Sem categoria

Nem ONG nem empresa tradicional: entenda o que são os negócios sociais

Os negócios sociais são o novo investimento do mercado. Com um modelo empresarial diferente, ele começa através de uma aplicação inicial, que pode ser de capital privado ou público, e todo lucro obtido é reinvestido na empresa e nos funcionários. O principal objetivo dos negócios sociais é impactar de forma positiva uma comunidade ou um grupo de pessoas. A ideia é solucionar ou ajudar de alguma maneira a reduzir os problemas sociais e ambientais de forma sustentável.

Seja no ramo de educação, saúde, nutrição ou tecnologia, os negócios sociais oferecem um serviço ou produto específico. Além disso, são autossustentáveis, ou seja, não dependem de doações para se manter. Nesse modelo de negócio todo lucro gerado é revertido para a própria instituição e funcionários. Os resultados de um negócio social devem necessariamente influenciar de forma positiva uma comunidade, através da geração de renda compartilhada.

Oportunidade é outro fator chave. Essas instituições dão espaço para pessoas que estão à margem da sociedade, seja por algum tipo de vulnerabilidade social ou deficiência motora e/ou intelectual. A inclusão facilita para que esses cidadãos possam ter novas experiências e perspectivas de emprego.

A 5 principais características dos negócios sociais

  1. Oferecer um produto ou serviço que beneficia um grupo de pessoas.
  2. Ser autossustentável.
  3. Causar um impacto positivo dentro de uma comunidade.
  4. Gerar lucro para ser reinvestido na empresa e nos funcionários para ampliação e fortalecimento do negócio.
  5. Oferecer oportunidades para indivíduos à margem da sociedade.

Entenda melhor como funcionam os negócios sociais

É importante ressaltar que os negócios sociais não funcionam como trabalho de voluntariado. Pelo contrário, todos os trabalhadores são remunerados pelo lucro obtido com a comercialização dos serviços ou produtos. Esta geração de empregos favorece a inclusão das pessoas no mercado de trabalho, além de ofertar experiência e geração de renda de forma inovadora.

Existem diversos exemplos de negócios sociais que podem servir de inspiração para você começar o seu. Em Santa Catarina, por exemplo, existe a Coepad, uma cooperativa social formada por pessoas com deficiência intelectual que produz agendas, blocos, cadernos e envelopes de papel reciclado de forma artesanal. Pais e amigos tiveram a ideia de criar essa instituição como uma forma de aprendizado e ocupação para seus filhos e colegas. Todos os cooperados recebem salário e são maiores de 18 anos.

Outro exemplo é a Rede Asta, que foi fundada em 2005 com a missão de empoderar artesãs de áreas vulneráveis do Rio de Janeiro. As mulheres que participam transformam resíduos sólidos em artigos personalizados e criativos. A rede oferece cursos de artesanatos e consultoria para elas possam manter seu negócio de forma lucrativa e sustentável.

Como criar seu próprio negócio social?

Uma grande referência nesse assunto é a Yunus Negócios Sociais. Eles oferecem suporte para pessoas que têm interesse em montar seu próprio negócio social. Por meio de investimentos, eles ajudam na criação de novos empreendimentos e oferecem serviços de consultoria para dar maior segurança para quem quer entrar nesse ramo.

Se você quer empreender e montar seu próprio negócio social, o Senac SC possui diversos cursos na área de Gestão e Negócios. Confira todas as opções e tenha as melhores dicas e oportunidades com nossos cursos. Acesse: http://senac.sc/gbq8pH

O que levar em consideração na hora de escolher a faculdade?

A entrada no curso superior é um ponto de partida na carreira. É onde começa toda a preparação para você se tornar o profissional que escolheu ser. Afinal, quem nunca sonhou com o diploma universitário nas mãos, não é mesmo? 

Mas para esse objetivo se tornar realidade não é só escolher uma profissão que tenha a ver com você. É preciso avaliar também qual instituição se adequará às suas necessidades e que irá garantir o seu preparo para o mercado de trabalho!

A tarefa não é fácil, afinal são vários quesitos que entram em análise. Por isso, selecionamentos algumas dicas que poderão ajudar você nessa decisão. Confira!

5 dicas para escolher a faculdade certa para a sua graduação

Infraestrutura

Uma boa estrutura universitária não se baseia apenas em espaços de convivência, salas de aula e praças de alimentação. É preciso analisar os recursos que vão interferir na sua preparação profissional, como a qualidade da biblioteca e a presença de bons laboratórios. Em cursos na área da saúde, ciências exatas e biológicas, por exemplo, a presença de laboratórios bem equipados é fundamental para a formação prática do profissional.

Corpo docente

A equipe de professores que vai acompanhar a sua formação é outro aspecto que não pode ficar de lado! Por isso, procure saber sobre a capacitação de cada docente, observando a quantidade de especializações e experiência que ele pode oferecer para o seu ensino.

Além disso, avalie se esse profissional ainda está em contato com o mercado de trabalho. Assim, ele poderá dar insights interessantes sobre a profissão e trabalhar conteúdos que irão agregar à sua formação.

Grade Curricular

Nesse quesito, é importante ter em mente o enfoque que você pretende ter na sua formação. A intenção é começar a trabalhar logo ou virar um grande pesquisador? Ao avaliar a grade curricular das instituições, é possível perceber que algumas estão mais voltadas para a prática e outras para a pesquisa. Se o seu objetivo é ter um preparo mais focado no mercado de trabalho, a primeira opção pode ser mais promissora para o seu futuro profissional.

Proximidade com o mercado de trabalho

Uma instituição que mantém relações com grandes empresas e coloca o aluno mais perto do mercado de trabalho costuma formar profissionais mais seguros e preparados para os desafios que irão enfrentar. Por isso, é importante ter na sua formação uma série de visitas técnicas, aulas práticas e a possibilidade de estágios.

Uma boa forma de descobrir se a instituição que você quer tem essas atividades é conversando com os próprios alunos. Sabe aquele amigo que acabou de concluir a graduação nesse mesmo lugar? Chame-o para conversar!

Reconhecimento pelo Ministério da Educação

O reconhecimento de uma instituição pelo MEC é a comprovação de que ela está apta para capacitar profissionalmente os seus alunos. Assim, é fundamental estar bem informado sobre isso para ter a ciência sobre a legalidade do seu curso e do futuro diploma de conclusão! Para confirmar esse detalhe é só pesquisar a lista de instituições cadastradas no próprio site do MEC!

Outro fator importante é a avaliação do curso pelo Enade, o Exame Nacional de Desempenho de Estudantes. Com ele você confere a qualidade do ensino oferecido pela instituição através de uma avaliação do desempenho dos estudantes,  do corpo docente e da estrutura disponível.

Escolhendo uma boa instituição, o início de uma nova profissão é ainda melhor! Com esforço e comprometimento, o ensino de superior é só o ponto de partida para você se tornar um grande profissional! Já escolheu a sua área? (;

3 livros que vão ajudar você a alavancar a sua carreira

Você já parou para pensar em que ponto da sua carreira você está nesse momento? Começou um trabalho novo, foi recém promovido ou então sente que está estagnado há muito tempo no mesmo lugar? Bem, seja você um assistente, um analista ou até mesmo um dos sócios da empresa, isso muito pouco importa. Porque, independente do estágio em que você se encontra, há sempre meios para alavancar a sua carreira.

Continue lendo

Saiba mais sobre a nova marca do Senac!

O Senac está de cara nova, com uma nova logo que reforça o compromisso da Instituição em desenvolver a educação profissional e melhorar as condições de vida dos brasileiros. A inovação sempre presente na razão de existir do Senac também fez parte do conceito de criação da nova marca!

“A logomarca traz um avião de papel estilizado, formado pela junção de triângulos que, como uma seta, aponta em direção ao novo, ao futuro. A educação profissional é o veículo dessa transformação de vidas, possibilitando a ascensão pessoal e profissional dos brasileiros, que acompanham a trajetória de sucesso econômico e social do país”, explica Sidney Cunha, diretor-geral do Senac Nacional.

O que buscamos mostrar através da logomarca é a essência da marca Senac – A Escola do futuro do mundo: Pessoas inovando pela transformação do Brasil. O simbolo de um avião de papel representa a transformação que a educação faz na vida das pessoas. Um voo para a realização!

Nossa logomarca busca transmitir as ideias de:

  • Liberdade: escolher o que quiser ser no futuro;
  • Inovação: a criatividade de quem se transforma pela educação;
  • Leveza: a simplicidade que possibilita o voo empreendedor;
  • Alegria: a certeza do sucesso!

Para a criação da nova logo foram feitas pesquisas com alunos e colaboradores de diferentes unidades do Senac. A pesquisa apontou que a Instituição é reconhecida por seu caráter inovador e de transformação do Brasil. Com base na tendência mundial, de acordo com o mercado publicitário, a nova marca aposta em um desenho mais moderno, que representa inovação e flexibilidade. No que tange às cores, o azul e o laranja contemplam a liberdade (a escolha do que quiser ser no futuro), a inovação (a criatividade de quem se transforma pela educação) e a leveza (a simplicidade que possibilita o voo empreendedor).

A atualização com o novo símbolo engloba desde materiais e fachadas, a sinalizações internas em todas as unidades, incluindo faculdades, restaurantes-escola, hotéis-escola e lanchonetes-escola. As alterações serão gradativas e devem ocorrer em todo o país até março de 2013.

E aí, vocês curtiram a nova logomarca?!