Autor: blogsenac

Alunos do Senac disputam prêmio de empreendedorismo

Alunos das Faculdade Senac de Florianópolis e Jaraguá do Sul, são finalistas do 5º Concurso Estadual de Planos de Negócio para Universitários, promovido pelo Sebrae/SC. O concurso tem como objetivo estimular a cultura do empreendedorismo, promover a prática do planejamento empresarial no ambiente acadêmico e contribuir para que os universitários catarinenses montem seu próprio negócio de forma planejada.

O concurso é dividido em cinco categorias: Indústria, Comércio, Serviços, Agronegócios e Negócios Digitais. Os nossos alunos Carla Fabiane Deretti Ferreira e Juan Ely Soares da Silva são finalistas na categoria de Serviços e concorreram com estudantes de instituições de ensino de todo o estado. Ao todo, foram selecionados 5 finalistas em cada uma das categorias.

No dia 30 de novembro serão apresentados os vencedores de cada categoria. A premiação para os vencedores é uma viagem para o Vale do Silício, região famosa pelo número de empreendedores, para conhecer empresas como a Google, Facebook, entre outros.

Nesse blog você pode conferir mais informações e ainda super dicas de empreendedorismo e de como montar o seu plano de negócios.

Prêmio Talento Profissional agita alunos do Senac

O Prêmio Talento Profissional, realizado desde 2009, tem o objetivo de estimular e reconhecer os alunos que, durante a realização de seus cursos, buscaram desenvolver ações que agregassem valor a sua formação e que pudessem contribuir para as organizações e a sociedade.

O Prêmio que tem uma etapa local e outra estadual, é dividido em quatro categorias: Formação Inicial e Continuada, Graduação, Pós-graduação e Técnico. Em 2012, dos mais de 100 trabalhos inscritos, 49 foram aprovados para etapa estadual, que será realizada no dia 28 de novembro de 2012, no SESC Cacupé. Neste ano haverá apresentação dos trabalhos de todos os concorrentes durante a tarde do dia 28, para que os demais participantes possam conhecer o trabalho dos colegas. O tema ainda é uma surpresa, mas pode-se adiantar que irá remeter a alguma região catarinense. Após a premiação haverá um coquetel com gastronomia típica da região escolhida.

As Unidades que tiveram projetos aprovados para etapa estadual foram:

– Faculdade Senac Jaraguá do Sul;
– Senac Concórdia;
– Senac Tecnologia;
– Senac Rio do Sul;
– Senac Xanxerê;
– Senac Itajaí;
– Senac Joaçaba;
– Faculdade Senac Chapecó;
– Faculdade Senac São Miguel do Oeste;
– Senac Lages;
– Faculdade Senac Blumenau;
– Senac Saúde e Beleza;
– Faculdade Senac Tubarão;
– Faculdade Senac Florianópolis;
– Senac Brusque;
– Senac EaD;
– Senac Joinville;
– Senac Porto União;
– Faculdade Senac Caçador;
– Senac São Bento do Sul;
– Faculdade Senac Criciúma;
– Senac Canoinhas.

Santa Catarina fica em 4º lugar geral na Olimpíada do Conhecimento

No último sábado, dia 17, encerraram as competições da 7ª Olimpíada do Conhecimento, realizada em São Paulo, no Anhembi. No dia seguinte, em Barueri, aconteceram cerimônia de encerramento e premiação dos participantes.

A delegação de Santa Catarina, formada por 39 estudantes do Senac e Senai e, seus avaliadores, ficou em 4º lugar geral da Olimpíada, ficando atrás apenas de São Paulo, Minas Gerais e Paraná, respectivamente.

Os competidores treinaram por cerca de onze meses, desenvolvendo trabalhos típicos de diversas ocupações, que simulam o ambiente de trabalho. Desta forma, cumprindo o objetivo da Olimpíada do Conhecimento.

O Senac, participou em quatro categorias: Cabeleireiro, Cozinheiro e Técnico em Enfermagem, com quatro alunos. Para a Mayara Silva Santos, de Joinville, competidora da categoria Cozinheiro, participar da Olimpíada do Conhecimento a fez crescer na profissão que ela escolheu. “Não há dúvida de que eu cresci e aprendi muito durante os meses de treinamento e mesmo na competição”.

Os alunos do Técnico em Enfermagem, Guilherme Sakurada e Leandro Radunz, voltaram para Jaraguá do Sul, satisfeitos com o que vivenciaram. “Se eu pudesse, participaria de novo, mas se tiver oportunidade, quero ir a Olimpíada em 2014 para trocar experiências com os próximos competidores”, afirma Guilherme. Para Leandro, participar de eventos desse porte, conta muito para o crescimento profissional, por se tratar de uma ótima vitrine de educação profissional.

A Bruna Silvestre, competidora na ocupação Cabeleireiro, trouxe para Florianópolis o Certificado de Excelência, por ter se destacado entre os competidores de todo o país, em sua ocupação. “Volto para casa com sentimento de dever cumprido. Me sinto vitoriosa por ter chego até a etapa nacional e ter sido reconhecida nacionalmente na vitrine da Olimpíada”, afirma Bruna.

O Senac Santa Catarina, mais uma vez, agradece os nossos alunos pelo comprometimento e dedicação em todos os momentos que envolveram a Olimpíada do Conhecimento. A torcida pelo crescimento profissional de vocês continua.

Confira na galeria algumas atividades práticas dos nossos competidores!

Olimpíada do Conhecimento é ótima oportunidade de aprendizado

Para os 640 competidores da 7ª Olimpíada do conhecimento participar da competição é mais do que um desafio, é uma oportunidade de conhecer pessoas, fazer contatos, crescer profissionalmente e viver uma experiência diferente. No dia 12 de novembro, durante a abertura do evento, estiveram presentes para contar um pouco de suas histórias de vida o ex-presidente Lula, o estilista Ronaldo Fraga, o maratonista Bernardo Fonseca, o maestro João Carlos Martins, além da apresentação de André Marques.

Os competidores de diversos estados brasileiros e de outros 24 países tiveram, no dia 13, tempo para a  ambientação, para verificar os equipamentos e conhecer os espaços. Dia 14, primeiro dia das competições, a presidente Dilma foi ao Anhembi prestigiar o evento. Em seu discurso ela falou sobre capacitação profissional, sobre as parcerias positivas entre Senac, Senai e o Governo Federal na iniciativa do Pronatec.

Competições – cabeleireiro

As competições iniciaram ainda na manhã do dia 14 e se estenderam até a noite. Na categoria cabeleireiro a nossa aluna de Florianópolis, Bruna Silvestre, produziu pela manhã, um penteado feminino com ornamentação para noivas e durante a tarde corte masculino estilo fashion com coloração. Nessa categoria as provas duram entre duas e quatro horas. Tudo depende do tipo de procedimento de corte, penteado ou coloração que eles devem fazer. Nesse caso, quatro  avaliadores observam os alunos durante a prova e outros avaliadores, que ficam isolados durante a prova, passam pelas bancadas avaliando minuciosamente o resultado das atividades.

No segundo dia, 15 de novembro, Bruna teve que produzir penteado feminino com coloração pela manhã e penteado criativo feminino com realce de cor, a tarde, totalizando 7 horas de prova.Os quatro avaliadores que acompanham os trabalhos, devem entrar em um consenso e dar uma única nota. Já os avalidores “cegos”, analisam e dão suas notas individuais. Após todas as avaliações, as produções ficam expostas para o público.

Cozinheiro

Na categoria cozinheiro, a Mayara Silvia dos Santos precisou preparar um prato principal e uma sobremesa com base na cozinha celíaca. As receitas escolhidas foram um peixe e um brownie. Nesta categoria o aluno inicia os trabalhos as 8h30 e deve apresentar os pratos entre 13h45 e 14h45. A cada prato finalizado, os avaliadores experimentam, fazem suas considerações e dão suas notas. Nessa categoria em especial houve uma avaliação chamada de avaliação cega, pois os jurados recebem os pratos sem saber de qual competidor ou estado pertencem. Após isso, com a receita, os pratos ficam expostos para os visitantes.

A nossa aluna de gastronomia, Mayara, preparou o seguinte prato: fraldinha com recheio de queijo brie, ao molho de mostarda dijon com fricassê de shitake e ervilhas. De sobremesa, um bavaroise de chocolate com recheio de creme bruleê. Nessa categoria, há ainda a necessidade de não esquecer ou deixar de utilizar os ingredientes obrigatórios, listados na receita.

Técnico em enfermagem

Já os meninos do Técnico em Enfermagem, Guilherme Augusto da Silva e Leandro Randünz, tiveram suas atividades baseadas na assistência integral ao paciente clínico. Nesta categoria os alunos são avaliados por três jurados simultaneamente, por quase duas horas. Os procedimentos são simulados com bonecos, que são interpretados por atores. Por exemplo: eles realizam o procedimento no boneco e quem conversa com eles como se fosse o boneco são esses atores. Após a prova, os alunos passam por uma breve etapa oral com os avaliadores. Depois de tudo, os três jurados se reúnem e entram num consenso para a nota final das duplas. No Técnico em enfermagem, os meninos realizaram procedimentos e orientações em assistência integral ao paciente materno-fetal e neonatal.

A competição segue até dia 18 de novembro, com premiação e cerimônia de encerramento, que será realizada em Barueri – SP.

Foto: Hélvio Romero

Senac Santa Catarina na Olimpíada do Conhecimento

Começam amanhã, 14/11, em Barueri – SP, as competições da 7ª Olimpíada do Conhecimento, o  maior torneio de educação profissional do país. Além de incentivar o desenvolvimento das competências profissionais dos alunos, o evento ensina os jovens a superar desafios, aproxima-os da realidade do mercado de trabalho e apresenta novos talentos à sociedade.

Entre os dias 14 e 17 cerca de 250 mil pessoas, interessadas nas diversas atividades, devem comparecer ao ginásio para acompanhar a performance dos atletas. A competição é realizada em três etapas: a escola, estadual e nacional. Os que alcançarem a melhor colocação na última etapa, garantem vaga para a WordSkills, a mais importante competição internacional de educação para o trabalho, que em 2013 será na Alemanha.

A primeira participação do Senac na Olimpíada do Conhecimento se deu em 2008, com alunos de oito estados brasileiros competindo nas categorias de Cabeleireiro, Cozinheiro e Serviço de Restaurante. Já em 2010, foram 18 estados competindo nas categorias de Técnico em Enfermagem, Serviço de Restaurante, Maquiagem, Cabeleireiro e Cozinha.

Em 2012, são 60 competidores de 22 regionais, divididos nas categorias de Cabeleireiro, Cozinha, Serviços de Restaurante e Técnico em Enfermagem. O Senac de Santa Catarina está representado por Bruna, na categoria Cabeleireiro, Mayara na categoria Cozinheiro e por Guilherme e Leandro na categoria Técnico em Enfermagem. Eles são alunos das Unidades do Senac Saúde e Beleza, em Florianópolis, Joinville e Jaraguá do Sul, respectivamente.

Agora é só cruzar os dedos e torcer pelos nossos atletas do conhecimento!

Boa sorte, pessoal!

Quem quer ser blogueira de moda?

Gostar de moda, maquiagem, produtos de beleza, tendências, acessórios e, principalmente, ter vontade de compartilhar tudo isso com as pessoas. Isso é o que fazem as blogueiras de moda. Longe de ser apenas um hobby, as meninas que dedicam-se a essa prática já não são apenas pessoas que querem passar suas opiniões pessoais para os internautas. Os blogs há muito tempo viraram negócio, e em se tratando de moda, viraram referência. Para se ter uma ideia a busca por “blog de moda” cresceu 2.275% nos últimos cinco anos — mil vezes mais do que as buscas por todos os termos da categoria moda, segundo dados do Google Insight.

Usados como parte da estratégia de marketing para diversas marcas, os blogs de moda tem o poder de disseminar informações positivas e negativas a respeito de diversos produtos, serviços e tendências. É normal que grandes marcas presenteiem as blogueiras com “mimos” que vão desde maquiagem e acessórios, até a passagens e convites para assistir desfiles na primeira fila.

