Escala Pantone: entenda o sistema que se tornou padrão de cores

topo-de-blog

Em revistas de moda, design e decoração, muito se fala na Escala Pantone, mas muito pouco se conhece sobre esse sistema que se tornou padrão de cores em todo o mundo. Você, por exemplo, sabe qual o grande diferencial que fez da marca Pantone o sinônimo de cor direta?

Criada em 1962, a Pantone é uma empresa norte-americana, com sede em New Jersey. No início, a marca fabricava cartões de cores para uma indústria de cosméticos. Até que seu fundador, Lawrence Herbert, desenvolveu, no ano seguinte, o Pantone Matching System (PMS), um sistema de cores baseados em códigos numéricos, que acabou se transformando em um modelo padrão para áreas como o design e a moda.

Já na época, o sucesso foi grande por que se tratava da primeira escala que não levava em consideração fatores subjetivos na hora de nomear uma cor. A escala CMYK, por exemplo, usa termos como ciano, magenta, entre outros que podem causar confusão.

O primeiro guia feito pela empresa possuía apenas 10 cores. Com o tempo, os tons foram se multiplicando e, dez ano depois, a Pantone já tinha vendido mais de 100 mil guias. Atualmente, mais de quatro décadas depois, já são mais de 1700 cores e centenas de milhões de catálogos vendidos.

Hoje em dia, dois produtos são desenvolvidos pela empresa (sem contar softwares e equipamentos): os leques/escalas e as amostras destacáveis. Os primeiros são guias de referência rápida que trazem o número da cor e como obtê-la por meio do método de impressão CMYK. Já as amostras destacáveis derivam dessas escalas e têm como objetivo a comunicação precisa da cor.

Os benefícios da escala Pantone

Além da nomenclatura baseada em códigos numéricos e da alta regularidade e padrão em sua produção, a Escala Pantone apresenta diversas outras vantagens na hora de aplicar uma cor:

  • Garante cores uniformes em materiais impressos.
  • Unifica marcas e logotipos.
  • Permite criação de tons metálicos e fluorescentes.
  • Encontra tons que o sistema CMYK não consegue alcançar.

Quem define as cores Pantone para o ano?

corpo-de-blog

    Desde 2000, o Pantone Color Institute lança uma cor que será considerada destaque para o ano seguinte. A primeira tonalidade escolhida, para simbolizar o novo milênio, foi a Cerulean – uma espécie de azul que traz a sensação de otimismo.  

    Desde então, todos os anos, a empresa reúne profissionais de diversos setores e o objetivo é eleger um tom que traduza o contexto social do momento. A equipe recebe informações de várias partes do mundo e seleciona os principais aspectos para levar em conta e aí o desafio é traduzir tudo isso em uma única cor.

    Em 2015, a marca anunciou o Marsala, que se trata de um tom vivo e profundo de castanho avermelhado. No ano seguinte, pela primeira vez, foram escolhidas duas cores: o Quartzo Rosa e o Serenidade, tons candy de rosa e azul. Neste ano, quem ganhou vez foi o verde! O Greenery foi a aposta da Pantone. Quais são as apostas para 2018?

    Você se interessa por moda, decoração e design? O Senac SC conta com diversos cursos de curta duração, técnicos, graduação e pós-graduação nessas áreas. Confira mais sobre nossos conteúdos programáticos e inscreva-se já!

    Leia também: