Design e Artes

Cool Hunter: o caçador de tendências

Observar, pesquisar, fotografar, infiltrar-se em grupos de jovens e a partir disso antecipar tendências. Essa é a função de um cool hunter, ou em bom português, um caçador de tendências. Esse profissional precisa ser capaz de reconhecer futuros padrões de comportamento no que diz respeito a produtos de consumo. Ele precisa ser capaz de prever o que será sucesso nos próximos anos e fazer isso baseado em seu conhecimento e naquilo que é capaz de identificar como tendência.

O que a princípio pode parecer um trabalho simples e fácil, na verdade exige muita atenção, concentração e um senso de percepção que a maioria não tem. Das passarelas de moda a um assunto mobilizador de uma mesa de bar: tudo pode servir de brecha para um cool hunter captar o que pode virar uma tendência.

A cool hunter Sabina Deweik, do instituto de pesquisas de tendências de consumo Future Concept Lab, é formada em jornalismo e tem dois mestrados no currículo, um em comunicação da moda e outro em semiótica. Em entrevista ao portal Exame.com ela define a sua profissão: “O cool hunter é um pesquisador que observa em 360 graus o que está acontecendo de novos comportamentos em uma determinada região. Para isso, ele observa várias áreas. Não só moda”.

Sabina também explica como é a sua rotina de trabalho e deixa claro que, mais que uma profissão, ser uma caçadora de tendências é também um estilo de vida. “Cerca de 40% do trabalho é em campo. Não é só tirar foto de vitrine, você precisa levantar hipóteses. Então, tem uma pesquisa anterior. Depois do mapeamento, você desenvolve um relatório com base no que observou. Você não pode fazer interpretações erradas. Não pode afirmar que é uma tendência algo que vai durar apenas um ano”, explica.

O mercado para essa nova área profissional está em formação no Brasil, pois até pouco tempo as empresas recorriam às agências de publicidade e marketing para essa função. Não há ainda cursos de formação específicos para a profissão, mas agências especializadas já estão se dando conta da necessidade brasileira. Para quem deseja seguir nesta carreira é necessário saber que é preciso muita dedicação, estudo, conhecimento, comprometimento e senso crítico para encontrar e transformar em informação valiosa as tendências que flutuam por aí.

A arte que nos dá prazer

Você já parou para pensar como seria o mundo sem arte? Muito possivelmente seria sem graça, sem cores e bem menos divertido. Enquanto alguns pensam que a arte é perda de tempo, outros ganham dinheiro e fama mundo afora mostrando a todos o que se passa dentro de suas inquietas mentes. Seja para retratar uma época, um pensamento, os costumes ou para dar vazão a sentimentos adversos, a arte que se traduz em pinturas, grafites, esculturas, música e dança, proporcionando sensação de prazer.

De acordo com o pesquisador Semir Zeki, especialista da University College de Londres, no Reino Unido, contemplar uma bela obra de arte em apenas 10 segundos pode realizar um aumento imediato no fluxo de sangue nas áreas do cérebro associadas com prazer. Segundo o pesquisador, o efeito é equivalente à sensação de estar apaixonado.

A pesquisa foi realizada com 28 indivíduos sem conhecimento prévio de arte, e após a análise de uma obra, os cientistas descobriram que as obras que produziram mais prazer foram a dos pintores John Constable e Dominique Ingres.

Mesmo que você não tenha o hábito de frequentar galerias, exposições fotográficas artísticas ou nunca tenha parado para observar uma obra em um museu, você também está convivendo com arte. Nos muros da cidade, nas embalagens de comida, na moda, até o design de automóveis pode ser considerado uma arte. Além disso, a arte não tem limites. Tudo o que pode ser imaginado e realizado faz parte desse universo mágico que permite as mais ousadas ideias.

Para quem ficou com vontade de entrar em contato com novos artistas, vale a pena entrar nesses sites:

Museo Del Prado – nesse site é possível ver diversas obras do acervo do museu em altíssima resolução e descobrir os detalhes em diversos quadros.

 Zupi – o site da revista de arte Zupi mostra trabalhos de diversos artistas do mundo todo. Para quem gosta de descobrir talentos esse é o lugar.

Banksy – o street artist inglês é conhecido por não ser conhecido. Até hoje ninguém viu seu rosto, mas suas obras estão espalhadas ao redor do mundo. Sua assinatura é seu estilo inconfundível de crítica social.

Fonte: Universia

Imagem: Banksy

Mercado procura profissionais de Design Gráfico

A evolução tecnológica ocorrida nos últimos anos transformou radicalmente o processo de produção gráfica. No mercado surgem constantemente novas tecnologias que desfavorecem a visão do sistema como um todo e formam-se profissionais focados somente em especificidades. Mas além disso, a necessidade é de pessoas que atuem de maneira geral e tenham a visão completa do processo. O Brasil hoje possui uma economia fortalecida, o que favorece o crescimento e o surgimento de novos negócios. Isso acaba gerando uma grande procura por profissionais capacitados para desenvolver e gerenciar projetos em design gráfico desde a tomada do briefing até a entrega final do serviço, atendendo as necessidades deste novo mercado.

Você sabia que foi uma designer brasileira que criou a logo do site mais valioso do mundo, o Google? Sim, Ruth Kedar, nascida em Campinas-SP, mudou-se com a família para Israel em 1971 e formou-se em arquitetura naquele país. Mais tarde concluiu sua pós-graduação na Universidade de  Stanford, nos Estados Unidos. A designer tem entre seus clientes mais notórios marcas como Adobe, Alliance Francaise e OpenSource. Além disso ela tem seu próprio estúdio de design, o Kedar Design e um site de arte, Art.net. Ruth já recebeu vários prêmios em design e a suas obras de arte são exibidas nos Estados Unidos e internacionalmente.

Os profissionais egressos das áreas de Design Gráfico, Comunicação Social, Arquitetura, Artes Visuais, Artes Gráficas e afins encontram pouca oferta em nível de pós-graduação que possam dar continuidade aos seus conhecimentos adquiridos, preparando-os para tornarem-se gestores competentes nesta área. É por isso que o Senac lança a pós graduação em Gestão de Projetos de Design Gráfico. Um curso que objetiva preparar profissionais não para atuarem como técnicos em processos isolados mas, como gestores no desenvolvimento de projetos em design gráfico, com a competência e domínio de todas as etapas do processo. Um profissional especialista nesta área poderá atuar em estúdios de design, agências de publicidade, editoras, empresas jornalísticas, fornecedores gráficos, entre outros.

O curso inicia no dia 31 de agosto com aulas quinzenais, sempre as sextas à noite e sábado durante o dia. A carga horária é de 456 horas/aula. Mais informações podem ser obtidas através do site: sc.senac.br ou pelo telefone: (48) 3229.3200.

Saiba mais sobre a nova marca do Senac!

O Senac está de cara nova, com uma nova logo que reforça o compromisso da Instituição em desenvolver a educação profissional e melhorar as condições de vida dos brasileiros. A inovação sempre presente na razão de existir do Senac também fez parte do conceito de criação da nova marca!

“A logomarca traz um avião de papel estilizado, formado pela junção de triângulos que, como uma seta, aponta em direção ao novo, ao futuro. A educação profissional é o veículo dessa transformação de vidas, possibilitando a ascensão pessoal e profissional dos brasileiros, que acompanham a trajetória de sucesso econômico e social do país”, explica Sidney Cunha, diretor-geral do Senac Nacional.

O que buscamos mostrar através da logomarca é a essência da marca Senac – A Escola do futuro do mundo: Pessoas inovando pela transformação do Brasil. O simbolo de um avião de papel representa a transformação que a educação faz na vida das pessoas. Um voo para a realização!

Nossa logomarca busca transmitir as ideias de:

  • Liberdade: escolher o que quiser ser no futuro;
  • Inovação: a criatividade de quem se transforma pela educação;
  • Leveza: a simplicidade que possibilita o voo empreendedor;
  • Alegria: a certeza do sucesso!

Para a criação da nova logo foram feitas pesquisas com alunos e colaboradores de diferentes unidades do Senac. A pesquisa apontou que a Instituição é reconhecida por seu caráter inovador e de transformação do Brasil. Com base na tendência mundial, de acordo com o mercado publicitário, a nova marca aposta em um desenho mais moderno, que representa inovação e flexibilidade. No que tange às cores, o azul e o laranja contemplam a liberdade (a escolha do que quiser ser no futuro), a inovação (a criatividade de quem se transforma pela educação) e a leveza (a simplicidade que possibilita o voo empreendedor).

A atualização com o novo símbolo engloba desde materiais e fachadas, a sinalizações internas em todas as unidades, incluindo faculdades, restaurantes-escola, hotéis-escola e lanchonetes-escola. As alterações serão gradativas e devem ocorrer em todo o país até março de 2013.