No Brasil, assim como em diversos lugares do mundo, ter um site que fala sobre assuntos preferencialmente femininos ou “de mulherzinha” virou profissão. Quando encarado como negócio é muito lucrativo, e algumas meninas ganham mais com seus sites pessoais do que se estivessem inseridas no mercado de trabalho comum. Esse é o caso de Camila Coutinho, do blog Garotas Estúpidas. Em entrevista ao portal IG ela diz que para ter sucesso é preciso tratar o blog realmente como uma micro empresa. “Se você encarar como negócio e se respeitar, não aceitar qualquer coisa, e tiver um conteúdo bom, bomba mesmo. Não vou falar quanto eu ganho senão todo mundo vai pedir dinheiro emprestado pra mim! Mas posso dizer que eu estou muito feliz com a minha renda pra uma menina de 23 anos. Pago minhas contas, pago minhas viagens, meu carro fui eu que paguei, então está ótimo”.

Para as meninas que se empolgaram com essa possibilidade profissional, fica a dica: estude muito. Não só as matérias do colégio ou da faculdade. Faça cursos, conheça pessoas, visite outros blogs, aprenda outro idioma, seja sedenta por conhecimento. Leia muito e escreva bem. Afinal, ninguém vai te dar credibilidade se o seu blog tiver erros de português e linguagem difícil de entender. O ideal também é ter um diferencial, seja regional ou de produtos e serviços que você fale. O mercado é grande, mas exige qualidade e quanto mais conhecimento e contatos você tiver, melhor será para seu negócio. De resto, divirta-se. Esse é o grande barato de poder trabalhar com um assunto que você goste muito.

Inscrições abertas para o processo seletivo Senac!

Você está pensando em começar um curso superior, mas tem medo de errar na escolha? Então conheça os cursos tecnólogos do Senac. São diversas opções para quem está focado em atividades práticas e que atendem diretamente a demanda das empresas.

Se você quer obter uma graduação para se inserir no mercado de trabalho, os cursos tecnólogos são a melhor opção. Por ter uma grade de matérias que prioriza a prática, os cursos superiores de tecnologia atualizam-se anualmente de acordo com as necessidades do mercado. O formato do curso tem agilidade para atender a dinâmica das mudanças por ter aulas práticas e por incentivar os estágios.

Nos últimos anos, a procura por esses cursos cresceu, o perfil dos alunos mudou e o mercado de trabalho criou nichos que só os tecnólogos conseguem ocupar. Em 2010, no Brasil, haviam 226.053 matriculados em cursos tecnólogos, sendo que 8.150 são alunos de Santa Catarina.

O perfil clássico de quem cursava o tecnólogo era o de pessoas que já estavam no mercado de trabalho, mas pensavam em fazer um curso superior por não haverem concluído a faculdade, ou mesmo nunca terem frequentado uma. Eram alunos, geralmente, entre 25 e 30 anos, que buscavam progressão na carreira. Esse tipo de aluno, ainda procura os tecnólogos e junto a ele, alunos que acabaram de sair do ensino médio e querem seguir uma carreira. Em Santa Catarina o Senac oferece cinco cursos de graduação tecnológica divididos em oito Faculdades de Tecnologia. São eles: Gestão Comercial, Processo Gerenciais, Gestão da Tecnologia da Informação, Gestão de Recursos Humanos e Logística. As inscrições podem ser feitas até dia 25 de novembro clicando aqui. 

Ficou com alguma dúvida? Ligue pra gente, e comece hoje mesmo a traçar seu caminho para o futuro.

Faculdade Senac Florianópolis: 48 – 3229-3200
Faculdade Senac Criciúma: 48 – 3437-9801
Faculdade Senac Blumenau: 47 – 3035-9999
Faculdade Senac Caçador: 49 – 3563-0000
Faculdade Senac Chapecó: 49 – 3361-5000
Faculdade Senac Jaraguá: 47 – 3275.8400
Faculdade Senac São Miguel do Oeste: 49 – 3621-0055
Faculdade Senac Tubarão: 48 – 3632-2428


 

Festa de Halloween, você já preparou sua fantasia?

Ao término do mês de outubro uma popular festa da cultura norte americana toma conta das baladas também no Brasil: o halloween. O dia das bruxas, como é conhecido no país, é celebrado nos Estados Unidos pelas crianças, que saem pela vizinhança fantasiadas para arrecadar doces falando a frase: trick or treat? (doces ou travessuras?).

