Armário-cápsula: o que é e como essa tendência influencia o consumo?

2002---blog

Quantas vezes, ao passear em um shopping, você se deparou com uma promoção supostamente imperdível e acabou levando para casa roupas que nem precisava? Essas famosas compras por impulso resultam em um guarda-roupa cheio de peças que não combinam entre si e que trazem a sensação de “eu não tenho nada para vestir”. E é nesse contexto que vem se popularizando o armáriocápsula. Mas você sabe do que se trata essa tendência?

O termo surgiu nos anos 1970, mas só ganhou visibilidade com a americana Caroline Joy Rector. Em seu blog, o Unfancy, ela criou um projeto no qual viveria com um número limitado de roupa – criando, assim, um armáriocápsula. A ideia não só agradou os leitores como também conquistou adeptos ao redor do mundo.

Como montar o seu armáriocápsula?

É preciso entender que um armário-cápsula deve levar em conta o período do ano, o clima da sua cidade e, claro, o seu estilo. O ideal é escolher um determinado número de peças – que não deve passar de 40 – que você usará pelos próximos três meses. As roupas que não foram escolhidas devem ficar guardadas para a próxima estação.

Analise quais peças você mais usou nas últimas semanas

Com esse exercício, você vai ter uma noção melhor daquilo que realmente gosta de usar. É importante também analisar quais são as cores que mais se repetem.

Armário de emergência!

Em um primeiro momento, nada precisa ir para o lixo. Apenas selecione quais são as roupas da estação que você mais se sente bem. Essas vão para o armário-cápsula, enquanto as outras você pode guardá-las em caso de emergência. Caso você queira muito usar uma camiseta não escolhida, é só ir buscá-la.

Não existe regras

Os nossos gostos e hábitos mudam rapidamente, não é? E junto deles, aquilo que gostamos de vestir. Por isso, não existe um armário-cápsula ideal para todas as pessoas. Ele deve se adaptar aos seus gostos e necessidades. O objetivo é criar um guarda-roupa que contenha somente itens que você use.

Ah! Enquanto você estiver com um armário “em funcionamento”, tente não fazer compras.

Como a tendência influencia no consumo?

Muito além da moda e do minimalismo, o armário-cápsula faz parte da preocupação com um consumo mais consciente. Ao escolher poucas peças, você normalmente preza por itens mais atemporais – e não aquelas que são tendências por uma ou duas estações.

Dessa forma, você também tem a oportunidade de investir em peças com mais qualidade e se preocupar com os processos de produção das roupas que consome – mão de obra, materiais sustentáveis, entre outros. Ótimas vantagens, não é mesmo?

E você, já experimentou fazer um armário-cápsula ou então busca consumir de forma mais consciente? Compartilhe com a gente a sua experiência!

Leia também: