Descubra como harmonizar vinhos com comida

senac-blog-topo

Experimentar um bom vinho é uma ótima sensação, não é? Abrir a garrafa, servir uma taça e, ao provar, perceber que fez uma boa escolha. Além disso, todos sabemos como a bebida é capaz de acompanhar refeições e deixar o sabor do prato ainda melhor. No entanto, saber harmonizar vinhos com comida é um desafio. Quem nunca ficou em dúvida de qual vinho servir naquele jantar especial?

Estudiosos no assuntos sugerem algumas combinações – como, por exemplo, vinhos tintos mais encorpados combinam com carnes vermelhas ou então queijos devem acompanhar vinhos brancos. Essas sugestões não são definitivas e servem como uma orientação para quem quer entender um pouco mais do assunto, afinal, a melhor harmonização sempre será aquela que mais agradar o seu paladar.

No início, seguir algumas dessas orientações pode ajudar você a acertar mais facilmente e descobrir quais as suas preferências. Se você não é tão acostumado a beber vinhos, especialistas afirmam que é preciso “mimar” o paladar. O vinho branco é uma boa opção para começar, já que é servido em temperaturas mais baixas e traz frescor. Depois, é só seguir para os tintos mais encorpados.

Quais vinhos servir com aperitivos?

Durante o aperitivo, normalmente são servidos queijos, embutidos, pastas e patês. Com tantos gostos variados, a melhor opção são vinhos mais versáteis: espumantes e vinhos brancos –  especialmente o Sauvignon Blanc. Se os aperitivos forem apenas salame, pastrami ou presunto cru, dá para ousar um pouco mais e servir com vinhos tintos leves, como o Pinot Noir, o Beaujolais e o Valpolicella.

Dicas gerais para harmonizar vinhos com carnes

  • Peixes e frutos do mar em geral harmonizam bem com vinhos brancos leves como o Pinot Grigio, Albariño ou mesmo o Sauvignon Blanc.
  • Aves e carnes vermelhas mais suaves combinam mais com vinhos brancos, rosés e tintos leves, como o Pinot Noir e o Beaujolais
  • Carnes vermelhas mais fortes devem ser servidas com tintos como o Cabernet Sauvignon ou o Malbec.

Massas e risotos: como escolher o vinho certo?

Quando falamos de risotos e massas, normalmente o molho ou o acompanhamento é que vai determinar qual vinho é mais adequado:

  • Risotos

Os brancos e os rosés costumam acompanhar bem a maioria dos risotos, por serem mais versáteis. Quando a receita incluir carne, linguiça, cordeiro, entre outros, é possível servir vinhos tintos leves, como o Pinot Noir ou o Merlot.

  • Massas

No caso das massas, o molho é quem dita qual o melhor vinho. Quando a receita incluir carnes e/ou tomates, os vinhos tintos são a melhor opção. Já os molhos com queijos e ou se tiver frutos do mar, é mais acertado escolher entre os brancos. De todas as formas, especialistas recomendam evitar vinhos pesados e complexos.

Agora que você já sabe qual vinho servir de acordo com a situação, só falta escolher o prato! Qual o seu preferido? Compartilhe com a gente!

 

Leia também