Por aqui a tradição ainda não faz parte da rotina folclórica dos pequenos, mas jovens e adultos celebram a data em baladas e festas a fantasia. A produção para esse tipo de evento vai das mais simples às mais sofisticadas e os personagens são diversos. Bruxas, monstros, zumbis e vampiros povoam o universo lúdico desta data. Para quem deseja fazer bonito na festa, mas não está a fim de investir muito dinheiro, a maquiagem é a melhor opção. Com um pouco de habilidade, criatividade e inspiração é possível fazer um ótimo trabalho de caracterização.

Aqui no Senac na última quarta-feira, 31, os orientadores Rafael Valentini e Alan Silveira ensinaram aos alunos como usar a maquiagem para completar o look de halloween e dar um “toque de pavor” para a sua fantasia.

Confira as dicas e as imagens na galeria e inspire-se para a festa do final de semana!

  • Abuse do olhão preto, vá além, puxe seu esfumado quase até o cabelo, ultrapasse as sobrancelhas, isso da um ar dark incrível! Faça a linha inferior mais grossa e esfumada, quase que ensaiando uma olheira e junte com a parte superior do esfumado.
  • Se não quiser parecer tão chique, use meio borrado mesmo, pode fazer você entrar no clima.
  • Pra fazer a linha mais gótica, você pode abrir mão do blush pra ficar com a aparência ainda mais pálida.
  • Deixe a pele menos corada, evitando bronzers e iluminadores. A não ser que seu objetivo seja parecer um zumbi, evite deixar sua pele manchada de branco, tente uniformizá-la por completo.
  • Uma dica bem legal e bem fácil, é ir em qualquer loja de fantasia ou cosméticos e comprar sangue falso. Não use qualquer produto, pois pode ser tóxico e difícil de retirar.

Neste vídeo o professor Rafael faz o make up de caveira que está na foto do post, inspirado no clipe da Lady Gaga. Confira!


Madeira Plástica: preservação e sustentabilidade

Poucas matérias primas provenientes da natureza são tão utilizadas quanto a madeira. Presente na construção civil, em barcos, móveis, nas fogueiras e postes de luz será fácil encontrar pelo menos duas peças que levam madeira ao seu redor nesse momento.

Por ser um material natural e abundante na flora brasileira a preocupação com a preservação da floresta e de algumas espécies de madeira é mínima. Mas, felizmente, aos poucos essa cultura está mudando. Com o avanço das pesquisas e a crescente preocupação no que diz respeito a um planeta sustentável, a tecnologia já joga a favor da natureza e da preservação da madeira.

Uma das inovações em prol do menor impacto ambiental é a madeira plástica. Ela é feita a partir do Polietileno de Alta Densidade (PAD) um tipo de plástico mais grosso encontrado em embalagens de produtos de limpeza, óleo de carros, shampoos, etc. Para que esse tipo de material se transforme em toras que tem cor, textura e peso de madeira natural, o PAD é triturado e transformado em grãos. O plástico moído é sugado por uma tubulação até o misturador. Ele recebe pigmento e um produto químico que dá aderência de madeira. Isso vira uma massa aquecida a 180 graus para ser rapidamente resfriada em água gelada, para condensar, a aproximadamente dez graus centígrados.

A madeira plástica é resistente ao sol e ao frio. Tem vida útil longa: dura em média 50 anos. É impermeável, fácil de limpar e manusear, e mais: cupins não gostam de plástico e se alguém colar chiclete ou pichar é simples de retirar.

Mesmo com tantas vantagens, ainda existe um motivo que impede sua popularização: o preço. Cerca de 30% mais cara do que a madeira natural, este ainda é um empecilho para seu maior uso no país. De acordo com os fabricantes, basta que a escala de produção aumente para que o preço diminua, e é isso que espera o mercado brasileiro.

Na lista de produtos fabricados a partir do material proveniente da reciclagem estão dormentes para ferrovias e tampas de bueiros – 30% mais leves que as de ferro fundido – além de móveis e decks para piscinas.

Para se ter uma ideia dos números que a economia sustentável pode atingir e quantidade de árvores que poderiam ter deixado de ser cortadas, em apenas uma fábrica, são produzidas 200 toneladas de madeira plástica por mês. Em seis anos de produção, evitou-se o corte de 180 mil árvores, o equivalente a 400 campos de futebol cobertos de florestas.

Diante desses dados, será que o Brasil precisa mesmo desmatar suas florestas?

Confira a matéria produzida pelo Jornal da Globo que mostra todo o processo de produção da madeira plástica.

Mercado de estética em alta no Brasil

O Brasil é o terceiro maior mercado consumidor de produtos cosméticos do mundo, segundo dados do Euromonitor International. E a previsão é que, ainda em 2012, o país ultrapasse o Japão e alcance o segundo lugar. Esta é uma boa notícia para as micro e pequenas empresas, que correspondem a 90% dos produtores do setor e também para os profissionais de estética, que são grande parte dos consumidores desses produtos.

Quem trabalha com essa área só tem a comemorar. Com o aumento do poder de compra dos brasileiros, alavancado pela classe C, já dominante do país, a procura por serviços ligados à estética aumentou significativamente, assim como a exigência por bons profissionais no mercado.

Um esteticista tem de concluir, no mínimo, o ensino médio técnico. No entanto, atualmente, o mercado busca profissionais com uma formação mais completa, de nível superior. A maioria dos cursos brasileiros de ensino superior em estética é tecnólogo, ou seja, tem entre dois ou três anos de duração e currículo é focado no mercado de trabalho.

Engana-se quem pensa que o curso é totalmente prático. Principalmente nos anos iniciais, é comum haver disciplinas teóricas como anatomia, fisiologia e química.

Após concluir a graduação, o profissional está habilitado a trabalhar com estética facial, corporal e capilar, além de prestar consultorias na área e atuar em indústrias de cosmetologia. Pode ser contratado por salões de cabeleireiro, até clínicas médicas, além de abrir seu próprio negócio ou lecionar.

Quem deseja seguir carreira nessa área precisa gostar de lidar com diferentes tipos de pessoas, e aprender a sentir prazer ao cuidar do outro. O mercado está em pleno crescimento, por isso, quanto mais conhecimento técnico e cosmético o profissional tiver, mais valorizado será por seu cliente.

Fonte: G1.com.br

O desafio de conseguir um emprego

Depois de estar com o diploma em mãos é hora de se inserir no mercado de trabalho. Procurar emprego é uma atividade que requer tempo e dedicação. Aproveitar os anos de faculdade para participar de estágios, cursos e ganhar experiência é o primeiro passo em busca do tão sonhado primeiro emprego.

A boa notícia é que com o aquecimento da economia brasileira mais vagas estão abertas e não faltam oportunidades para quem deseja trocar de empresa ou conseguir um emprego. Mas para que isso aconteça sem perda de tempo ou aumento no nível de estresse é preciso ter foco e não sair atirando para todos os lados. Isso faz com que você economize tempo e também evite o desgaste emocional que a participação de um processo seletivo pode ocasionar.

Confira dicas que vão te ajudar a manter o foco em seu objetivo:

  • Quando pretender uma vaga, acesso site da empresa para entender melhor o seu negócio, valores e missão. Pergunte-se: Eu me identifico com a cultura dessa instituição? Eu acredito no que ela faz? Se a resposta foi sim, vá em frente. Se estiver claro que seus valores não são aderentes aos dessa empresa, reavalie a participação no processo. Esta escolha deve ser uma via de mão dupla.

  • Procurar emprego exige tempo e disposição, principalmente se o processo seletivo tiver muitas fases. Tempo para adequar o seu currículo, se inscrever, realizar os testes online, participar de dinâmicas de grupo, se preparar para as entrevistas. É preciso levar em consideração o que se quer para carreira, assim você investe o seu tempo em processos seletivos de vagas que estejam alinhadas com os seus objetivos profissionais e pessoais. Lembre-se que o processo seletivo é o momento de tirar dúvidas, portanto não tenha receios de fazer perguntas ao longo das etapas e no final da entrevista.

As empresas valorizam muito quem tem interesse em saber como será seu desenvolvimento profissional, informações sobre o local e a área que irá trabalhar.

E agora? Está mais preparado para conseguir o emprego tão desejado?

Fonte: Blog Carreira em Gerações