• Atualizado em 22/12/2017

Você está disposto a aprender a cozinhar? Ou então já se aventura com as panelas e busca aprimorar os seus conhecimentos? Bem, para auxiliá-lo nessa missão, o Senac SC lança uma série de dicas sobre cozinha básica! E a primeira lição é conhecer os principais tipos de cortes de legumes e verduras.

Aqui, você aprenderá quais os tipos de cortes de legumes e verduras listados por Renata Tremea, orientadora de gastronomia do Senac SC. Essas dicas ajudarão você a entender melhor como preparar os alimentos na hora de seguir uma receita e impressionar a família, os amigos e o namorado na hora de apresentar aquele prato digno de chef! ;)  

Tipos de cortes de legumes e verduras

chifonnade

Chiffonnade: nesse tipo de corte, as folhas são enroladas e fatiadas em tiras bem finas, como feito na couve refogada – o famoso acompanhamento da feijoada. Também é bastante utilizado para o corte de ervas como manjericão e salsinha.

Julienne

Julienne: o corte Julienne é um dos mais versáteis da gastronomia. É feito em finas tiras de 3 mm de espessura e 3 a 5 cm de comprimento. Os legumes cortados em Julienne podem ser usados para enfeitar, cozinhar no vapor, fritar, refogar ou até mesmo crus.

BrunoiseBrunoise: são cortes em cubinhos bastante pequenos – normalmente de 3 mm. Ele costuma ser feito a partir do corte Julienne bem fino. Legumes cortados à Brunoise são ideais para recheios ou mesmo saltear na manteiga, uma vez que têm cozimento rápido. É bastante utilizado para cebolas e cogumelos.

Neste vídeo você pode aprender como fazer os tipos de corte explicados acima

4

Paysanne: são cortes em formatos irregulares: losangos, cubos, redondos e ovais. Eles costumam ter cerca de 2 cm de lado. Veja aqui como fazer.

5

Vichy: são cortes arredondados, geralmente feitos em cenouras.

6

Demidov: é um corte feito em máquina própria, que deixa o legume ondulado.

7

Mirepoix: no mirepoix, os legumes são cortados em formato de pequenos cubos de 8 mm de lado. É comum usar em arroz, carnes e complementos de molhos.

8

Parmentier: são cubos um pouco maiores, cerca de 12 mm de lado. São usados em guarnições de carnes ou receitas de pratos que têm esse nome.

9

Corte palito ou batton: é o típico corte para fazer batata-frita. São bastões grandes com espessura de 1,5 cm e 7 cm de comprimento.

 

BâtonnetBâtonnet: uma variação do corte batton, o bâtonnet são bastões retangulares com espessuras mais finas – cerca de 6 mm – e 7 cm de comprimento. Costuma ser utilizado para sopas ou guarnições de carnes.

11

Jardineira ou Jardiniére: são bastões quadrados ou retangulares de 5 a 6 mm de lado e 2 cm de comprimento.

12

Tourné ou Printanére: legumes cortados de forma mais grossa, alongada e com pontas quadradas.

13

Olivette: olivette é um corte comumente feito em batatas, para que elas fiquem em forma de azeitonas. Costumam ter de 2,5 cm a 3 cm de comprimento e são usados em guarnições de carnes e frango.

14

Batatas chips: esse corte todo mundo já ouviu falar! São aqueles redondos e bem fininhos – cerca de 1,5 a 2 mm de espessura.

15

Batata Portuguesa: elas ficam em forma de meias-luas.

E aí, já conhecia alguma delas? Na hora de praticar, compartilhe com a gente quais foram os tipos de cortes mais difíceis! E não deixe de conferir os outros posts da série!

 banner-blog-tecnico

Publicações Relacionadas