E aí, vocês curtiram a nova logomarca?!

Método experimental produz tecidos com a ajuda de fungos e bactérias

Junte química, biotecnologia e moda. O resultado, com certeza, será inovação. É isso que a designer Suzanne Lee propõe nas suas criações, realizadas com a ajuda de fungos e bactérias. Não entendeu nada? Calma que a gente explica.

Suzanne, pesquisadora da Universidade Central Saint Martins de Arte – em Londres, coloca bactérias e fungos microscópicos em uma cuba com chá verde e muito açúcar. Os micro-organismos consomem o açúcar e demoram de duas a três semanas para produzir o tecido de celulose, que a designer usa em suas criações.

O resultado é uma camada fibrosa de 1,5 centímetros de espessura, que pode ser moldada n o formato da roupa. Em seguida é seca, tornando-se mais fina e pronta para ser tingida, recortada e finalmente costurada.

O trabalho está apenas começando e ainda encontra algumas limitações. A principal delas é que é um material muito absorvente. Quando molhado, o tecido tende a ficar com o aspecto de uma esponja encharcada. Ainda estão sendo estudados métodos para tratar as fibras para tornar o material resistente à água.

A intenção de Suzanne em longo prazo é usar um molde e fazer com que as bactérias produzam o tecido já no formato desejado, dispensando as costuras. No vídeo (disponível apenas em inglês), a designer mostra como trabalha:

O que faz um Técnico em Design de Interiores?

Imagine a satisfação de chegar em casa ou no local de trabalho e se sentir à vontade, com todo conforto que você merece. Imaginou? Pois saiba que o Técnico em Design de Interiores pode te ajudar. É ele quem planeja e organiza a composição dos espaços internos com criatividade e responsabilidade, conjugando as diferentes possibilidades de linguagens estéticas, sem interferir nas questões estruturais dos espaços, respeitando o meio ambiente e os recursos naturais.

Em outras palavras, ele é o responsável por transformar os espaços internos de residências, empresas, além de outros ambientes, em lugares únicos que refletem o jeito e a alma dos clientes, visando o conforto, e principalmente a qualidade de vida de quem vive ou trabalha nesses espaços. Entre as atividades relacionadas ao Técnico em Design de Interiores, podemos destacar a sua atuação como autônomo ou em escritórios de design e em lojas de decoração.

Um exemplo de trabalho muito bem feito e criativo, foi o novo ambiente e decoração feito pelo estúdio 1-18 na agência CuboCC localizada em São Paulo. Este trabalho para a CuboCC colocou a agência entre as 10 mais “Coolest Offices in the World” segundo pesquisa publicada no The Grindstone. (fonte: http://senac.sc/poKv7w)

Confira as fotos de como ficou a agência:



Se você acredita que essa profissão tem tudo a ver com você, nós estamos com inscrições abertas para o curso Técnico em Design de Interiores. É uma oportunidade para você colocar em prática toda sua criatividade e se capacitar para um mercado de trabalho extremamente competitivo.

Quer fazer o curso Técnico em Design de Interiores? As matrículas estão abertas:

Senac Brusque
Período de: 06 de agosto de 2012 à 11 de dezembro de 2013
Horário: 18h45 às 22h
Dias das aulas: Segunda à sexta
Investimento: 17x de R$ 290,00
Mais informações: 47 3351-2626

A Faculdade Senac Florianópolis também oferece este curso, porém não tem turmas abertas.
Mas os interessados, podem ligar e fazer seu registro de interesse através do número: 48 3229-3200.

Este conteúdo foi enviado por Gil Guzzo, colaborador do Senac do Eixo Produção Cultural e Design.

Visual Merchandiser: conheça o mais novo curso do Senac Florianópolis!

Quer um lugar para colocar sua criatividade artística em prática? O Eixo Tecnológico Produção Cultural e Design é o lugar certo para isso.  Aqui você poderá encontrar itinerários formativos a partir de cursos na área de artes, audiovisual, comunicação, design, fotografia, moda e multimídia. Atividades que exigem criatividade e inovação, em sintonia com conceitos de expressão, informação e comunicação, articulando-se com o mercado e as necessidades dos alunos. Foi com esse pensamento que o Senac Florianópolis lançou um curso inédito no Brasil: Visual Merchandiser.

Este é um curso de capacitação profissional na área de design que permitirá ao aluno atuar tanto em lojas como em redes de varejo, em empresas organizadoras de eventos e feiras, bem como trabalhar em conjunto com equipes de produção de eventos. Um profissional que poderá responder pela produção e comunicação visual, iluminação, produção de vitrines e disposição de mobiliário no ponto de venda. Por estar ligado ao design de interiores, à cenografia e às artes visuais, o Visual Merchandiser também poderá explorar a estética e a comunicação visual na apresentação de marcas e produtos.

O Eixo Tecnológico Produção Cultural e Design tem um amplo horizonte para que o aluno possa desenvolver diferentes habilidades técnicas e artísticas. O curso de Visual Merchandiser é seu mais novo e inédito exemplo.

E por falar em Visual Merchandiser, olhem que bacana esta loja nos Estados Unidos! Toda essa decoração inovadora, criativa e cheia de cores contrastantes foi feita pelo designer Jaime Hayon. As fotos são da Loja Camper e foram retiradas deste blog aqui! Nós adoramos, e vocês?

Vitrine vista de dentro!

Outra vitrine, vista por fora!

Olha só o piso, que lindo!

Espelhos, chão vermelho e pufe preto!

Quer fazer o curso de Visual Merchandiser? As matrículas estão abertas:

Faculdade Senac Florianópolis
Período: 09 de julho à 05 de dezembro de 2012
Horário: 19h às 22h
Dias das aulas: Segunda, Quarta e Sexta
Investimento: 6x de R$ 318,33
Telefone: (48) 3229-3200

No nosso próximo encontro falaremos sobre os cursos relacionados a área de moda. Até lá! =)

Formação Continuada: Fotógrafo

E chegou a vez de falarmos da área de Produção Cultural e Designer. Neste eixo você poderá encontrar possibilidades de formação, nos seguintes segmentos: artes; audiovisual; comunicação; design; fotografia; moda e multimídia.

Atividades que exigem criatividade e inovação, em sintonia com conceitos de expressão, informação e comunicação, articulando-se com o mercado e as necessidades dos alunos.
Na organização curricular dos cursos deste eixo, ética, raciocínio lógico e estético, empreendedorismo, normas técnicas e educação ambiental são componentes fundamentais para a formação de técnicos que atuam em equipes, com iniciativa, criatividade e sociabilidade.

Uma das possibilidades capacitação são os cursos relacionados ao segmento de fotografia onde os alunos podem construir um conhecimento dirigido a partir de Programas Socioculturais, como o de Fotografia Digital, até o desenvolvimento de uma capacitação no curso de Fotógrafo.

Com esses cursos o aluno será capaz de registrar imagens, por intermédio de equipamentos fotográficos, em estúdios e em locações internas e externas, valendo-se de fundamentos da linguagem e técnica fotográfica, de princípios de composição e de recursos de iluminação. Um profissional que, ao final do curso, estará apto a atuar em laboratórios e estúdios fotográficos, em editoras, em escolas de fotografia, em agências de publicidade, em veículos de comunicação como jornais, revistas e televisão, bem como em produtoras de cinema e vídeo.

O Fotógrafo pode trabalhar também em documentações científicas e antropológicas, em registro de eventos sociais, assim como em fotografia editorial, de moda, publicitária e de produto, de arquitetura ou autoral. Este eixo tem um amplo horizonte para que o aluno possa desenvolver diferentes habilidades técnicas e artísticas.

E para 2013, o Senac está preparando uma novidade, o programa de aperfeiçoamento em Fotografia de Estúdio.

Se interessou? Então confira as Unidades que estão com vagas abertas!

Faculdade Senac Florianópolis – Fotógrafo
Período de: 31/07/2012 à 21/12/2012
Horário: das 14h às 18h
Dias das aulas: Terça e Sexta
Valor: 7 x R$ 426,00
Turno: Vespertino

Senac Lages – Fotografia Digital
Período de: 10/07/2012 à 11/10/2012
Horário: das 19h às 22h
Dias das aulas: Terça, Quinta e Sábado
Valor: 5 x R$ 192,00
Turno: Noturno

E fiquem ligados que no dia 30/04, aqui no Blog do Senac, vamos falar do curso de Visual Merchandiser. Uma capacitação recém lançada e que só é oferecida no Senac de Santa Catarina.

Concurso de fotografia revela talentos

Um dos mais importantes concursos de fotografia do mundo divulgou na semana passada os vencedores da edição 2012. O Sony World Photography Awards premiou imagens nas categorias Aberta, para amadores e entusiastas, e Juventude, para qualquer pessoa menor de 20 anos.

As fotos que ganharam são de tirar o fôlego e terão exposição em Londres, na Somerset House entre abril e maio. Um pouco longe… Então, para facilitar, você pode conferir algumas das obras neste post do Blog do Senac/SC, ou todas, clicando aqui.

Foto de Piotr Stasiuk, da Polônia, categoria Aberta com Casamento, cortesia do Sony World Photography Awards 2012

 Fotógrafos da Itália, México, Rússia, Estados Unidos, Alemanha, Índia, Eslovênia e Polônia foram premiados na categoria Aberta. Já na Juventude, a Rússia se repete, unindo-se a Ucrânia e África do Sul. O Brasil não está na lista, como vocês podem reparar. Mas quem sabe em 2013?

As inscrições para a próxima edição do concurso abrem no dia 1º de junho de 2012. Você, que é entusiasta de fotografia, pode começar a caprichar nas imagens e participar.

Tobias Bräuning, melhor foto de fração de segundo, categoria Aberta, cortesia do Sony World Photography Awards 2012

O Sony World Photography Awards temamissão de descobrir talentos nos mais diversos campos da fotografia. Além de premiação, o fotografo conta com exposição do seu trabalho em sites e exposições internacional, nas campanhas de marketing da Sony e publicação no livro oficial do concurso.

Tá bom pra começar, né? ;)

Reciclagem: Garrafas PET

Garrafas de Politereftalato de etileno, também conhecidas como garrafa PET, podem levar até 400 anos para se decompor no meio ambiente. Mas, a boa notícia é que este material possui propriedades termoplásticas, e por isso, pode ser reprocessado diversas vezes.

No Brasil, segundo dados do IBGE, quase 55% da matéria prima utilizada pelas Indústrias de embalagens PET são recicladas. Parece razoável, mas é um número que ainda pode melhorar muito. O alumínio, por exemplo, tem seu índice de reciclagem perto dos 99%.

A coleta seletiva de lixo e a conscientização da população para a reciclagem podem aumentar não só a eficiência da reciclagem, como também trazer melhorias na qualidade de vida de catadores e de outros trabalhadores que lidam com resíduos.

Além disso, o descarte correto ajuda a reduzir o volume de lixo e a melhorar a decomposição do mesmo. Pois, quando são misturados ao lixo orgânico resíduos que não se decompõem, estes acabam se transformando em barreiras impermeáveis, o que dificulta a absorção do material, e também dos líquidos e gases da decomposição.

Assim, antes de descartar as garrafas PET, mesmo que corretamente, que tal pensar em alguma forma de aproveitá-las? Como são facilmente moldáveis, são uma ótima matéria prima para diversos tipos de objetos.

Veja alguns e se inspire!

Pinguim

PufeVassoura

Luminária  (foto de abertura)

Mais idéias do que se pode fazer com garrafas PET:

Candelabro, Porta-revista e vaso

Luminária

Cortina

As informações são do site do IBGE e do Inbrametais.

Colmeia urbana

Já pensou criar abelhas dentro da sua casa e poder colher o mel sempre que você quiser? Aposto que isso nunca passou na sua cabeça ou na cabeça da maioria das pessoas. Além de inusitada e inovadora, a ideia da empresa americana Philips também é sustentável e segura. O desenho segue este conceito, também é pouco convencional e muito bonito.

Funciona da seguinte maneira: de um lado fica o pote de flor, por onde o pólen vai entrar; do outro, a casa das abelhas, onde existem diversas chapas de colmeia protegidas por um vidro. Este vidro deixa você ver tudo o que se passa e como funciona o complexo sistema das abelhas. Para facilitar o processo de retirada do mel, o design também contempla uma passagem para colocar um calmante, que vem em forma de fumaça.

 

 

Inteiramente sustentável e ecologicamente correto, o projeto vem repleto de boas intenções. Há propósitos educacionais e benefícios a saúde pelo uso do mel e, do própolis. Tudo fica ainda fica mais interessante quando consideramos que o número de abelhas e suas colônias estão diminuindo drasticamente no mundo por conta da urbanização e desmatamento. Isso significa que se o produto for às lojas teremos um aparelho decorativo, que produz mel e ainda ajuda a preservar uma espécie.

E você, adotaria a ideia?