e características distintas que, trabalhadas em conjunto, garantiriam o sucesso do plano. 

        Como em qualquer situação, trabalhar em equipe nem sempre é fácil, é preciso aprender a gerir e  lidar com as diferenças entre as pessoas em inúmeros aspectos. Muitas vezes são estas particularidades de cada colaborador, visões e opiniões distintas, que ajudam a gerar bons resultados para o crescimento da sua empresa. Uma lição: O trabalho em equipe importa! Cada função é importante para realizar grandes objetivos.

        Liderança

          Na série, quando os desentendimentos entre os membros da equipe aparecem, o Professor intervém para que as coisas não saiam do controle. E assim deve atuar o líder de uma empresa, agir com transparência e realizar adequações  quando necessário.

          Mesmo do lado de fora da Casa da Moeda, o Professor está sempre atento às necessidades de sua equipe, mantendo-se próximo a eles, observando o seu trabalho e agindo diretamente em determinada situação que julgava pertinente. Como um bom exemplo de  líder, ele procura antever possíveis ações externas ou, até mesmo, internas que implicam na execução das atividades do seu grupo, dessa forma consegue auxiliar de maneira estratégica a equipe e otimizar as ações.

          Situações imprevistas são comuns e o líder precisa saber como auxiliar sua equipe, administrar conflitos e estar preparado para as adversidades eventuais.
          Conheça seus clientes

            Assim como as características de cada integrante, o Professor também planejou quem estaria na Casa da Moeda no dia do assalto. Não foi escolhido um dia qualquer, ele sabia o perfil de cada um que estava lá no momento da ação.

            Da mesma forma e com o mesmo nível de detalhamento é importante que você conheça os seus clientes. Isso facilitará na hora de criar projetos, campanhas, propostas e como deve ser a postura do seu negócio em determinadas situações ou com um público específico. Além de deixar mais claro o que o cliente espera da sua empresa. Assim, seu time estará bem preparado para realizar o trabalho, mesmo que você tenha clientes dos mais variados segmentos.

            E aí, você estaria preparado para entrar no nosso time? Conheça alguns cursos de pós-graduação do Senac que podem te preparar para os desafios no mundo dos negócios.

            Leia também: