Franquia, como montar a sua?

0510

Investir em franquias parece ser um método assertivo de empreender, são empresas já consolidadas e que possuem uma taxa de retorno e sucesso bem alta. Em 2017 o setor faturou R$ 163 bilhões e a estimativa de crescimento é de 10% para este ano. De fato, o mercado é promissor, mas você precisa estar atento e entender alguns conceitos que devem ser considerados antes de abrir uma franquia, confira:

  1. Capital inicial – esse é o valor inicial que você deve ter para começar. Nisso entram os gastos com reformas, móveis, decoração, máquinas e equipamentos, basicamente tudo aquilo que é necessário para a abertura do seu negócio.
  1. Taxa de franquia – essa taxa funciona como uma entrada no negócio. Ela firma o seu contrato com a empresa e é uma taxa inicial do negócio. Geralmente é cobrada somente uma vez e inclui todos os gastos anteriores à inauguração, ou seja, treinamentos, manuais, a escolha do local. Basicamente isso inclui todo o suporte para que sua franquia tenha sucesso.
  1. Taxa de royalties – diferente da taxa anterior, essa é paga mensalmente e serve como uma fidelidade à franquia, garantindo que seu negócio possua sempre o suporte da rede a qual pertence. Essa estratégia oferece suporte para realizar pesquisas, investir em ações para estimular as vendas na loja, acompanhar as inovações de empresa, entre outras ações. A taxa de royalties é cobrada calculando um percentual sobre o faturamento.
  1. Capital de giro – esse é um valor de segurança que todo franqueado deve ter para possíveis emergências e manutenção do negócio. Esse valor deve abranger todas as necessidades da franquia, principalmente enquanto ela ainda não possui um faturamento que pode arcar com todos os custos.

O planejamento financeiro e a gestão dos negócios é essencial para que você possa ter sucesso na sua franquia. Especialize-se na área com os cursos do Senac SC: http://senac.sc/lx6rq7

Leia também: